segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Balanço de mandato: PCP considera que Câmara CDU conseguiu "um novo prestígio, nacional e internacional, para Évora"

clique na imagem para ler

A direcção da organização regional de Évora do PCP acaba de divulgar, à semelhança do que fez para várias Câmaras CDU do distrito, um boletim de quatro páginas sobre o balanço de quase três anos de mandato na Câmara de Évora. O balanço, como é normal para quem o faz, é positivo em todas as áreas - na limpeza diz-se mesmo que se tem "a limpeza e higiene pública como prioridade diária" e "recuperar Évora limpa e branca" é o objectivo...
Entre o que se escreve e a realidade, por vezes, pode-se primar pela dessintonia. É, também, este o caso. (Convém também ler um dos boletins da CDU de há quatro anos em que o Património estava de rastos, ia perder o título de Património Mundial, a limpeza um caos, e Évora caminhava a passos largos para a desgraça mais absoluta.... Quatro anos depois, Évora só não é a maravilha das maravilhas devido à pesada herança...). Hoje o balanço se algo tem de negativo deve-se aos outros - sejam eles quem forem até aos cidadãos que não limpam as ruas. A "pesada herança" tem as costas muito largas.
Nota: sobre o concurso que ficou deserto para venda de terrenos municipais para um centro comercial mesmo junto ao centro histórico nem uma palavra... nem sequer para o salão central que ali continua, pedra a pedra, à espera dos amanhãs que, pelo menos neste caso, parece já terem deixado de cantar...

Para ler o panfleto na íntegra: aqui

25 comentários:

  1. «o concurso que ficou deserto para venda de terrenos municipais para um centro comercial mesmo junto ao centro histórico nem uma palavra»

    Se o concurso ficou deserto, que mais palavras querias?
    O executivo prometeu lançar um concurso público para alienação de terrenos, com vista a dar cumprimento ao previsto no Plano de Urbanização de Évora aprovado pelo anterior executivo, e cumpriu. Não tendo havido interessados na aquisição, fica a aguardar melhor oportunidade, ou a alteração do dito Plano.

    Ou alguém estava à espera que fosse a câmara a construir o centro comercial?

    Uma coisa parece certa: o anúncio do concurso despertou os investidores privados do Centro Comercial junto ao bairro de Almeirim que retomaram as obras e, desta vez, parece que vão conclui-las.

    ResponderEliminar
  2. ??????????
    NOVO Prestígio internacional??????
    Delírio!!!!!

    ResponderEliminar
  3. «nem sequer para o salão central que ali continua...»
    E, quando anunciar obras no Salão Central ou noutros edifícios municipais, cá estará este mesmo blogue a falar demagógicamente em "caça ao voto".
    Se correr o bicho pega, se parar o bicho come... De uma maneira ou de outra, falarão sempre mal.

    ResponderEliminar
  4. Ó senhor Diamantino..O senhor como cabeça de cartaz da nomenclatura do PCP e consequentemente da CDU e consequentemente ainda da Câmara Municipal de Évora, não acha que está a exagerar???

    O senhor sabe muito bem que o que é dito neste panfleto não é verdade.

    Poderão haver inúmeras razões que justifiquem tanta inoperacionalidade camarária,mas não instrua os seus peões (elenco autárquico da CDU)desta forma.

    Não os obrigue a dizer coisas que o senhor,por imperativos de uma esquizofrenia ideológica, acredita que se está a passar,mas que eles sabem que não acontece neste concelho.Nem neste, nem em nenhum dos que o senhor controla...

    Pela alminha de todos os santos que o senhor odeia,não insista em maltratar o povo desta maneira!!Não engane mais as pessoas!!!Não nos queira transformar todos em sovietes, como disso é bem elucidativa a frase do «todos conseguimos» porque isso é mentira!!!

    O senhor não está interessado em desenvolver o concelho coisa nenhuma!!!

