terça-feira, 10 de novembro de 2015

A grande confusão entre dinheiro público e interesses partidários


Aí está um debate importante a fazer: para que servem os dinheiros públicos?
A Câmara de Montemor-o-Novo decidiu "desviar" para a concentração da CGTP hoje em Lisboa de apoio à demissão do Governo alguns dos seus meios de transporte, a exemplo do que tem feito em situações anteriores (seja em manifestações e concentrações partidárias em Évora ou em Lisboa) e do mesmo modo que acontece em muitas outras Câmaras, sobretudo as afectas à CDU (Arraiolos, Vila Viçosa, Évora, Cuba...), onde se manifesta sempre esta enorme confusão entre o que são os interesses públicos e os partidários. Só que este "desvio" tem custos, para além dos de combustível e motorista: desta vez os afectados não são apenas os bolsos dos contribuintes, mas também os alunos habitualmente transportados em viaturas municipais ou das Juntas de Freguesia. Em causa (informa a Câmara) estará também o "fornecimento de refeições e os prolongamentos de horários nos estabelecimento de ensino do concelho", segundo mensagem enviada pela autarquia ao Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Novo.
Segundo esta nota:
"Para vosso conhecimento, passo a destacar mensagem enviada pela Autarquia, relativamente ao dia de amanhã, 10!11/2015, terça-feira.
Na sequência da Concentração agendada para o próximo dia 10 de novembro de 2015 (terça-feira) vimos por este meio informar que a partir das 11h30 poderá não ser garantida a realização do transporte escolar, para os alunos transportados pelas viaturas municipais e pelas viaturas das Juntas de Freguesia. Igualmente poderá não ser garantido o fornecimento de refeições e os prolongamentos de horário nos estabelecimento de ensino do concelho".
Por muito que se queira ver o actual governo no olho da rua, este "desvio" de viaturas autárquicas para uma manifestação de cariz partidário, pondo em causa o serviço prestado aos estudantes do concelho, é, no mínimo, uma vergonha. Como também seria, aliás, se fossem utilizados para transportar manifestantes para a concentração que, no mesmo local, está a acontecer de apoio ao governo do PSD/CDS.

25 comentários:

  1. O partido do povo e dos pobres vive de esquemas podres!

    ResponderEliminar
  2. Concordamos a 100%. Para quando os responsáveis por este tipo de situações serão chamados à responsabilidade. Estamos de acordo com a queda do governo, porém são situações destas que dão razão à direita para atacar a esquerda duma forma histérica e guerrilheira.

    ResponderEliminar
  3. É a habitual "confusão" e promiscuidade dos comunistas entre o Estado, as organizações da sociedade e o partido. O fim (a conquista e o exercício do poder) legitimam todos os meios.

    ResponderEliminar
  4. Por mais que a má língua linguareje, e a ignorância se ponha em bicos dos pés, o "dinheiro publico" é do público, para uso do publico, e é gerido pelo publico.
    Ou seja, o "dinheiro publico" é da colectividade, para a colectividade, e gerido pela colectividade.

    Os milhões que foram gastos para salvar os bancos e os banqueiros, eram milhões públicos ou privados?
    Os milhões que o Sócrates desviou do estado para os "amigos de infância", eram milhões públicos ou privados?

    Os autocarros, os sindicatos, e os eleitos, são públicos, ou são privados?

    ResponderEliminar
  5. 22:08

    Ou seja: quando o PCP leva manifestantes para as SUAS manifestações em autocarros da Câmara é serviço público. Se for o PS, o PSD ou o CDS é utilizar o erário público para fins partidários... Comprendi-te, pá! É o mesmo quando utilizam o material das câmaras em campanha eleitoral ... é tudo serviço público, quando é para servir os interesses partidários. Porque é que não chamas a isso também corrupção e apropriação do dinheiro público? É natural que quem se quer manifestar o faça a expensas suas, ou da organização que convoca a manifestação. Mas no caso do PCP não pode ser. Temos que ser todos a pagar o seu folclore.

    ResponderEliminar
  6. 22.08 Grande comunista!O vosso fim nunca esteve tão perto por ideias destas.

