quinta-feira, 2 de março de 2017

"As Criadas", pelo Teatro de Braga, no Garcia de Resende hoje e amanhã, às 21h,30



Para Genet o homem é constantemente arrastado por forças estranhas que o transportam irremediavelmente para comportamentos que nos mostram as faces mais negras e incontroláveis da alma humana. Em As Criadas discute-se a existência e a natureza do mal. A perversidade natural, essa força primitiva e irresistível, que faz que estas criadas sejam ao mesmo tempo homicidas e suicidas, criminosas e carrascos. Em As Criadas entende-se uma subtil metateatralidade pirandeliana: quando sós (em casa) Claire e Solange assumem um intrincado jogo de representação, em que se alternam nos papéis de vítima e algoz com o objetivo de aniquilarem a Madame e, ao mesmo tempo, ensaiam o ato brutal que estão em vias de cometer. Um espetáculo que se pretende totalmente despido de preconceitos, em que cada personagem se eleva aos limites do impossível, quanto aos comportamentos humanos, na solidão da Casa.

Autor: Jean Genet | Encenação Rui Madeira | Cenografia: Acácio Carvalho| Figurinos: Manuela Bronze | Criação vídeo: Frederico Bustorff | Criação sonora: Pedro Pinto | Design gráfico e fotografia: Paulo Nogueira | Desenho de luz: Nilton Teixeira | Elenco: Sílvia Brito, Solange Sá, Mariana Reis.
*Co-produção com a Companhia Seiva-Trupe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.