terça-feira, 31 de maio de 2016

Deputados do PSD querem saber a razão do atraso na inauguração da "Pista de Atletismo e Campo de Rugby de Évora"

Inscrição no muro das novas instalações desportivas. Foto de Carlos Neves
Assunto: Esclarecimentos sobre quais os impedimentos que têm inviabilizado a inauguração da Pista de Atletismo e Campo de Rugby de Évora
Destinatários: Ministro da Educação e Secretário de Estado da Juventude e Desporto
Exmo. Sr. Presidente da Assembleia da República,
A Construção da Pista de Atletismo e Campo de Rugby de Évora foi lançada no dia 8 de Julho de 2015.
A construção da Pista de Atletismo e Campo de Rugby em Relva Sintética e espaço para desporto de lazer, é um projecto promovido pelo Instituto Português da Juventude, o qual contou com a colaboração da Câmara Municipal de Évora na elaboração dos projectos técnicos e obteve financiamento do INALENTEJO – Programa Operacional Regional do Alentejo 2007-2013. O investimento aprovado é de 1,5 milhões de euros e o apoio do INALENTEJO é de 1,2 milhões de euros.
Este é um equipamento fundamental para a cidade de Évora, o qual conta com o interesse e forte entusiamo das associações desportivas locais. Pode afirmar-se que existe uma grande expectativa da população para que este importante equipamento seja rapidamente concluído e possa ser devidamente utilizado.
O projecto permite requalificar o terreno do hipódromo de Évora, numa perspectiva de reaproveitamento e redefinição do espaço, e desenvolver localmente as modalidades de atletismo, rugby e o desporto de lazer.
O projecto compreende a construção de Pista de Atletismo de 6 corredores, pista de salto em comprimento / triplo salto e salto com vara.
Pela informação existente, já se encontra construído o campo com relva sintética destinado à prática de rugby e as instalações de apoio para atletas, técnicos e público, incluindo bancada para 180 lugares.
As instalações de apoio comportam vestiários/balneários, incluindo unidades para atletas com mobilidade condicionada, ginásio / sala de musculação para preparação física, arrecadações de material desportivo, sala técnica, posto médico, instalações sanitárias e sala de forças de segurança.
A pista de atletismo e o campo de rugby têm capacidade para acolher eventos nacionais e internacionais, bem como estágios de equipas e selecções nacionais.
O espaço de desporto de lazer será um espaço aberto a todos, fomentando a prática desportiva e o convívio.
Segundo informações recolhidas, este equipamento está apto para ser utilizado já há algum tempo. No entanto, existem um conjunto de condicionalismos (aparentemente técnicos e burocráticos) que têm impossibilitado a respectiva inauguração e consequentemente o uso do referido equipamento.
É nessa perspetiva que um conjunto de deputados do PSD entende procurar obter esclarecimentos do Governo sobre esta matéria.
Assim, ao abrigo, das normas constitucionais e regimentais, solicita-se a V. Exa., que se digne a obter junto do Sr. Ministro da Educação e do Sr. Secretário de Estado da Juventude e Desporto, resposta às seguintes questões:
1 – Quais os impedimentos que têm inviabilizado a inauguração da Pista de Atletismo e Campo de Rugby de Évora?
2 – Qual o modelo de governação previsto para a gestão do referido equipamento?
3 – Se existe data prevista para a inauguração e utilização da Pista de Atletismo e Campo de Rugby de Évora?

Palácio de São Bento, quarta-feira, 31 de maio de 2016
António Costa da Silva e 11 outros deputados do PSD

3 comentários:

  1. Em Évora tudo o que seja municipal versus estado é uma miséria,parece que estamos condenados a ser o balde do lixo de Portugal!Sera porque existe cá muito comunismo!?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 19:52
      Quando não se tem nada para dizer, nem se sabe o que se diz, mais vale ficar calado. É o teu caso.

      Eliminar
  2. NA semelhança da Praça de Touros pública no passado , agora privatizada , esses terrenos foram doados à população de Évora , agora parece também serem privatizados e a bons pagantes para lá entrarem um dia . Falta em Évora privatizarem a Piscinas Municipais , a Feira de São João já o é pois o espaço é de uns quantos capangas da cidade de Évora que exploram a zona como bens lhe apetece e após a Feira voltam o local ao abandone como sempre . Évora , tornou-se depressa num local onde se joga jogo sujo nas travessas , se vende a morte aos jovens que por lá estudam atacando as gargantas de Sol a Sol com droga e álcool rasca ... e um local bom para viver longe destes problemas , para os partidários à frente das instituições que passam o tempo a pensar em sexo e orgasmos e onde esquecem o que tem para fazer pela cidade .

    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.