quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Janeiras, esta tarde em Évora


Os Cantos de Janeiras vão contar este ano com a atuação de treze grupos em vinte e oito locais da cidade de Évora no Dia de Reis.
As Uniões das Freguesias de Évora (Centro Histórico), Bacelo e Senhora da Saúde, Malagueira e Horta das Figueiras e a Câmara Municipal de Évora voltam a organizar os Cantos de Janeiras, no dia 6 de janeiro, Dia de Reis, que a partir das 18 horas, irão contar com a participação de treze grupos corais do concelho que irão percorrer, entre as 18 e as 20 horas, 28 diferentes locais do Centro Histórico e bairros das freguesias urbanas.
Participam os grupos Vozes do Imaginário, Grupo de Cante do Centro de Dia da CME, Coral Évora, Grupo Coral da Casa do Povo de Canaviais, Grupo Coral de S. Brás do Regedouro, CORUÉ (Coro da Universidade de Évora), Cantadeiras da ARPIFSS, Cantares de Évora, Grupo de Cantares Regionais Vozes do Alentejo, Grupo Pastores do Alentejo, Os Amigos da Malagueira, Grupo Coral da ARPIFHF e Coro Polfónico da Eborae Mvsica. 
As atuações, com duração aproximada de 30 minutos, terão lugar no Largo das Alterações, Largo de Avis, Rua de Machede, Praça 1.º de Maio, Largo Chão das Covas, Largo das Portas de Moura, Praça de Giraldo, Largo Luís de Camões, Bairros da Comenda, de Santo António, do Bacelo, do Granito, do Frei Aleixo, das Nogueiras, Senhora da Saúde, do Alto dos Cucos, das Espadas, de Almeirim, da Cruz da Picada, António Sérgio, da Horta das Figueiras, de Santa Maria, Vila Lusitano, Degebe, Louredo, Rossio e Praça do Sertório.
A iniciativa terminará na Praça do Sertório, em frente aos Paços do Concelho, onde os grupos se encontrarão, a partir das 20 horas, chegados dos vários pontos da cidade vão encerrar a edição deste ano dos Cantos de Janeiras. (informação da CME)

3 comentários:

  1. Mais iniciativas como esta,é preciso juntar vontades,ser criativo.

    ResponderEliminar
  2. Demissão imediata do Dr.Robalo.

    ResponderEliminar
  3. Demissão imediata da presidente da junta de S. manços e Vendinha, já! Apurem-se responsabilidades a partir da auditoria que foi feita ! Queremos saber que questões foram apontadas na auditoria e que levaram à demissão do Calado na Vendinha e da tesoureira. A culpa não pode morrer solteira ! A Florinda Russo que se demita também e já vai tarde pois só tem trabalhado para S. manços, para os forcados e para o colégio dela em s. manços. Já chega de tanto aproveitamento

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.