terça-feira, 15 de março de 2016

Nova proprietária do Centro Comercial no Parque Industrial espera "abrir ao público já nos primeiros meses de 2017"


Em reunião pública de 9 de Março, a Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade o início do procedimento de elaboração do Regulamento Municipal para Funcionamento do Programa de Atividades Complementares e de Apoio à Família. Este programa destina-se a responder às famílias que têm crianças no pré-escolar público e precisam de os manter seguros e ocupados até poderem ir buscá-los após o trabalho, tanto no período letivo como no de pausa letiva.
A proposta de criação do projeto de voluntariado “Mais Próximo de Todos” também mereceu aprovação unânime. Com esta decisão pretende-se a integração de voluntária/os no serviço da Divisão de Educação e Intervenção Social (DEIS), com a possibilidade de colaborar em atividades do Centro de Convívio Municipal, no referido projeto e ao nível dos instrumentos de planeamento. O “Mais Próximo de Todos” tem como principais objetivos promover o desenvolvimento de projetos e atividades da DEIS no âmbito do envelhecimento populacional; gerar uma maior interligação entre munícipes e a autarquia através do trabalho conjunto e incentivar a participação dos munícipes na intervenção social autárquica.
Foi aprovado por unanimidade a ratificação do despacho do Presidente de emissão de licença especial para conclusão das obras de construção do empreendimento comercial inacabado na zona de Almeirim, prevendo a nova dona, a Ares Capital, ter o espaço disponível ao público já nos primeiros meses de 2017.
No período antes da ordem do dia, o Presidente do Município, Carlos Pinto de Sá, comentou ainda a reunião realizada em Lisboa com os responsáveis máximos do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) sobre a gestão do novo Complexo Desportivo junto ao antigo Hipódromo de Évora, propriedade do referido instituto.
Ficou acordado que um grupo de trabalho conjunto elaborará um documento referente aos termos em que será gerido o Complexo, o qual se prevê vir a abrir logo que estejam acertados tais pormenores.
O Presidente Carlos Pinto de Sá registou que decorreu no dia 9 a tomada de posse do novo Presidente da República, deixando votos que defenda e faça cumprir a Constituição. O autarca fez ainda referência às comemorações em Évora do Dia Internacional da Mulher e importância desta data de luta pela igualdade de direitos.
A Vice-Presidente, Élia Mira, deu conta da vasta e diversificada programação do Mês da Juventude, o qual decorre ao longo do corrente mês e convidou à participação nas iniciativas. (Nota de imprensa da CME)

16 comentários:

  1. Bom, já que avança o outro CC, o da Porta de Avis já fostes...
    Não faz mal, o Pinto de Sá divide aquilo tudo em hortinhas e até lá podemos engordar pintos. Que fazem muito esterco, que a gente põe na horta e vai ficar a Porta purfumada.

    ResponderEliminar
  2. E agora, o novo centro comercial, às Portas de Avis.
    Como dizia o ganhão, das parelhas lá no monte "arre macho que é de mais"!...
    Ficamos com um ou com dois?
    Será que o novo candidato, às Portas de Avis, acabará o dele
    antes de 2017?
    Há quem não goste de ter dois...lá sabem porquê...
    AG

    ResponderEliminar
  3. Isto era esperado(conclusão Évora Forum)tantos milhões gastos não era para ser destruído ou demolido como o presidente da autarquia Pinto de Sá chegou afirmar,como fica agora o irresponsável e incompetente do presidente Pinto de Sá com a venda dos terrenos municipais para um novo centro comercial de grandes dimensões???????

    ResponderEliminar
  4. Mas alguém acredita que aquilo venha a ser terminado?
    Ou os prometidos cinemas ali ao pé da rodoviária?
    Ou a zona comercial das Portas de Avis?
    Ou o novo hospital?
    Que cambada de totós...

    ResponderEliminar
  5. Este centro comercial deve abrir na mesma altura do cinema que iam fazer junto à Rodoviária e que, garantiam, estaria a funcionar antes do Natal de 2014.

    ResponderEliminar
  6. Arre que há gente mêmo burra ! Este CC estava iniciado e era privado ! Ou havia dinheiro ou não avançava ! Não era a cãmara que tinha que o construir nem destruir. Quem disse que se calhar o demolia era a empresa que ficou com a dívida e cabia-lhe a ela decidir se queria construir ou demolir. Se querem fazer dois cnetros pois que façam , qual é o problema ? Então agora que os comunas deixam caminho aberto à livre iniciativa é que estão contra eles ? Não há quem entenda esta gente.O Pintinho fez o que devia fazer agora compete a quem tem graveto construir os centros comerciais, os cinemas e até um novo hospital !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caminho aberto à livre iniciativa?
      O Pintinho deixou foi caminho aberto para ver se lhe caíam muitos euros no regaço.
      Mas creio que algum investidor andou a gozar com o xico esperto....

      Eliminar
  7. Do Eborae para baixo o muro do cemitério está bonito.
    É do Partido Ecologista "Os Verdes".
    Que mais precisam os comunistas de "não fazer" para o povo votar no PSD em Évora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem são os PSD's de Évora?
      Que provas deram ou que capacidades têm?
      Escrever comentários em blogues não parece que chegue para o povo os escolher.

      Eliminar
  8. Quem disse que se calhar o demolia era a empresa,o presidente numa entrevista o diário do sul afirmou essa possibilidade por estar em massa falida do Bes,depois houve um corro de protestos e o mesmo emendou a ideia,agora esperamos que Pinto de Sá tenha tomates e cérebro para anular a venda do terreno as portas de Avis com a finalidade de construção de mais um grande centro comercial com 28 mil metros quadrados.Se não o fizer vai estoirar com o pouco comercio do CH e um dos 2 fóruns entra em falência por falta de clientes versus dinheiro.

    ResponderEliminar
  9. Pinto de Sá consegue se aproximar de Ernesto em mentiras frescas,primeiro foi a criação de um Parque Nomada depois o cinema depois uma gestão participada em que já não responde os cidadãos e agora a novela do forum com trapalhada em forte,vereador viajante hoje nem segurava as calças com tanto salto de aflição.Bando de meninos que se mete no trabalho de HOMENS DE BARBA RIJA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tonto, mal informado ou mal intencionado?
      Cada um que tire as suas conclusões.

      Eliminar
  10. É a realidade onde esta o parque nomada?Foi prometido a PSP E GNR a sua construção enterraram a cabeça na areia e de lá só sai silencio profundo,os eborenses que mamem familias acampadas no espaço e via publica é um cartaz lindo e cheiroso!Cambada de incompetentes mentirosos!

    ResponderEliminar
  11. A insolvência permitiu que os novos proprietários fizessem uma aquisição muito mais em conta. Agora talvez consigam fazer arrendamentos mais reduzidos de forma a que os lojistas os possam suportar. O jornal Expresso fez no final do ano uma reportagem notável sobre a proliferação de hotéis que depois entram em falência, conseguindo custos mais baixos.

    ResponderEliminar
  12. E quem é o novo proprietário do fórum? Não se diz nada, para nada se ficar a saber...

    ResponderEliminar
  13. Ares Capital um fundo de investimento.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.