quarta-feira, 23 de março de 2016

Por acaso ou não, é da humanidade!

O dia 28 de Março é o dia nacional dos centros históricos e é assinalado na próxima segunda- feira. Esta efeméride faz vinte e três anos no em curso, porque é assinalada anualmente desde do ano 1993, ano da sua criação. E, é comemorado no dia 28 de Março, porque é a data do nascimento de Alexandre Herculano.
No que diz respeito às particularidades e especificidades do centro histórico da cidade de Évora, é de salientar que é o maior e talvez o mais importante dos centros históricos do nosso país com a classificação de património da humanidade. Tem uma área de 107 hectares, podia compreender, para que se tenha noção da grandeza, mais de cem campos de futebol de onze.
Na verdade, o centro de histórico de Évora tem uma extensão verdadeiramente considerável e a sua monumentalidade é constituída por vestígios históricos de várias civilizações. Da romana, passando pela celta, árabe, judaica e cristã. Por isso, é inquestionável a sua importância histórica e patrimonial.
Contudo, o centro histórico de Évora tem o seu casario visivelmente degradado e a necessitar de obras de requalificação e reabilitação. O número de edifícios e de casas, que, apresentam sinais exteriores de degradação, é considerável. E, se não forem intervencionados, dificilmente, terão qualquer utilidade, seja para a habitação, seja para o comércio.
Pelo que, se nada for feito no sentido de inverter esta situação, o centro histórico de Évora “morrerá”. Ficará, por isso, sem residentes e deixará de ser procurado pelos turistas. Quer sejam nacionais, quer sejam estrangeiros.
Ora, há muitos exemplos de políticas e práticas que foram levadas a cabo pondo fim à degradação dos centros históricos em várias cidades, não só lá fora como, também, no nosso país. Por isso, resta colocar a pergunta certa: O que está à espera a Câmara Municipal de Évora para iniciar e liderar o processo de combate à degradação do nosso centro histórico, que, por acaso ou não, até é da humanidade?

José Policarpo (crónica na radio diana)

20 comentários:

  1. Senhor Policarpo
    Mesmo em frente da sua empresa, na Rua da Selaria, a mais frequentada da cidade pelos turistas, há uma casa miseravelmente degradada, Talvez fosse bom que o senhor, que escreve crónicas e é uma pessoa importante na cidade, possa dizer-nos de quem é essa casa e por que razão está assim há décadas. E pergunte ao dono da dita casa e à câmara por que razão ela continua a envergonhar os eborenses.

    ResponderEliminar
  2. «há muitos exemplos de políticas e práticas que foram levadas a cabo pondo fim à degradação dos centros históricos em várias cidades»

    MUITOS exemplos! Reparem que não são dois ou três exemplos, mas MUITOS. Gostava de saber onde este senhor vai buscas tal informação.
    Enfim quando a gente lê coisas destas, fica a perceber como são fracas e ocas as ideias de quem as profere. Ou seja: pela má pena, morre o escritor.

    ResponderEliminar
  3. Estará a câmara de Évora disposta a arcar com as despesas da recuperação da minha moradia? Se sim, começo as obras já amanhã...

    ResponderEliminar
  4. Santa ignorância.
    1
    Nem sequer sabe porque razão o Centro Histórico foi classificado Património da Humanidade, nem tem orgulho na distinção.
    2
    Nem sequer respeita o mérito de quem lutou e teve a competência para o conseguir.
    3
    Nem sequer reconhece que a câmara ficou falida depois do cambalacho PS/PSD.
    4
    Nem sequer sabe que uma câmara, qualquer câmara, não tem meios suficientes para suportar as obras necessárias, as quais terão que ser suportadas por programas nacionais, que obriguem o financiamento dos proprietários e do poder central.

    (é preciso que as escolas invistam mais nos valores culturais da cidade natal, e na educação para a cidadania, a pensar no futuro deste país e desta cidade)

    ResponderEliminar
  5. O que está à espera a Câmara Municipal de Évora para iniciar e liderar o processo de combate à degradação do nosso centro histórico,de nada,hoje autarquia de Évora é o maior propriatario de imoveis do ch os seus imoveis estão todos em total ruina,belo exemplo para os privados.

    ResponderEliminar
  6. Em tempo de Semana Santa.........

    Padre e Freira gestores de várias IPSS ligadas ao Patriarcado de Lisboa são suspeitos de desviar fundos para comprarem artigos de luxo ,entre eles um Porsche.

    A pobreza neste país está a ser um negócio para alguns,a caridade tornou-se uma industria,a Igreja não está isenta neste processo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso é mentira. É tudo gente boa.Por mais que o papa fale, não adianta

      Eliminar
  7. Mas quem quer recuperar imóveis do centro histórico, quando pode construir uma moradia nova, de um dia para o outro, ali na urbanização da H. das Figueiras, junto às bombas da galp? Basta passarmos lá para ver que a expansão da cidade é ali. Hoje já eram cinco as moradias levantadas!

    ResponderEliminar
  8. «hoje autarquia de Évora é o maior propriatario de imoveis do ch»

    Quando se escrevem disparates deste com a maior das facilidades, nada há fazer com gentinha deste calibre.

    «os seus imoveis estão todos em total ruina,belo exemplo para os privados»

    "TODOS em total ruina" escreve o imbecil. De facto há um em ruína: O SALÃO CENTRAL. Espero que desta vez seja tomada a opção certa na utilização de fundos comunitários e que não se gaste o dinheiro disponível em novas praças de touros privadas...

