quinta-feira, 31 de março de 2016

Encontro esta quinta-feira para analisar o traçado da linha ferroviária Sines-Badajoz-Évora


13 comentários:

  1. Toda esta situação podia estar resolvida,no tempo do governo Sócrates foi quando o projeto arrancou,a cãmara tinha maioria PS,que se limitou a aceitar o traçado proposto.

    Não venham agora ,os Tronchos,Patinhos e outros solidarizarem-se com os milhares de Eborenses que vão ser prejudicados se mantiverem este traçado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O teu medo é que o Patinho concorra à Câmara de Évora.

      Eliminar
    2. 00:16
      O patinho não mete medo a ninguém. Se concorrer à câmara de Évora, o que duvido, espero que faça um bom lugar de vereador ao serviço de Évora e dos eborenses. Coisa que o seu camarada Ernesto foi incapaz de fazer durante os 15 anos que lá esteve (11 em presidente e 4 em vereador).

      Eliminar
  2. Eu não quero o comboio a passar ali a 120 à hora. Deixem-me dormir porra!

    ResponderEliminar
  3. O PS deixou o concelho num estado calamitoso,12 anos de má gestão,90 milhões de divida,fatura pesada para ser paga pelos Eborenses,durante largos anos vamos pagar Mais impostos.

    A autarquia impedida de fazer candidaturas,a questão do traçado foi mais uma má decisão dos dirigentes do PS do distrito,não souberam em tempo negociar com o governo de Sócrates outro traçado que não viesse pôr em causa a qualidade de vida de muitos Eborenses.

    José Ernesto,Melgão,Fernanda Ramos,Capoulas Santos,Patinho e outros aceitaram o projeto na altura de governo de Sócrates.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não passas dum reles aldrabão

      Eliminar
  4. a ver se põem também carruagens de passageiros até Badajoz

    ResponderEliminar
  5. Na altura a oposição alertou para o traçado,não estava em causa a sua passagem por Évora,mas sim o traçado .

    Não faz sentido o comboio de mercadorias atravessar parte da cidade.

    Os eleitos do PS e os seus barões(Troncho,Capoulas,Zorrinho,Fernanda,Rui Rosado,Patinho e Melgão)não se opuseram.

    Agora é tarde para Solidariedades por parte destes senhores.

    ResponderEliminar
  6. Já se esqueceram ?

    O PS não deixou apenas divida,entre muitos casos esta é escandalosa,o comboio de mercadorias atravessar parte da Cidade,mas também deixou um negócio ruinoso,a privatização da água constituindo uma ruina para o concelho.

    Não houve uma único dirigente PS contra estes negócios,não venham agora armar-se em "patinhos".

    ResponderEliminar
  7. O PC já está em campanha eleitoral, tal é o medo do Patinho ser o candidato do PS. Os queridos comunas fartam-se de falar, mas quando toca a obra é o zero mais absoluto. Do PC, quando foi do projecto da linha férrea, mal se ouviu uma palavra. Estavam mais ocupados em fazerem berraria em tudo o que era sítio contra o PS. Que cambada. Só querem o poder para servir os amigos e os compadrios partidários. Volta Cunhal: tu contavas anos de prisão, estes contam viagens, contas no banco, prepotência e paletes de mentiras.

    ResponderEliminar
  8. A Refer anunciou que as obras de modernização do edifício de passageiros e interface da estação ferroviária de Évora deverão estar concluídas no início do segundo semestre.
    A Refer diz, em comunicado, que a remodelação da estação foi consignada à Tecnovia por 2.086.571,01 euros.
    As obras incluem a beneficiação do edifício de passageiros, os acessos às plataformas de passageiros através da construção de uma passagem superior pedonal parcialmente coberta, incluindo elevadores e escadas, e a construção de abrigo de passageiros na plataforma central.
    Os trabalhos incluem também a construção de um interface do lado norte, com 52 lugares de estacionamento e de um acesso pedonal à estação.
    A Refer salienta que a fiscalização e a coordenação de segurança da obra serão realizadas pelo consórcio Gibb/Ferconsult.
    Além de ser a estação terminal da ligação tradicional Lisboa – Évora do serviço de passageiros, a estação de Évora integra-se no novo corredor ferroviário Sines/Elvas-Caia para transporte de mercadorias.
    Está também prevista a sua ligação com a futura estação de alta velocidade de Évora.
    Onde estava o partido comunista durante o desgoverno de Ernesto?Isto foi publico e ninguém da autarquia se incomodou,agora andam com filmes gratuitos e de fraca qualidade!Tenham vergonha na cara!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «ninguém da autarquia se incomodou...»

      Está muito mal informado. Na autarquia Ernestina houve muita gente a reclamar e a pedir a alteração do traçado existente, voltando-se à solução que tinha sido acordada com a REFER, em 2000 (incluída no Plano de Urbanização e PDM, em processo de revisão).

      Mas também vi muita gente "incomodada" a esconder e a não responder aos muitos abaixo- assinados apresentados pelos moradores.

      Vergonha na cara, é coisa que falta a quem deixou a CME no estado calamitoso em que se encontrava em 2013.

      Eliminar
  9. Se o patinho entrar, duvido que o "pintinho" de serviço aqueça o lugar por mais q um mandato, pois

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.