    O senhor está interessado é em convencer esta gente toda,limitando-lhes os espaços (daí a vossa inércia no crescimento e desenvolvimento)de que nós aqui somos os desgraçados que sofremos às mãos do feroz capitalismo e que por causa do feroz capitalismo, nos temos que limitar a ser assim...poucos...honestos...alheios à mudança...incultos...desprotegidos e vítimas do poder central, seja ele apoiado de raspão pelo senhor Jerónimo ou não...

    Claro que não me refiro ao senhor presidente da câmara neste meu desabafo, e todos sabem porquê:Porque é o senhor e mais dois ou três estalinistas dos sete costados, que insiste que esta terra não vá para a frente.

    Por isso se irão opor ao comboio, aos centros comerciais,ao Salão Central,às estradas Variantes;à alteração do Rossio de S. Braz`; ao parque de feiras e exposições; à alteração da localização da Feira de S.joão, à criação de polos de desenvolvimento cultural,artistico e desportivo,à limpeza da cidade e arredores, etc, etc,etc.

    Porque o senhor e mais dois ou três simpatizantes norte coreanos,insistem em levar esta carneirada toda numa transumância sem fim até ao pântano final...para depois poderem dizer que a culpa é do feroz capitalismo...

    Por mim,um pouco mais esclarecido relativamente à maioria da população deste concelho,deixo aqui o meu contributo,no sentido de que de alguma forma alguém comece a entender o que se passa nesta terra e divulgue, tal como se fazia no tempo da outra senhora,em que era necessário que se denunciasse o silêncio que reinava nas nossas gargantas.

    Os senhores estão a desrespeitar o 25 de Abril.Estão a transformar-se em pequenos ditadores,camuflados, com insinuações de pseudo progressismo,quando afinal nada passa de real política conspirativa e castradora da liberdade deste povo.Liberdade de ter e de sonhar, que os senhores transformam em necessidade de sofrer e esquecer.

    Se faço este depoimento é porque tenho ainda a esperança que a esquerda se renove e transforme nesta terra,e pense nas pessoas antes de pensar no confronto internacional que insistem em manter como vivo e que reside na «luta de classes».

    A estupidez tem limites!!!

    Emanuel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como disse Mariana Mortágua, na rentrée do PS:
      "Só a esquerda radical pode salvar o capitalismo".

      Fora com os velhos Ricardos Salgados. Vivam os novos Syrizas, Podemos e BEs. A salvação do capitalismo está ai à porta, bem à mão de semear.

      Eliminar
    2. Bem se vê o bacoco que és. Nem um simples receituário médico deves ser capaz de entender. Com esse discernimento ainda um dia chegas a secretário-geral da tua rua.

      Eliminar
    3. PORQUE É QUE QUEM CRITICA A CME É SISTEMATICAMENTE INSULTADO?
      É UMA ATITUDE NÃO DEMOCRÁTICA, É TERRORISMO!!!

      Eliminar
  5. Autentico delírio,deve ter sido obra de Racha Russo Serra Guida Diamantino Dias e outros parecidos,que branqueadores mensageiros partidários clubistas!

    ResponderEliminar
  6. Prestigio internacional?????Gozam com que?????

    ResponderEliminar
  7. Isto só pode ser uma anedota pois o Presidente á poucos dias fez um comunicado a dizer que não tinha meios para recolha de lixo e que tinha uma frota de camiões com uma media de 20 anos e de repente tudo muda.
    Gostaria de saber o que mudou tão de pressa que eu nem dei por isso por onde terei eu andado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de te atreveres a vir a público com as tuas ideias devias pensar em aprender mais um pouco da língua portuguesa. É que a ignorância que revelas não te dá créditos…
      Álvaro

      Eliminar
  8. Só passaram 3 anos mas o ilustre administrador que colocou o post, bem como os ilustres comentadores, já não se lembram da câmara que não tinha credibilidade nem para comprar um prego. A verdade é que há 3 anos, qualquer comerciante só vendia um prego à CME, com dinheiro à vista.

    Felizmente, bastaram apenas 3 anos para que se tenham esquecido dessa realidade. Esse esquecimento é a prova e o melhor sinal de que a CME está a recuperar rapidamente a credibilidade e o prestígio que gozou durante muitos anos.

