sábado, 21 de novembro de 2015

Évora: este sábado na "é neste país"


21 de Novembro de 2015, pelas 11:30

Com quantos pontos se conta um conto?

Neste País Há Bonecos

9 comentários:

  1. o BE que esta sempre a dizer que o radicalismo ´e fruto da falta de integraçao, e melhor pensar que todas as ideias de esquerda sao alvo dos terroristas, nao esquecer que a zona dos atentados ´e frequentado por pessoas de esquerda que o daes odeia.Eles matam homosexuais, quanto mais adoçao de crianças por pessoas do mesmo sexo. Basta nao ser do daes e sao assassinados, na maioria dos paises muçulmanos alguem pode deixar o islao tornar-se secular ou de outr religiao isso e apostasia pode ser morto, abri os olhos o perigo e real estamos cercados porr um anel de fogo desses fanaticos que tem mais respeito pelos caes do que pelas mulheres, para mim sao todos fanaticos podem nao ser terroristas, mas estao como nos na !ª cruzada crista nem a inquisiçao se pode comparar a este perigo terrivel.Sao uma hidra de sete cabeças, tu cortas uma cabeça da hidra e saem outras 7 cabeças
    \

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O BE e a outra esquerda irresponsável e demagógica não sabem o que dizem e menos ainda o q fazem ...

      Eliminar
  2. Há dias falava-se neste blogue da promiscuidade entre o público e o privado nalgumas Câmaras. Não bastou muito para aí estar outro exemplo, que é esta maratona que está hoje a cortar o trânsito na cidade de Évora. É uma iniciativa de uma empresa particular, tem apoios e patrocínios de mais de uma dezena de grandes empresas, como a EDP e outras, a participação na maratona e nas outras corridas é paga (20 euros na meia maratona) e a Câmara pôs a generalidade dos seus meios ao serviço desta empresa privada durante vários dias. Desporto, carpintaria, comunicação, num desperdicio de dinheiro público a apoiar uma empresa privada como raramente se viu. Com taxas de innscrição neste valor, se houver cinco mil corredores, só em inscrições a empresa faz 100 mil euros, tirando os patrocinios a que há que juntar o apoio da Câmara no valor de muitos e muitos milhares de euros. Com a cereja em cima do bolo: o presidente e os vereadores a prestarem-se ao papel de meros agentes publicitários da Global sports, a empresa que organiza a maratona. O patrão da empresa não deve querer outra coisa, dada a "plasticidade capitalista" destes comunistas locais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é apenas vontade de dizer mal, ou é mesmo estupidez natural?...
      Achas mesmo que havendo a possibilidade de realizar este evento em Évora, sem quaisquer custos financeiros para o município, este deveria deixá-lo ir para outro concelho?
      E, se assim fosse, que dirias da perda de oportunidade de aproveitar uma iniciativa privada para projectar o nome de Évora no país e no estrangeiro?

      Eliminar
  3. Para os radicais anticomunistas, a questão não é se a maratona
    1 Congrega o interesse de uma grande parte dos cidadãos,
    2 É uma iniciativa com manifesto interesse publico,
    3 É assumido pelo município comunista, apoiar, na medida do possível, todas as iniciativas com manifesto interesse publico,
    4 Compete ao município assegurar a segurança e a circulação no espaço publico.

    É um reflexo condicionado.
    As múmias paralíticas, quando lhes dá um ataque de anti comunismo, puxam logo das pistolas e disparam em todas as direcções, sem pensar.
    Estúpidos ignorantes.

    ResponderEliminar
  4. 14:47

    Essa de não ter quaisquer custos financeiros para o municipio é para rir à gargalhada ou estás mesmo gágá? Se fizerem as contas são dezenas de milhares de euros envolvidos nesta iniciativa privada que saíram do erário público. Será que as Câmara vai apresentar publicamente quanto gastou ou põe-se como sempre nas encolhas?

    ResponderEliminar
  5. Os anti-comunistas primários estão só a pedir um poco de coerência aos comunistas? Nao podem?

    ResponderEliminar
  6. Tanto os posts como o comentarios sao de uma pobreza franciscana que ate doi. Fala-se em alhos e a resposta sao bugalhos e pasme-se sao os menos estutos que frequentam o cinco tons

    ResponderEliminar
  7. A múmia paralítica pede uma explicação, ou um comprovativo, ou um compromisso, ou o raio que o parta, à maioria que resultou do voto nacional, e que se constituiu no parlamento.

    Temos um presidente da republica que, das duas uma:
    1
    Ou ficou maluco de todo.
    2
    Ou é um canalha que está a dar um golpe fascista.

    Já cá faltava o terrorismo fascista.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.