segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Escolhas

Maria de Belém afirmou recentemente que caso o governo e/ou a assembleia da república decidirem seguir uma política que coloque em causa algum dos tratados europeus pensará seriamente, caso seja Presidente, dissolver a Assembleia da República e convocar eleições antecipadas.
Fica claro de que lado esta candidata se coloca. Não admira que se coloque do lado de tratados não democráticos, defendendo-os como a direita os defende. Não admira que a senhora que recebia uma avença do grupo Espírito Santo Saúde enquanto era Presidente da Comissão Parlamentar da Saúde, ou a mesma que se distancia do Serviço Nacional de Saúde permamentemente, defendendo a transferência de Hospitais para as Misericórdias, se coloque do lado da direita.
Aqueles que dizem que há apenas um candidato à direita, desenganem-se. Há apenas um candidato que receberá o apoio oficial de PSD e CDS, mas o espaço da direita não se esgota nestes dois partidos, e a divisão do PS bem o demonstra.
À esquerda não surgiu nenhum candidato capaz de mobilizar todo o eleitorado, e como tal é falso que se diga que o surgimento de vários candidatos irá prejudicar a esquerda ou impedir uma segunda volta. Todos os candidatos que à esquerda sejam capazes de mobilizar votos, que consigam retirar pessoas de casa, que tragam mais gente à reflexão, são bem vindos e permitem somar e não subtrair.
É nesse espírito que Marisa Matias decidiu candidatar-se, com a certeza que esta candidatura permite somar: somar votos, somar reflexão, somar transparência, somar clareza. O voto na Marisa contribui para um segunda volta e para uma melhor disputa nessa segunda volta.
Apoio a Marisa porque é clara no seu posicionamento político, não tendo medo de se assumir de esquerda e de defender os seus princípios, e porque o trabalho político que tem desenvolvido é exemplar.
Marisa Matias é a garantia do reforço de um novo ciclo político. Precisamos de uma Presidente que defenda todos os princípios consagrados na Constituição da República Portuguesa, com coragem, determinação e clareza.
No dia 11 de Dezembro pelas 20h será feita a apresentação em Évora da sua Candidatura. Eu lá estarei e você?
Até para a semana!

Bruno Martins (crónica na radio diana)

7 comentários:

  1. Ainda nem um comentário sobre o papão Le Pen?!? Os camaradas andam todos a dormir...

    ResponderEliminar
  2. A Direita tem duas candidaturas:Marcelo Rebelo de Sousa e Maria de Belem.

    ResponderEliminar
  3. A extrema Direita avança :na França e na Venezuela.

    ResponderEliminar
  4. Maria de Belem defende serviços de saúde de primeira para os ricos,e uma saúde para os pobres com a entrega dos Hospitais as Misericórdias.Caridadezinha em vez de Solidariedade.

    ResponderEliminar
  5. As "tias" do CDS habituadas a fazerem a caridadezinha,certamente preferem Belem a Marcelo

    ResponderEliminar
  6. Já levaram a primeira canelada do parceiro a sobretaxa vai se manter,é só a primeira jovem Bruno a de vir mais esperavam o que dos socialistas!?Catarina representa bem mas Costa sabem bem da arte do teatro!

    ResponderEliminar
  7. O Bruno Martins escreve estas coisas e ri-se.
    Sempre ouvi dizer que o último a rir é o que ri melhor.
    Cá calharás!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.