    ResponderEliminar
  9. "
    A Alucinação refere quando uma pessoa vê, cheira, ouve, sente ou prova algo que não existe. As Alucinação são uma característica clínica comum da esquizofrenia, alucinação particularmente auditivas onde os pacientes ouvem vozes.

    As Alucinação podem ocorrer em conseqüência de diversos factores e alguma destes inclui:

    Doença mental tal como a demência ou a esquizofrenia
    Abuso da Droga ou de álcool
    Condições neurológicas Progressivas tais como a doença ou a Doença de Alzheimer de Parkinson
    Perda Visual que conduz à degeneração macular, igualmente chamada síndrome da Capota de Charles
    As Alucinação podem igualmente ocorrer devido ao cansaço extremo ou desgastar-se ou devido a um falecimento recente."

    ResponderEliminar
  10. No delírio que é este boletim estão as contas e a alegada redução da dívida e do tempo de pagamento a fornecedores. Duas mentiras: não houve redução da divida, apenas diluição no tempo para o seu pagamento (o que, no final, vai resultar num aumento de juros), e a redução que houve, momentânea, do prazo de pagamento a fornecedores deveu-se ao PAEL, contratado pelo PS e usado pela CDU, que tinha exactamente esse objectivo, mas já está outra vez a aumentar, como referem os dados do primeiro semestre de 2016, sendo Évora a Câmara do Alentejo que presentemente mais tempo leva a pagar aos fornecedores - passou de 500 dias em 31/12/2015 para 535 dias em 30/6/2016.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E vais ter de continuar a observar o "delírio" quando, no próximo ano, acabarem os pagamentos em atraso às Juntas de Freguesia e a fornecedores em geral (com excepção das Aguas de Portugal).

      E vais ter de continuar a ver o "delírio" quando se verificar que os fundos de tesouraria passaram de negativos (chegou a -22 milhões, no mandato PS) a positivos, possibilitando à CME a realização de alguns investimento (não todos os necessários, obviamente, mas os possíveis).

      Como diria a rainha, se cá estivesse, "são delírios senhor, são delírios"...

      Eliminar
    2. Os pagamentos a fornecedores locais estão em dia, ou muito próximo disso. Hoje, nenhum fornecedor local exige o dinheiro à vista para fornecer materiais ou serviços à CME, o que não acontecia com o anterior executivo.

      O ligeiro acréscimo do primeiro semestre deve-se sobretudo ao atraso de pagamentos às Aguas de Portugal, que recusa renegociar o tal contrato ruinoso que impõe condições leoninas à CME.

      Com o Plano de Saneamento Financeiro recentemente aprovado, em breve estarão os pagamentos dentro dos prazos legais (talvez com a excepção das AdP, se não houver acordo).

      Percebo que alguns, por saberem o estado catastrófico em que o PS deixou a autarquia, achem que isto é delírio. Também percebo que tenham dificuldade em acreditar que eram possíveis melhorias destas em tão curto espaço de tempo. Mas está na altura de se irem habituando a ver a autarquia governada por gente competente, que sabe o que está a fazer e que está lá para servir e não para se servir.

      Eliminar
  11. Tretas do Pinto Sá. A situação da limpeza na minha rua continua por fazer apesar da denuncia aqui feita em 24 de Maio e reafirmada em 22 de Junho . Esta gente não tem vergonha...

    ResponderEliminar
  12. O anónimo das 18:55 queria tudo feito num dia? Roma e Pavia não se fizeram num dia, tal como uma cidade inteira não se limpa em 3 semanas. Calma , que o pessoal já passou a minha rua logo chegará à tua

    ResponderEliminar
  13. A verdade é esta : a Câmara de Évora foi a unica Cãmara a ver o seu plano de saneamento financeiro aprovado e isto deve-se ao Pinto de Sá . Este plano vai permitir resolver o problema dos pagamentos em atraso que condicionam muito a câmara. O problema é que o Pinto de Sá resolve por um lado e a seguir descobre mais uns milhões para pagar, fruto da PESADA HERANÇA DO PS, sim , como foi recentemente o caso do IVA que foi retido indevidamente durante o mandato do PS e que vai obrigar este executivo à devolução de quase dois milhões de euros. Já nem se fala na devolução de vários milhões por erros em candidaturas, erros de concepção de escolas, do PIAE, da etar de s. sebastião da giesteira etc etc. O PS não só deixou a câmara na miséria , fruto de uma gestão incompetente e danosa, como ainda deixou um lastro de erros por pagar que continua ao fim de 3 anos. Vejam lá se atinam com os verdadeiros culpados da situação a que chegou a nossa câmara e deixem estes que lá estão tentar endireitar um barco que estava a afundar-se