    ResponderEliminar
  7. Autocarros cedidos para irem a Fátima. Autocarros cedidos para grupos excursionistas fazerem as suas viagens e patuscadas. Autocarros cedidos para levar velhinhos à praia. Autocarros cedidos para levar crianças ao Jardim Zoológico. Autocarros cedidos para transportar jogadores de futebol. Autocarros cedidos para tudo e mais algumas coisa...

    Nada os incomoda.
    Excepto se os autocarros forem cedidos para quem se quiser manifestar contra as injustiças e as políticas que levam ao empobrecimento da maioria a favor do enriquecimento de pequena minoria. Aí, os hipócritas, lembram-se do interesse público dos autocarros!....

    ResponderEliminar
  8. O novo governo deve Demitir de imediato o presidente da ARS e da Segurança Social do Alentejo.

    ResponderEliminar
  9. Auditorias aos vários organismos regionais do poder central.

    ResponderEliminar
  10. Investigação da entrega do hospital de Serpa e da Misericordia de Reguengos.

    ResponderEliminar
  11. Autocarros cedidos por autarquias de Direita para a manif. de Lisboa os pseudo jornalistas não comentaram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual?? se assim for, também tem o meu repúdio. Serviços públicos, não podem de forma alguma servir serviços privados.

      Eliminar
  12. Recomendações aos estudantes que falam sem saberem o que dizem:
    Primeiro
    Aprender a diferença entre interesse publico e interesse privado
    Segundo
    Aprender que os sindicatos são associações públicas
    Terceiro
    Aprender que os sindicatos não são de nenhum partido
    Quarto
    Aprender que os sindicatos têm associados de todos os partidos
    Quinto
    Aprender que os sindicatos defendem o interesse dos trabalhadores contra a roubalheira de patrões, empresários, banqueiros e governos fascistas.
    Sexto
    Aprender que os sindicatos são uma instituição fundamental para a defesa do interesse e da dignidade de quem trabalha, dos cidadãos, da sociedade, da democracia, da liberdade, e da justiça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa dos Sindicatos serem serviço público está muito engraçada. Os Sindicatos representam um conjunto de trabalhadores, logo uma classe social, mas dai a serem serviços público vai uma grande diferença. Se eu for um pequeno empresário, estudante, reformado ou desempregado, qual é o Sindicato que me representa. Amigo, ser de esquerda, também é saber reconhecer os erros cometidos, neste caso pela CM de Montemor.

      Eliminar
  13. A centrais sindicais são de esquerda o Arménio Avoila Mario Nogueira e outros bem tem mamado do sistema publico com a capa do povo e dos trabalhadores!
    Não tem a mínima vergonha exploradores dos pobres!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correcção 1
      Algumas centrais são de esquerda porque defendem os interesses dos trabalhadores (independentemente do partido em que votam).
      Outras centrais são de direita porque defendem o interesse predador do capital contra os direitos dos trabalhadores.
      Correcção 2
      Os sindicatos vivem das cotas dos associados e não "mamam" no "sistema publico".
      Quem "mama" no designado "sistema publico" são os banqueiros, o capital, os políticos corruptos. Roubam aos milhões, por via de negócios danosos para o estado, da privatização ruinosa, e da fuga aos impostos. Roubo que levam para fora do país, que guardam em offshores, livre de imposto, com o beneplácito da Europa e dos EUA, império do mal. Quando roubam ao estado, roubam os trabalhadores duas vezes. O segundo roubo serve para tapar o buraco que eles próprios fizeram, e acusam o estado de ser mau gestor, o estado que é gerido pelos próprios gatunos.

      Quem culpa os sindicatos de "mamar", devia ser internado.

      Eliminar
  14. Pago mensalmente uma taxa para a RTP,um serviço que devia ser publico e com uma informação plural e não um "covil" de comentadores Todos ligados ao pensamento neoliberal.

    Urge DEMOCRATIZAR a RTP.

