segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

A nossa República

Marcelo Rebelo de Sousa é o novo Presidente da República. Ganhou à 1ª volta com 52% dos votos expressos pelos eleitores.
O candidato que baseou a sua campanha numa não campanha, com declarações populistas, nunca se comprometendo com nenhuma ideia e fugindo ao debate político, beneficiou da imagem que a TVI o ajudou a construir ao longo de anos.
Não era o meu candidato porque não o considero um homem de palavra, nem tão pouco considero que esteja ao serviço do povo. Nos seus comentários colocou-se sempre do lado dos interesses de uma minoria elitista, demonstrou não saber lidar com a conquista de direitos civilizacionais no nosso país e nunca defendeu intransigentemente a Constituição da República Portuguesa.
Os resultados acabam de sair e não terei tempo útil para fazer uma análise minunciosa. Certo e sabido é que a vitória de Marcelo constitui uma derrota pesada para toda a esquerda, mas neste campo quem decidiu falar sobre política saiu beneficiado e os resultados demonstram quem fez bem o seu papel na tentativa de derrotar o candidatado da direita.
E assim será: Marcelo será o presidente da república nos próximos 5 anos, mas o que ele ainda não sabe é que esta República ainda vai dar muito que falar nestes anos. O medo e a cultura pop na política estão a ser combatidas por um bichinho preparado para uma maratona. Esse bichinho chama-se Esperança! Não desisto da utopia que tem todas as razões e mais algumas para ser realidade e de derrotar a realidade que dizem ser inevitável, mas que de tão injusta que é não deveria passar de um pesadelo.
Os ouvintes da DianaFm sabem que apoiei desde a primeira hora a Marisa Matias. Poderia dizer muita coisa sobre a magnífica campanha que ela fez, mas prefiro resumir a um simples, sincero e emocionado: Obrigado!
Que bom foi votar pela primeira vez numa mulher para a presidência e que orgulho sinto!
Até para a semana!

Bruno Martins (crónica na radiodiana)

2 comentários:

  1. Custa nao custa? a conversinha do povo equem mais ordena só serve pra esquerda não??? Marcelo e Tino de rãs são os unicos que entendem a natureza do Português profundo que se está cagando pra ideologias e estafadissimos esquerda....direita....esquerda...direita...esquerda....direita...

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.