terça-feira, 31 de maio de 2016

Em Évora: funcionário municipal detido por "peculato"


ACTUALIZAÇÃO: A CMTV refere que o trabalhador municipal em causa integrava os quadros da Câmara Municipal de Montemor-O-Novo

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, num inquérito dirigido pelo DIAP Évora, deteve um funcionário municipal pela presumível prática de um crime de peculato. 

No decurso das investigações foram colhidos elementos que apontam no sentido de o funcionário se ter apropriado de verbas de elevado montante, a que tinha acesso em razão das suas funções, cujo valor poderá ultrapassar os 300 000 euros.
O detido, a quem foram apreendidas duas viaturas e diverso material relacionado com a prática da atividade criminosa em investigação, vai ser sujeito a primeiro interrogatório judicial.

aqui: http://www.policiajudiciaria.pt/PortalWeb/page/%7B6DE55D8A-8E02-4614-B87F-9673E214E0A0%7D

16 comentários:

  1. Em Évora? E é este blog administrado por um "jornalista". Como seria se não fosse...

    ResponderEliminar
  2. pe·cu·la·to
    (latim peculatus, -us)
    substantivo masculino
    Desvio e roubo de dinheiros públicos por quem os tinha a seu cargo.


    Porque é que não dizem que o gajo é um gatuno e que andou a roubar a câmara?
    Porque é que não dizem o nome do gatuno?
    Porque é que não dizem em que câmara, nem quando foi feito o roubo?

    Será que é para lançar a suspeita sobre a câmara actual?

    Que raio de jornalismo!

    ResponderEliminar
  3. A ponta do icebergue. Se viessem a prender todos os funcionários públicos que já cometeram crimes ao abrigo dos seus cargos, mais de metade dos municípios teria de fechar portas por falta de quadros médios e altos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Generalizar o crime por todos é a melhor forma de diminuir a culpa dos verdadeiros criminosos.
      A crise financeira? É culpa dos portugueses, em particular dos funcionários públicos, esses gatunos.

      Eliminar
  4. Tens o link da noticia, que é exactamente igual à informação da PJ. Se achas que é pouco, queixa-te à Judiciária. A informação provém deles, como está indicado no texto. E deixa de fazer figuras de urso lingrinhas. Já tens idade para ter mais siso. Porque o resto é difícil, claro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está o comentário das 22:05.
      Todos os funcionários são ladrões.
      É no que dá o bom jornalismo.
      Atira-se a merda ao ar, que é para atingir todos, os culpados e os inocentes.

      Eliminar
  5. O fulano andou a roubar durante quantos anos? E ninguém deu por nada?

    ResponderEliminar
  6. O camarada viu a massa como os outros camaradas casal da nossa autarquia tanto dinheiro da factura da agua é uma pena temos que o levar para casa antes que autarquia p queime em festas e danças,outra camarada da autarquia de Évora pegou no dinheiro e viajou para o Algarve foi hotéis massagens e restaurante de chefes de estrelas para aliviar o stress de ser funcionaria de uma autarquia pcp,tudo malta porreira pá!Paga zé tuga!

    ResponderEliminar
  7. O COMUNICADO da PJ é uma merda, que desinforma mais do que informa, a que os jornalistas (???) se limitam a fazer copy paste.

    Ao comunicado de merda junta o blogue um título igualmente de merda:
    «Em Évora: funcionário municipal detido por "peculato"»

    Ou seja:
    - quando diz "Évora", pretende referir o concelho ou o distrito?
    - Tratando-se de um blogue local, concluir-se-á maioritariamente que que se refere ao município de Évora e não a qualquer outro dos 14 concelhos do distrito.

    No entanto, sabe-se que no concelho de Montemor, a câmara local participou à policia judiciária de um funcionário que terá "desviado" 300 mil euros, exatamente o valor noticiado. Será apenas coincidência? Duvido.

    O que não tenho dúvidas é que tanto o "comunicado" como o "título" deste post são umas merdas completas que levantam muitas suspeitas, mas pouco informam.

    ResponderEliminar
  8. António Calvete partido socialista tem 15 colégios com contrato de associação.Tudo normal no reino da constituição e da politica patriótica de esquerda!

    ResponderEliminar
  9. Continuando no registo escatológico: a resposta do "acincotons" é uma merda. Muito ao gosto do(s) merda(s) que o faz(em)

    ResponderEliminar
  10. Funcionário da Câmara de Montemor-o-Novo terá desviado 300.000 euros

    Foi detido pela Polícia Judiciária pela presumível prática de peculato. A autarquia confirmou que o funcionário municipal já estava suspenso das funções que exercia na secretaria. » http://bit.ly/1PjWo8K

    ResponderEliminar
  11. O Camarada acusado era da confiança do PCP e do Camarada Pinto Sá. Aliás a coisa só se descobriu e a Câmara fez queixa quando o Sá deixou Montemor. Aliás, 300 mil euros é uma coisa de pormenor, a que ninguém liga. Quando é que na Câmara de Évora se começa a falar de desvios destes? Quando o Sá deixar a Câmara?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com que então o camarada acusado era da confiança do PCP e do Pinto de Sá? És um grande mentiroso. O "camarada" em causa é eleito do PS numa junta de freguesia e, foi o mandatário da candidatura do PS à câmara de Montemor. Mas isso tu já sabes muito bem. Só estás a levantar poeira para tentar baralhar os espíritos incautos.

      Eliminar
  12. A CMTV refere que o trabalhador municipal em causa integrava os quadros da Câmara Municipal de Montemor-O-Novo.
    O Pinto de Sá também veio da Câma ra Municipal de Montemor-o-Novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E? O facto de seres atrasado mental não quer dizer que os teus vizinhos também o sejam. Percebes?

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.