    ResponderEliminar
  15. Sinais partidos,jardins vandalizados,ruas sujas,barulho..................................a reitora disse que tudo correu bem nas praxes

    ResponderEliminar
  16. A Direita voltou aos tempos de 1975,a sede do PS no porto foi destruída.

    ResponderEliminar
  17. Houve uma orgia sindical na ilha terceira este fim de semana,as fotos do lazer em bons hotéis e restaurantes etc... viajam pelo facebook com sindicalistas na autentica pele de fascistas.
    Nunca pensei assistir a tamanha degradação luxuria de sindicalistas de esquerda!

    ResponderEliminar
  18. 13:52

    Também para alguns armados em profs.

    Primeiro
    Nunca confundir o que é interesse público e interesse privado
    Segundo
    Aprender que os sindicatos são associações de trabalhadores que servem objectivos específicos, muitas vezes particulares e antagónicos entre si.
    Terceiro
    Aprender que os sindicatos em Portugal,na esmagadora maioria dos casos, estão capturados pelas grandes máquinas partidárias (a CGTP pelo PCP, a UGT pelo PS e pelo PSD)
    Quarto
    Aprender que os sindicatos partidarizados a maior parte das vezes apenas utilizam os trabalhadores seus associados como carne para canhão para as suas estratégias partidárias, sejam da CGTP ou da UGT.
    Quinto
    Aprender que os sindicatos, se não fossem partidarizados, são instrumentos importantes porque representam para os trabalhadores uma arma contra a exploração e a opressão dos patrões, das administrações e do Estado-patrão.
    Sexto
    Aprender que os sindicatos revolucionários e não partidarizados, autónomos e não meramente alinhados e financiadores das estratégias dos partidos são fundamentais para a luta na actual sociedade, mas também para a construção de uma sociedade onde reine a igualdade económica e política, sem comissários partidários, nem a confusão entre Estado e partidos, que foi uma das caracteristicas principais das sociedades concentracionárias de capitalismo de Estado, onde os sindicatos foram completamente despojados de qualquer papel autónomo, tornando-se em simples bajuladores da élite dominante. Aliás, neste aspecto, quer o capitalismo de mercado, quer o capitalismo de estado sempre pretenderam o mesmo: criar sindicatos reformistas, ligados aos aparelhos partidários, cheios de "sindicalistas" profissionais, uma autêntica burocracia sindical que vive à custa de quem trabalha, e que na maior parte dos casos usam os sindicatos como verdadeiros bombeiros sociais, evitando que o fogo da contestação alastre.

    ResponderEliminar
  19. Além da cedência de um autocarro, segundo Inácio Esperança, a câmara decidiu que "o dia será pago" a todos os funcionários do município que quiseram participar na manifestação, "inclusive o subsídio de refeição e de turno".
    Isto não é de esquerda que defende os pobres e excluídos!

    ResponderEliminar
  20. Ainda sobre a polémica ida dos autocarros da Câmara de Montemor a Lisboa levar manifestantes para a concentração da CGTP. Logo nessa tarde Paulo Canas, assessor de imprensa daquele município, depois de voltar de Lisboa onde também foi, justificava a ida e o transporte nos autocarros da Câmara. O seu texto mereceu muitos comentários, a maioria criticando a situação e revelando casos de crianças que ficaram sem transporte ou sem almoço.
    Paulo Canas
    10/11 às 21:38 · Editado ·
    Nos últimos 4 anos tive conhecimento de crianças que iam para a escola com fome e cuja única refeição quente era aí tomada! Nos últimos 4 anos vi uma escola com menos recursos financeiros e humanos, vi professores a serem mal tratados...
    Hoje fui a Lisboa à Manif junto à Assembleia da República, convocada pela CGTP, porque não quero que as crianças que atrás referi continuem a viver assim, pois têm direito a um melhor presente e a um futuro em que os seus sonhos possam ser concretizados em Portugal! Fui a Lisboa, também, por uma melhor Educação e Escola!
    Respeito todas as opiniões que são opostas à minha, no entanto, não alimento polémicas quando não existe motivo para tal. Quando houve refeições em todas as escolas, quando o dia decorreu de forma normal de acordo com o Agrupamento de Escolas... não percebo tanta polémica logo hoje...
    Deixem-me apenas terminar dizendo... do Governo PSD/CDS eu já provei e não gostei...deixem-me experimentar este novo Governo, até porque só depois de experimentar é que saberei se corre bem ou mal! Sejam felizes!!!
    Gosto Comentar
    Partilhar
    83 pessoas gostam disto.
    Comments