    ResponderEliminar
  14. As mentiras dos secretários que saem a defender esta Câmara (logo o seu tacho) são surpreendentes. Em primeiro lugar, a Câmara de Évora viu o seu plano de saneamento aprovado pelo Tribunal de Contas, mas há muitas outras Câmaras - não é a única! - com plano de saneamento aprovado e que muitas outras já têm em execução. (aqui o caso da Guarda: http://beira.pt/portal/sem-categoria/tribunal-de-contas-aprovou-plano-de-saneamento-financeiro-da-camara-da-guarda/). De que se trata este plano de saneamento? Disso mesmo: um plano que prevê um calendário de pagamento das contas e das dívidas, para que a Câmara possa voltar a uma estabilidade financeira. Não significa que essas contas e essas dívidas deixem de existir. O mesmo se passava com o PAEL. No caso da Câmara de Évora foi pedido um empréstimo para regularizar o Pael, num montante superior ao do Pael, com um calendário mais prolongado, o que obrigará também ao pagamento de mais juros (mais tempo, mais juros).
    Só o que me espanta é os secretários e a gerência CDU da Câmara imaginar que todos somos tansos. Um dia diem uma coisa, no dia seguinte outra. Por partes. Dizia a CDU que o PAEL iria levar dezenas de anos a pagar, que a divida era impagável, etc, e agora em três anos vem dizer que já resolveu parte importante da dívida. Alguém acredita?
    O PCP/CDu não conseguiu resolver aquilo que a gestão José Ernesto Oliveira dizia ser o grande cancro - a divda às águas Centro Alentejo e que condicionava as contas da Câmara. Pinto Sá está na Câmara e também não conseguiu resolver esta questão. No tempo do PS sabia-se que esta dívida estava contabilizada. Agora, no tempo de Pinto Sá, onde está essa dívida que cresce todos os meses várias centenas de milhar de euros? Deixou de ser contabilizada?
    Hoje percebe-se porque é que o PC não quis fazer uma auditoria às contas do município quando ganhou a Câmara. Se o tivesse feito teria ficado claro para todos que a melhoria que houve de início no pagamento aos fornecedores deveu-se ao tão caluniado PAEL e que a alegada dívida da Câmara foi ampliada em vários milhões para que este truque da redução pudesse ser usado. Enfim, malabarismos de quem gosta de brincar com as populações e de mentir na praça pública. A um ano das eleições estas mentiras vão aumentar como já é costume.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de ler tanta contradição e confusão nesse comentário, fiquei na dúvida se não percebes patavina do que dizes, se percebes e pretendes apenas lançar confusão sobre os mais desprevenidos.

      Só dois ou três exemplos:
      - Confundir o empréstimo recentemente negociado pela CME, a juros mais baixos que o PAEL e sem a perda de autonomia nem imposição taxas e imposto no máximo, ou é confusão, ignorância ou ou má-intenção.
      - "Dizia a CDU que o PAEL iria levar dezenas de anos a pagar" e dizia mais: dizia que durante 20 anos, de acordo com o contrato aprovado e assinado pelo executivo PS, os cidadãos e as empresas de Évora iriam pagar taxas e impostos NO MÁXIMO.
      - "O PCP/CDu não conseguiu resolver aquilo que a gestão José Ernesto Oliveira dizia ser o grande cancro - a divida às águas Centro Alentejo" porque o gestão PS além de negócio ruinoso entregou AS COMPETÊNCIAS que eram da CME ao Governo, o que impede a autarquia de exigir em TRIBUNAL a revogação do contrato leonino. O PS não só entregou as águas de Évora pelo preço da uva mijona (cedidas por pouco mais de 10 milhões de euros, quando a Câmara Castelo Branco, cedeu infraestruras equivalentes por 60 milhões!), como deixou a autarquia de mãos atadas e impossibilitada de recorrer para os Tribunais, por falta de legitimidade para o fazer (ou seja, por falta das "competências" que foram entregues ao Governo!). Um verdadeiro acto criminoso que está a cair sobre a autarquia e os eborenses, e esta gente ainda se acha com moral para falar. Haja vergonha.