    ResponderEliminar
  9. Desvio de dinheiro de várias instituições de Solidariedade Social ligadas ao Patriarcado de Lisboa,o odio que muitos "cristãos" tem ao actual Papa tem razão de ser.

    Este Papa quer mudar a Igreja mas tem a consciência de ser uma missão quase impossível,o Vaticano está "minado" de corruptos,a Igreja pelo Mundo tem nas suas dioceses gente ligada ao poder .

    Francisco não vai conseguir mudar esta igreja decadente,reacionária e corrupta.

    ResponderEliminar
  10. Quando se escrevem disparates deste com a maior das facilidades, nada há fazer com gentinha deste calibre.
    Consulte as actas da autarquia e percebe,mensalmente a quantidade de imóveis que autarquia fica no CH por direito de preferência,hoje autarquia de Évora é o maior proprietário de imóveis no CH. Muitos desses imóveis estão em ruína total e da autarquia não se conhece algum projecto para o seu aproveitamento.
    Existe um total falta de informação versus conhecimento da realidade e parte-se para o insulto de forma gratuita que raio de pais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O senhor que é um cidadão exemplar, que lê as actas, que está bem informado, se faz favor:
      1
      Identifique um prédio, basta um, que tenha passado para a autarquia "por direito de preferência", ou outro qualquer direito.
      2
      Indique onde foi buscar a ideia que a autarquia é o maior proprietário do CH.
      3
      E diga quais os prédios da autarquia que estão em ruína total.

      Com gentinha deste calibre, desonesta e aldrabona, é preciso saber qual a origem dos disparates.

      Eliminar
    2. Será que este Sr. sabe ler as actas?, e que o que as mesmas dizem é que a CME não (NÃO) exerce o direito de preferência. Na verdade por força de Lei, sempre que há a venda de um prédio dentro de CH, é obrigatório o proprietário (vendedor) perguntar à CME se quer exercer esse direito. Claro que a CME que se saiba NUNCA exerceu esse direito, 1.º porque não têm dinheiro para tal, 2.º SE a CME exercesse esse direito já os possíveis compradores se tinham insurgido, pois esta estava a intervir num negócio privado.
      Du Agris

      Eliminar
    3. E o PCP é o partido que mais prédios tem seus em todo o Portugal e não paga 1 tostão de IMI.

      Eliminar
    4. 00:16
      «E tu a dar-lhe e a burra a fugir»

      Há centenas de milhares de prédios que não pagam IMI em Portugal e tu só reparaste nas poucas centenas que são propriedade dos partidos políticos.

      Dou-te apenas dois exemplos escandalosos:

      - Fundos Imobiliários não pagam IMI. Estima-se que cerca de 1 milhão de prédios estejam nesses fundos da banca. Mas isso não te preocupa.

      - Igreja católica, o maior proprietário de edifícios do pais, não paga IMI nem quaisquer outros impostos. Mas isso também não te preocupa.

      Eliminar
  11. Há mais de 3 mil prédios no CH (cerca de 3500!). A câmara será proprietária de uma a duas dezenas aproximadamente (incluindo as casas de banho públicas). Ou seja: é proprietária de menos de 1% dos prédios.

    Mas o comentador insiste em afirmar que a câmara é o maior proprietário de imóveis no CH (porque julga ter lido nas actas). E, o pior, é que acha que a gente tem de engolir e calar.

    Óh homem, informe-se e medite nos assuntos antes de escrever comentários desadequados e desconformes com a realidade.

    Já agora, quer que lhe diga quem é um dos maiores proprietários do CH: a seguradora "a Pátria" (integrada num dos bancos. BCP, ao que julgo...). Mas infelizmente a banca nacional está mais falida e em ruínas que os prédios do CH. Ora, sem ovos não se fazem omeletas.

    A verdade é que o sistema ruiu. Os bancos estão falidos. Os milhares de prédios que possuem estão vazios e sem compradores. A ruína dos prédios é apenas um dos sintoma da falência do sistema.

    É bom que se vá acostumando a ver cair prédios, porque é o que vamos assistir nos próximos anos. Ou por causa natural (como a falta de obras de conservação) ou por efeito de alguma acção, voluntária ou indirecta, dos homens. E para quem não acredite, que procure imagens dos anos que se seguiram à última grande crise estrutural do sistema (1929).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso que V Exª diz (é bom que se vá acostumando a ver cair prédios) só é verdade enquanto a Esquerdaria governar.
      Quando a Direita começar a governar, o panorama muda. Mas aí até o Sr vai ter que começar a vergar a mola.
      Deixa de haver pão para malandros.

      Eliminar
  12. É certo que os diplomas não são uma garantia de honestidade e competência.
    O Cavaco Silva e a sua corte de gatunos, o Sócrates, o Relvas, são um bom exemplo, pela negativa.

    O ressurgir das "novas oportunidades" é sinal claro que a "merda" do PS está a ganhar poder, e a voltar ao de cima.

    Já começa a cheirar mal.
    Esperemos que o Costa limpe a casa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro senhor, só queria informá-lo que o Costa de que o senhor fala é mesmo o 1º Ministro. De carne e osso. Já há mais de 3 meses. Vive em que país?

      Eliminar
  13. "Da romana, passando pela celta, árabe, judaica e cristã..." todas, e por ordem cronológica, claro... da romana passa à celta, dos árabes aos cristãos... força, rapaz é preciso é encher de palavras sábias

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.