segunda-feira, 2 de maio de 2016

Lacuna jurídica "salva" Clube de Rugby de Évora de castigo por insultos racistas


O jogo entre o Clube de Rugby de Évora (CRÉ) e o Sporting, disputado a 19 de março, a contar para o Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, ficou marcado por insultos racistas dirigidos por um espectador a um jogador da equipa leonina.
Em comunicado, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Râguebi refere que ponderou abrir um processo disciplinar ao CRÉ, mas a existência de uma lacuna jurídica impediu a aplicação de uma sanção ao clube.
O órgão já solicitou à direção da Federação Portuguesa de Râguebi que proceda a uma revisão do Regulamento de Disciplina para contemplar penas que permitam punir este tipo de comportamentos.
No mesmo comunicado, o Conselho de Disciplina manifesta o seu "total repúdio" pelos comportamentos e convida os clubes a vedarem a entrada nos recintos desportivos de pessoas que adotem comportamentos desta natureza. (aqui)

14 comentários:

  1. E o estádio onde se gastaram dois milhões de euros para o rugby ,quando se começa a utilizar?
    Duplo escândalo por se favorecer descaradamente esta modalidade em detrimento de outras ,quiçá mais representativas ,e pelo facto de estar parado um vultuoso investimento proveniente de dinheiro dos nossos impostos ,sem proveito para ninguém.

    ResponderEliminar
  2. Espero que a gestão do estádio não seja entregue a esta gente,Todos os conhecemos,desacatos,Touradas e Bebedeiras,os meninos de sangue Azul que o anterior governo preveligiou.

    ResponderEliminar
  3. O CRÉ nem devia ser autorizado a utilizar o novo estádio.

    ResponderEliminar
  4. Este Clube presta um péssimo serviço ao Desporto.

    ResponderEliminar
  5. A Educação no Orçamento de Estado para 2016
    "Ou seja, aperta-se no Ensino Público (menos 82 milhões de euros) e aumenta-se no privado (mais 14 milhões de euros). De onde vem o dinheiro? Dos impostos de todos os Portugueses."
    Como é que o PCP e o BE alinharam nisto?
    (mais uma vez, o Capoulas e a Nanda fizeram uma festa, à maneira da Maria de Lurdes Rodrigues, à nossa custa, estou farto de ser roubado, porra)

    ResponderEliminar
  6. Não passa de um grupo de rapazes que pega uns touros,bebe umas bejecas e no intervalo diz que pratica desporto.

    ResponderEliminar
  7. A nossa cidade vai morrendo lentamente,na praça do Sertorio o único espaço de restauração e bebidas faliu,os turistas chegam a praça as 19 horas e não existe nada aberto só silencio e vazio.
    Que triste dura e degradante morte do nosso CH!

    ResponderEliminar
  8. Evora é um a aldeia, apenas com uma população flutuante de turistas e de estudantes que dão a ilusão de ser uma cidade

    ResponderEliminar
  9. O País é uma aldeia,apenas com uma população flutuante de turistas e poucos estudantes que dão a ilusão de ser um país.

    ResponderEliminar
  10. O único clube que prestigia a cidade e que anda sempre nos lugares cimeiros...mas claro os eborenses adoram falar mal do que é da sua cidade...é impressionante !!

    ResponderEliminar
  11. LOL! Fiquei sem perceber qual será o único clube que prestigia a cidade?...Querem ver que era o CRE e se esqueceu de referir...Só rir.
    Porque não o Lusitano ou o Juventude? Porque praticam futebol ?
    Vamos ver o que a Câmara faz...se é que é capaz de fazer alguma coisa....

    ResponderEliminar
  12. são o lusitano e o juventude que estão na 1ª divisão

    ResponderEliminar
  13. O complexo desportivo deve estar aberto a vários clubes e não apenas ao CRÉ,fazer um parque desportivo só para o rugby ?

    ResponderEliminar
  14. Queres comparar o impacto social,desportivo e económico do futebol?
    Se fizesse em Évora uma equipa de Sepak Takraw (ver no Google) ,seria campeão nacional...Percebes onde quero chegar?
    Mas parabéns pelo êxito do Rugby .Também gosto e desejo-vos as maiores felicidades.Mas o futebol também existe....

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.