terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Évora – Município Livre do Tratatado TTIP

Évora é o primeiro município português a tomar uma posição acerca do TTIP (Transatlantic Trade and Investment Parternship). Na passada sexta-feira, a Moção “Évora – Município Livre do Tratado TTIP”, apresentada pelo Bloco de Esquerda, foi aprovada na Assembleia Municipal.

A ser negociado entre a União Europeia e os EUA (entre outros países) num clima do maior secretismo, de forma pouco transparente e democrática, o TTIP, e outros Tratados – como o TISA e o CETA – provocarão danos ao nível do ambiente, alimentos, trabalho e emprego, serviços públicos, colocando em causa o modelo social e económico equitativo e justo.
Tratados apresentados como de Livre Comércio e Investimento, mas cujo principal objectivo é construir e legitimar um novo paradigma de poder corporativo das grandes empresas multinacionais sobre os Estados Nação.
Tratados que darão, por exemplo, às corporações privadas o poder de processar os Estados (mas não o contrário) sobre decisões que afectem os seus lucros, colocando em causa decisões democráticas tomadas na salvaguarda do interesse público.
Mas o TTIP traz, também, ameaças aos Trabalhadores, reduzindo os seus direitos; aos Serviços Públicos, criando novos mercados que levam à liberalização e à privatização; e à Segurança Alimentar, pois rebaixa os padrões europeus ao nível americano. Serão removidas as restrições europeias sobre Organismos Geneticamente Modificados, pesticidas, produtos tóxicos, carnes com hormonas, etc.
Também ao nível do Ambiente e Clima existirão fortes impactos, havendo uma harmonização dos regulamentos ambientais, baixando os padrões de exigência.
Infelizmente estes são dados oriundos de fugas de informação, porque os Tratados encontram-se a ser negociados de forma secreta, não havendo acesso público aos textos da negociação.
Porque os interesses das pessoas e do planeta se devem sobrepor, de forma inquestionável, aos interesses dos grandes grupos económico-financeiros, a Assembleia Municipal de Évora, decidiu declarar, de forma simbólica, o município de Évora “Município Livre do Tratado TTIP”. Boas notícias, mas a luta contra este Tratado ainda agora começou.
Até para a semana!


Bruno Martins (crónica na radio diana)

2 comentários:

  1. É por causa de iluminados como este da esquerda, que Évora é uma cidade amordaçada ideologicamente há 40 anos por Comuno-Socialistas.

    Cidade tacanha, sem cinema, diversões, em que os seus habitantes viajam para cidades mais próximas para fazer compras.
    Até o investimento da EMBRAER foi algo de acérrimas criticas, manifestações obtusas.

    Pobre cidade de Évora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1
      O programa de estupidificação do povo português
      (através do controle da comunicação social pela extrema direita criminosa)
      (e através da implementação das "dez estratégias para manipulação e controle social" de Noam Chomsky)
      levaram ao que seria de esperar:
      a vitória da extrema direita em Portugal
      2
      Consequentemente temos
      - os governos transformados em lacaios da usura, da finança especuladora e predadora da riqueza do país
      - os trabalhadores, os que criam a riqueza do país, transformados em escravos
      - a justiça liminar é para os pobres; o crime flagrante, impune e reincidente, para os ricos
      - a destruição da economia e a ruína irrevogável de Portugal
      3
      Os crimes sucedem-se à nossa frente, todos os dias, sem parar
      - no dia em que o BANIF é suportado pelo PS, o Cavaco condecora os gatunos que através do BANIF roubaram Portugal
      - os portugueses a morrerem nos hospitais, com diagnóstico e terapia definida, porque o sistema de saúde foi destruído
      - os jovens cada vez mais mal educados, ignorantes, alienados, consumidores, sem capacidade para construir um futuro digno
      - uma sondagem da SIC/EXPRESSO, porta voz dos interesses apaniguados do Balsemão, primeiro apaniguado do PSD propagandeiam que o Marcelo será presidente à primeira volta. Mesmo assim, com vitória garantida, os jornalistas e comentadores apaniguados prolongam-se em especulações sobre quais dos outros candidatos deverão desistir...

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.