sexta-feira, 8 de abril de 2016

Flamenco hoje no Armazém 8


9 comentários:

  1. Crise no Governo

    provocada pelo próprio PS,para os muitos "politólogos" que viam no acordo do PS com a Esquerda(PCP/BLOCO/PEV) o fator de instabilidade, gostava de saber a opinião sobre o atual momento que se vive na família socialista.

    ResponderEliminar
  2. Jerónimo e Catarina não são o problema da governação

    Os Assis e Bruxelas vão ser os coveiros deste governo.

    ResponderEliminar
  3. Eu gosto é da Catarina Martins. É mesmo de Esquerda. Sacrifica-se pelo povo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só vês a Catarina?
      E o camarada Jerónimo?
      Não vês que ainda se sacrifica mais. Esse sim é comunista verdadeiro. Tem a cara cheia de rugas de muitos anos a trabalhar para os trabalhadores estarem hoje a viver em condições condignas. É evidente que se estás no sindicato ganhas mais. Mas quem não quer estar no sindicato que se lixe. Peça aumento ao patrão que leva logo um murro no estômago. Bandidos. Eu hei-de ser comunista sempre porque daí é que eu vejo algum.

      Eliminar
  4. Até onde vai a credibilidade dos "papéis do Panamá":
    "Até ao momento, os grandes magnatas e multinacionais escapam ao escrutínio. Isto apesar de, no passado mês de Janeiro, a Oxfam ter revelado que 62 pessoas detêm tanta riqueza como metade da população mundial, e que mais de metade destes super-ricos são norte-americanos, justamente com o património em paraísos fiscais, acusou a ONG britânica."

    ResponderEliminar
  5. Pronto, a Esquerda está no Governo. Acabaram os problemas do país. Não há contestação ao Costa, grande homem, livrou-nos da ditadura fascista do Passos...
    O Jerónimo de Sousa fala todos os dias na TV, grande homem.
    A Catarina Martins agora fala menos, mas está a tomar balanço...
    Porreiro, pá!
    Vamos todos ao Flamenco. Bora malta, vamos festejar.
    Amanhã o camarada Costa dá mais à gente.
    A Esquerda é que é bom.
    Viva a Esquerda!

    ResponderEliminar
  6. De vez em quando aparecem aqui uns maduros que só visto. Agora deu para surgirem aqui uns engraçadinhos que mais nada dizem que não seja dizer mal da esquerda. Mas para além disso, zero, nada, são uns zeros (neste caso à esquerda). Pois bem, não gostam da esquerda? Estão no seu pleno direito, mas ao menos digam e tenham a coragem de assumir e de dizer que no tempo do Passos é que era bom, que não havia emigração, não existia desemprego, que não havia cortes nas pensões e nos vencimentos, não existiam sobre-taxas e taxinhas,que isso foi tudo uma invenção dos perigosos comunistas e da esquerda em geral.Já me fazem lembrar um Boy do PSD, que agora todos os dias tem um comentário no Faceboock, a dizer que os pobres vivem mesmo pobres, como se alguém em dois ou três meses de governação conseguissem aquilo que foi destruído em 4, SIM QUATRO anos de desgovernação. Isto já não é um caso de azia, é ntes um caso de psiquiatria.
    Du Ruris

    ResponderEliminar
  7. Florinda tem o apoio do Patinho,vai continuar na junta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por algum motivo há pessoas que se baseiam no desconhecimento por mera conveniência. E como se isso não bastasse, ainda falam de confiança politica. A relação de apoio com a eleita é, de forma clara, uma estratégia politica. Cabe ao Patinho dinamizar os estragos, causados por “um representante socialista” que não honrou os compromissos que estabeleceu com o partido, ignorando os factos, ocultando internamente o caso, em concreto, por meros interesses pessoais. Mas o problema é que o partido, perante MAIS este descalabro, vai sair prejudicado nas autarquias, gerando aos eleitores falta de confiança dos seus eleitos e dos seus governantes. Agora, é tarde para falar! O PS para atingir alguns objetivos, deve manter-se em silêncio, diminuindo o risco de insucesso no partido, e esperar que o tribunal se pronuncie... À margem da lei, a presidente não tem salvação!!!

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.