      Eliminar
    2. Não respondeste a nada. Lançaste apenas areia para o ar.
      1. É mentira o que dizias antes, ou seja, que "a Câmara de Évora foi a unica Câmara a ver o seu plano de saneamento financeiro aprovado e isto deve-se ao Pinto de Sá". Deixei-te o link para veres, que pelo menos, a Câmara da Guarda tem um plano deste tipo aprovado pelo Tribunal de Contas (mas há mais câmaras);
      2. Falas dos impostos municipais mo máximo, que no máximo vão continuar, porque a situação da Câmara assim o exige. Não porque alguém quer que assim seja. Falta-lhe liquidez e todos os tostões que vierem fazem falta. Poderão baixar alguns simbolicamente, em verbas sem significado, mas apenas para dizer que baixaram. Como dizes, é verdade que esta troca de empréstimo (do Pael pelos bancos) faz com que os juros diminuiam. Mas no saldo final, fica ela por ela: diminuem os juros, mas aumenta o número de anos para pagamento, o que vai dar tudo na mesma. O que se altera é o ano de carência dos juros, o que vai permitir que a CDU no próximo ano tenha dinheiro disponível para as obras de campanha eleitoral. O Pinto Sá sabe-a toda.
      3. O Zé Ernesto bem que tentou ver-se livre das águas do Centro Alentejo por todos os meios. Serviu-lhe tanto como está a servir agora ao Pinto Sá, que na campanha disse que essa ia ser a sua prioridade. Tal como no dizer do José Ernesto era a sua prioridade.
      4. O secretário também não responde à pergunta: em quanto aumentou a divida às aguas do Centro Alentejo desde que a CDU regressou à Câmara? E o que tem sido feito ao dinheiro pago pelos consumidores pela água? Esse dinheiro tem sido entregue às Águas do Alentejo Central? Tem entrado na despesa comum? Ou numa conta, à parte, para ressarcir as Águas do Centro Alentejo?
      São questões simples que a Câmara pretende empurrar com a barriga para debaixo da mesa de forma a passarem desapercebidas, mas cuja resposta seria importante para os municipes.

      Eliminar
    3. Atenção que o PAEL junta se ao empréstimo de saneamento financeiro. Do empréstimo não vai um cêntimo para pagar o PAEL. As condicione do PAEL Mantém se até 2030 salvo erro .

      Eliminar
    4. «O Zé Ernesto bem que tentou ver-se livre das águas do Centro Alentejo por todos os meios»

      E eu a pensar que quem lá tinha metido a câmara tinha sido o Ernesto e o PS, contra todas as opiniões de técnicos e outros mais avisados.
      Mas, está visto que, tu é sabes tudo...
      Só não sabes ler e interpretar o que está escrito. Se soubesses terias percebido que foi o Ernesto/PS que vendeu as águas municipais pelo preço da uva mijona e, não contente com isso, deixou a autarquia sem as COMPETENCIAS que tinha sobre o fornecimento de água, necessárias para contestar em Tribunal o contrato ruinoso. Ou seja: deixaram a autarquia com um contrato que dá um prejuízo anual de 5 milhoes de euros, e de mãos amarradas sem o poder contestar judicialmente. Mas não se pense que o fez por ignorância, ou por ter sido enganado... pois muitos foram aqueles que o avisaram. Ele e o PS/Évora é que não quiseram saber. Preferiram prestar vassalagem ao Sócrates. Com os resultados que se viram...

      Eliminar
  15. Quem há-de gabar a noiva que não o pai dela?
    Mesmo feia que nem um bode!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.