sexta-feira, 3 de junho de 2016

Conversa esta noite em Évora: a esquerda em tempos de crise

16 comentários:

  1. "Pode existir a percepção de que o governo está mais à esquerda.Mas é o Governo,e não é o PS."

    Carlos Zorrinho

    Eurodeputado do PS

    (J.Negócios 3 jun 2016)

    ResponderEliminar
  2. Atenção da CME

    Urge remover o matagal dos passeios e das bermas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sem pesticidas, que o BE não quer. Com máquinas também não que fazem muito barulho e, quando chegam ao fim da rua/estrada, já estão a crescer no inicio;
      Talvez arrancando a ervas com faca e garfo, não?

      Eliminar
  3. Critica o governo,mas este arranjou emprego para a mulher e um lugar em bruxelas ao filho.

    ResponderEliminar
  4. "Não HÀ UMA RUPTURA DRAMÀTICA(COM A AUSTERIDADE)QUE MEREÇA DESFILES E PROCISSÕES"

    "SÈRGIO SOUSA PINTO"

    ( jornal Publico )

    ResponderEliminar
  5. Limpem o Parque Infantil de S José da Ponte!!
    As crianças agradecem

    ResponderEliminar
  6. É preciso usar o tempo de antena, que a direita oferece na condição de atacar a outra esquerda.
    É preciso lançar as questões das minorias para fazer esquecer as questões da maioria.
    É preciso espalhar o charme gentil da burguesia para esconder os ignóbeis crimes da direita.
    É preciso falar da boca para fora, sem estudar os assuntos, para parecer uma autoridade.
    Em tempo de crise é preciso fracturar a esquerda, para ajudar a direita.

    ResponderEliminar
  7. Depois dos governos de aldrabões e gatunos, depois do governo de vampiros do PSD/CDS, é um bálsamo ouvir o discurso do António Costa.
    Até ver, é um discurso da razão e da verdade.
    Esperemos que consiga resistir aos ataques dos gatunos da extrema direita.
    Esperemos que nos defenda da gatunagem europeia, do PSD/CDS, e do próprio PS.

    Que fazer em tempo de crise?
    Unir as forças da esquerda contra a gatunagem da direita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Costa prepara o caminho para privatizar a CGD e a Segurança Social.
      São os consensos à direita. Roubar o estado.
      Portugal continua a pique.

      Eliminar
  8. Em tempos de crise os partidos de Esquerda em Portugal não conseguem mobilizar os cidadãos,a politica de austeridade conduzida por Bruxelas tem vindo a destruir o estado social e a intruduzir a lei da selva no mercado de trabalho.

    Que fazem os partidos ditos de Esquerda ?

    O PS diz ser contra a austeridade,mas defende o cumprimento das regras de Bruxelas,vive assim numa contradição que poderá a médio prazo levar a uma crise interna.

    O PCP não consegue "libertar-se do falhanço do socialismo real" e afirmar-se como partido defensor duma sociedade anti-capitalista e do socialismo humanista .

    O Bloco falta-lhe capacidade para se afirmar como aglutinador dos descontentes com os partidos tradicionais,Mais audácia e pode ser o principal partido da Esquerda Portuguesa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O objectivo do Bloco é ser "o principal partido da Esquerda Portuguesa". Ou seja, o objectivo é ficar por cima, mandar, não por mérito próprio, que o não tem, mas à custa de rebaixar a outra esquerda.
      O objectivo não é, ser um partido ao serviço dos portugueses. É meter a mão no tacho.

      Eliminar
  9. Apelava a cãmara (sei que os cofres estão vazios)que faça um esforço para melhorar alguns pisos da nossa cidade(bastante degradados) e um maior empenho dos seus trabalhadores na remoção das ervas em passeios e bermas.

    ResponderEliminar
  10. A Esquerda, no fundo, no fundo, nem ela acredita no Costa.
    As pessoas não são parvas e cada vez se apercebem mais de que o Costa só serve para afundar mais os portugueses, porque o homem não sabe nada da realidade do país. O desemprego voltou a aumentar, sofrem os trabalhadores. As exportações estão a diminuir, sofrem os trabalhadores. Já há 10 milhões de euros de salários atrasados, sofrem os trabalhadores. E o mais que se vai vendo...
    Mas o Costa arranjou numa feira uma vaca de plástico que bate as asas e diz-nos que as vacas voam.
    O Costa vive de fantasias, não conhece a vida dos portugueses.
    Só é pena que haja tantos que acreditam que a Nossa Srª de Fátima apareceu a 3 gaiatos em cima de uma azinheira num dia de chuva. A mentalidade é a mesma dos que acreditam que a vacas voam, embora o pessoal de Esquerda diga que não, que é esclarecido.
    Uns de Esquerda, outros de Direita, todos os que acreditam nestas fantasias são um atraso de vida. Pena é haver muitas pessoas assim em Portugal.
    Façamos das fraquezas forças e corramos quanto antes com o Costa e "sus mutxaxus" do Governo. A bem de todos os portugueses!

    ResponderEliminar
  11. Universidade ou Tasca ?

    ResponderEliminar
  12. Uns ficaram em 1917...outros ficaram na sierra da Cuba...outros fecham-se em copas com a vergonha do Maduro da Venezuela.

    Rifem-se todos agora para a Feira de S. João

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.