quinta-feira, 31 de março de 2016

Assembleia da República lamenta morte de Castro e Brito




A Assembleia da República aprovou hoje por unanimidade um voto de pesar pelo falecimento do presidente da ACOS - Agricultores do Sul, a promotora da Ovibeja, e da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo, Manuel Castro e Brito.

O "falecimento precoce" de Castro e Brito consiste, refere a nota de pesar, numa "perda não só para a região que serviu com empenho" mas, acima de tudo, num momento de dor para "o país que orgulhosamente defendia e promovia através da agricultura e preservação dos patrimónios".
(in Lusa)

1 comentário:

  1. O valor dos homens mede-se pelas obras que fazem,
    não pelo paleio que apregoam.
    O Senhor Manuel Castro e Brito puxava pela Agricultura Alentejana e por isso contribuía para o Desenvolvimento de Portugal. A Ovibeja atingiu grande categoria pelo engenho do Senhor Manuel Castro e Brito.
    Em Portugal e no Alentejo em Particular onde domina a pequenez, homens como Manuel Castro e Brito merecem ficar na nossa memória.
    Este homem merece uma estátua à entrada do recinto da Ovibeja.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.