quinta-feira, 19 de maio de 2016

CATARINA EUFÉMIA (1928-1954)


O primeiro tema da reflexão grega é a justiça
E eu penso nesse instante em que ficaste exposta
Estavas grávida porém não recuaste
Porque a tua lição é esta: fazer frente

Pois não deste homem por ti
E não ficaste em casa a cozinhar intrigas
Segundo o antiquíssimo método oblíquo das mulheres
Nem usaste de manobra ou de calúnia
E não serviste apenas para chorar os mortos

Tinha chegado o tempo
Em que era preciso que alguém não recuasse
E a terra bebeu um sangue duas vezes puro
Porque eras a mulher e não somente a fêmea
Eras a inocência frontal que não recua
Antígona poisou a sua mão sobre o teu ombro no instante em que morreste
E a busca da justiça continua

Sophia de Mello Breyner Andresen

3 comentários:

  1. "Quando os Agentes não têm juízo o Posto de Turismo é que paga!
    Começa a época denominada de alta e um turista «cultural» ou mesmo visitante do dia de passagem quer ser bem saciado em termos de experiência.
    No entanto a idade da pedra contínua, até quando? Pergunto eu:
    - Caro amigo são 17 horas, quero visitar a Catedral, a Igreja de São Francisco e a Capela dos Ossos, como é?
    - Estão fechadas, não nos cabe a nós a gestão desses espaços!
    - Mas vocês é que cá estão para responder!
    - A quem o diz, já estamos preparados a acarretar com a culpa, as costas também se vão habituando a arcar com o peso, sabe!
    - Caro amigo, dê-me o livro de reclamações, que Disneylândia é aquela num monumento com 2000 anos de história?
    - Tem de perguntar a quem deu autorização a tal coisa, nós aqui fizemos algo de que se possa queixar?
    - Sinceramente não!
    - Então e estando até de acordo consigo, não nos faça acarretar algo de que não somos culpados!
    - Que sinalização turística é esta numa cidade Património da Humanidade desde 1986?
    - É a que temos, lamento muito!
    - Você nem imagina à quanto tempo que ando perdido nesta cidade!
    - Caro amigo fui aos serviços públicos de casa de banho e não pode ser, como é possível isto numa cidade destas?
    - Não sei que lhe diga!
    - Então os monumentos não têm história ou nenhuma interpretação, viemos olhar para as pedras só?
    - Olhe este é deste século...blá...blá...blá, não sou historiador, mas espero que tenha ficado melhor informado!
    - Agradeço a sua gentileza!
    ....
    Poderia continuar com a lista de velhas experiências e memórias guardadas, que é grande e não muito favorável.
    O Posto de Turismo é um serviço perfeito? Não.
    O Posto de Turismo faz um atendimento perfeito? Também não, nenhum serviço o faz.
    O Posto de Turismo tem reclamações? Por vezes tem.
    O Posto de Turismo tem cartas de agradecimentos? Embora se dê menor relevância, também as tem.
    O Posto de Turismo funciona até que horas? Começa às 9 e mesmo com quase já tudo fechado encerra às 19.
    Como entra o espírito de um turista que vive no século XXI no Posto de Turismo em Évora? Sendo culto, exigente, informado, conhecedor de outros locais...Entra, por vezes, de tal forma defraudado, que depois mal ou bem a carga sobra para quem está no posto de turismo, este em última instância é o que não presta um bom serviço!
    PS - O que vale é que os calos aparecem, e as costas começam a ficar mais largas!"

    Muito pertinente.

    Comentário facebook de um funcionário do Posto de Turismo de Évora

    ResponderEliminar
  2. Queres comunismo em Évora?
    Então aí o tens!

    ResponderEliminar
  3. A Catarina Eufémia era uma comunista que, como os de hoje queria Direitos. Trabalhar é que não.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.