sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Quando os 200 milhões de euros (ou os 1.000 empregos) chegarem daremos notícia


Carlos Pinto de Sá anuncia investimentos aeronáuticos no valor de 200 milhões de euros

O Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, lembrou hoje que o futuro Cluster Aeronáutico, que tem vindo a ser constituído no Parque da Industria Aeronáutica, irá possibilitar a criação de cerca de um milhar de empregos diretos, significando um investimento de quase 200 milhões de euros.
O autarca eborense fazia estas declarações à margem do primeiro “Évora Aero Tech Day’s”, que hoje decorre nas instalações do Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo (PCTA), subordinadas ao tema “Materiais Compósitos na Industria Aeronáutica”.
Segundo Carlos Pinto de Sá, “neste momento, para além da Embraer, que está com um investimento de cem milhões de euros, temos seis empresas que estão a instalar-se em Évora. Trata-se de um investimento de 170 milhões de euros de que vão criar nos próximos anos 964 postos de trabalho diretos”.
Em declarações aos jornalistas, e na presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, que presidiu à sessão de abertura desta jornada de trabalho, o edil alentejano disse ainda “que o processo de instalação do Cluster Aeronáutico de Évora está a ser desenvolvido a um ritmo muito elevado”.
“Da parte da Câmara, tudo temos vindo a fazer para criar as condições ótimas para que estas empresas encontrem no nosso território fatores suficiente atrativos para aqui se fixarem e assim criar emprego e valia económica”.
A este propósito, Carlos Pinto de Sá revelou também que nesta sexta-feira à tarde uma delegação da Associação Aeronáutica Francesa, que representa 172 empresas do sector, estará em Évora para se inteirar na nossa realidade e das condições que oferecemos aos vários níveis”. (Nota de imprensa da CME)

9 comentários:

  1. Esperemos que as promessas do Carlos Pinto de Sá, não sejam iguais às do seu Compadre Mourinha, Presidente da Câmara de Estremoz,que nunca cumpriu nada do que prometeu.
    Brevemente um Opúsculo, publicará as "Mentiras de Mourinha" que irá dar que falar.
    Um habitante de Estremoz

    ResponderEliminar
  2. esperemos que o evora noticias ponha um video com o nosso presidente a falar francês

    ResponderEliminar
  3. Lendo isto ate custa a acreditar que O PCP estava a manifestar-se contra este projecto no dia da inauguração da Embraer.Mas estava, que eu vi com os meus olhos
    vá lá a gente entender!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro comentador,
      "O PCP", se te agrada esse tipo de linguagem, não se manifestou contra o projecto de Parque Aeronáutico naquele local. Até foi um executivo de Abílio Fernandes que apresentou em 2001, na revisão do PDM (iniciada em 1998), pela primeira vez aquele local como o espaço adequado destinado a desenvolver este projecto.
      Essa proposta esteve em discussão pública (qualquer cidadão teve acesso a ela), e foi aprovada pela câmara da altura (só não me lembro se votou, ou como votou, o vereador José Ernesto).
      Sei que isto não tem grande importância, mas é um facto histórico, facilmente comprovável, que deve ser conhecido, para evitar a demagogia de certos bacocos da nossa praça.

      Eliminar
    2. Manifestou sim.Eu vi! Porra assumam!

      Eliminar
  4. Mais um daqueles títulos patetas de que este blogue parece especialista.
    Os investimentos JÁ estão em curso... A selecção e formação de novos trabalhadores também já começou. E, se tiverem dúvida passem por lá.

    ResponderEliminar
  5. Os investimentos anunciados estão em curso. A nova fábrica da Mecachrome, num investimento inicial de cerca de 40 milhões de euros, está quase pronta e deve começar a laborar antes do fim do ano.
    A ampliação da Embraer, num investimento de cerca de 170 milhões de euros, tem os projectos aprovados e deve iniciar as obras dentro de pouco tempo.
    Além destes, os principais, há mais meia-dúzia de projectos em desenvolvimento que não estão incluídos neste anúncio. Este executivo tem-se caracterizado, ao contrario do anterior, por só anunciar aquilo que está num elevado grau de maturação. Já estaria na altura de se irem habituando, pois evitariam títulos ridículos que só desprestigiam quem os escreve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é isso que a noticia da Câmara diz. A noticia diz, textualmente, "Segundo Carlos Pinto de Sá, “neste momento, para além da Embraer, que está com um investimento de cem milhões de euros, temos seis empresas que estão a instalar-se em Évora. Trata-se de um investimento de 170 milhões de euros de que vão criar nos próximos anos 964 postos de trabalho diretos”.
      Nos próximos anos, não significa agora. E 100 milhões de ampliação da embraer, não são 170 milhões como afirma o comentarista.(Ou o comentarista sabe melhor os números do que o presidente?) Tal como basta conhecer o que ali se passa para saber que ainda falta muito para os mil empregos. Poderá haver no futuro. Hoje ainda não. Esperemos, pois, para ver.

      Eliminar
    2. Esquece o engano nos números. O que se quer dizer, contrariando o título deste post, é que estes investimentos não são virtuais, nem meras intenções: JÁ ESTÃO A ACONTECER.
      Estão a acontecer em projectos aprovados, em obras em curso, e na formação e contratação de pessoal. Não são intenções, são uma realidade. E ao autor do título, se tivesse dúvidas, bastaria ter ido ao local para perceber isso mesmo.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.