terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Banda grava no cromeleque dos Almendres. Arqueólogo alerta para o facto do monumento "estar entregue à sua sorte"


Publicado há 3 ou 4 dias no YOUTUBE. Independentemente da apreciação do facto em si e das suas eventuais consequências, isto vem demonstrar o que há muito está demonstrado. Que o Monumento Nacional, "Cromeleque dos Almendres, a pretexto de estar em "propriedade privada" não pode continuar entregue à sua sorte ou azar. Tal como quase tudo o que acontece naquele lugar único, esta gravação, implicando o transporte de material pesado em viatura e a sua movimentação em plena área arqueológica, ocorreu completamente à revelia de qualquer entidade pública ou privada...

António Carlos Silva (aqui)

11 comentários:

  1. A diretora regional da cultura deve atuar.

    ResponderEliminar
  2. Muralha em derrocada(junto a escola de enfermagem),para quando uma intervenção ?

    ResponderEliminar
  3. Quase tão mau como o violar do monumento, é a qualidade da música... O meu gato, a arranhar uma ardósia, faz sons mais melódicos que estes pobres coitados...

    ResponderEliminar
  4. Portugal a saque.

    Foi o roubo dos PINs, a favor da ganância.
    Foi o roubo dos PPPs, a favor da finança.
    Foi a privatização de tudo o que era rentável.
    Foi a nacionalização dos prejuízos e roubalheiras dos bancos.
    Foram os próprios governantes a roubar o estado, para si, para os amigos e para "os donos disto tudo".
    Foi a perda da independência nacional perante o interesse dos gatunos de todo o mundo, incluindo os da China, de Angola, do Brasil.
    Foi a língua pátria, desmembrada e vendida por nada.

    O património nacional, os testemunhos da nossa origem, a nossa razão de ser, foi tudo junto com o saque.
    Os bárbaros, cegos pelo ouro, ignorantes da história e cultura, desbarataram os nossos maiores valores, a nossa memória nacional.

    (sem passado não há futuro)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu há que sabes da História. Nota-se.

      Eliminar
  5. Agora é o Banif,vamos PAGAR mais um buraco.

    Governador do Banco de Portugal,Cavaco,Passos e Portas nada lhes acontece ?

    ResponderEliminar
  6. Os amigos de Cavaco rebentaram com mais um Banco........é Obra!

    ResponderEliminar
  7. Os amigos de Cavaco Rebentaram com mais um banco.....é Obra!

    ResponderEliminar
  8. Os amigos de Sócrates arrebentaram com os bancos não foi só estado que foi a falência os bancos foram atrás eram os grandes financiadores do estado,que financio as obras da festa o parque escolar as autoestradas etc...foram muitos milhões e o resultado esta a vista!

    ResponderEliminar
  9. as pedras não são assim tão sensíveis, deixem-se de exageros

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.