    Maria Barreiros eu ia a pé para a escola não tinha carro eu sei que eram outros tempos mas hoje já não se pode fazer nada somos criticados há pessoas que se calhar querem que seja igual
    Gosto · Responder · 2 · 10/11 às 21:47
    Laura Caeiro As crianças transportadas não moram dentro da cidade ! Seria impossível virem a pé para a escola !
    Gosto · Responder · 2 · 10/11 às 22:29
    Lena Gomes Não houve almoços na escola Nº3, eu fui afetada tive de cozinhar e almoçar em 30 minutos....
    Gosto · Responder · 3 · 10/11 às 21:50

    Paulo Canas Lamento Lena. Mas segundo sei os pais terão sido informados que poderia haver constrangimentos...
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:20

    Lena Gomes a minha irmã esqueceu-se e avisou-me mesmo à própria da hora (fui buscar a minha afilhada)
    Gosto · Responder · 1 · 10/11 às 22:24

    Custódia Bonito Há pais (mães) que trabalham, que têm imprevistos no emprego, chegam a casa, cozinham e vão buscar os filhos à pressa e por vezes nem almoçam. Todos nós, por vezes, temos constrangimentos na vida, e à coisas na vida bem piores que esta situação...
    Gosto · Responder · 1 · 10/11 às 22:07
    Lena Gomes ó Custódia Bonito, parece pouco não é?? mas sabes lá!!! dizes que há pais/mães, olha eu sou pai e mãe e tenho 2 nem imaginas os meus imprevistos. só mencionei um "muito pouco" que se passou, mais não disse, pk ninguém tem a ver com a minha vida e nem me queixei, apenas mencionei, pk dizem que tudo esteve normal, mas não foi a verdade. apenas isso, não estou contra ninguém nem nada do género...
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:30

    Nuno Cardoso Foste de carro? Lol
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:15

    Paulo Canas Fui num dos 2 autocarros que foram, e em que nenhum dos 2 faz transporte escolar!
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:20 · Editado

    Nuno Cardoso Entao afinal porque é que circula uma copia de aviso em relaçao a issso aa
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:20

    (continua)

    ResponderEliminar
  21. (continuação)

    Olímpio Galvão Pelo menos 2 alunos da Escola Primária nº3 foram a casa, os meus filhos, por ter sido avisado ontem que nada estava garantido. A CGTP não tem dinheiro para alugar autocarros à Rodoviária? Se calhar têm que ter uma maior agressividade na captação de asociados...
    Gosto · Responder · 2 · 10/11 às 22:21

    Olímpio Galvão Podem ainda pedir mais subsídios à Câmara de Montemor. Já não seria a primeira vez que receberiam.
    Gosto · Responder · 2 · 10/11 às 22:24

    Paulo Canas Caros amigos...não vou tecer mais nenhum comentário ou resposta...
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:26

    Ricardo Dias Coitohttps://www.facebook.com/duartemarquesjsd/posts/1089384634412932
    A utilização de meios públicos pra fins partidários continua e sempre pela mão do PCP e do PS. Autocarros das autarquias de Evora, Vila Viçosa, Cuba, Montemor o Novo entre outros, já estão escondidos longe do local das manifestações. Aqui ficam alguns exemplos das ruas de Lisboa:
    Gosto · Responder · 1 · 10/11 às 22:26

    Ricardo Dias Coitohttps://www.facebook.com/assuncao.../posts/669355506540860
    Gosto · Responder · 10/11 às 22:29

    Jose Manuel Tudo normal no agrupamento de escolas, mas, por exemplo, em relação aos jovens com necessidades especiais transportados pelos serviços de algumas juntas, não tiveram oportunidade de frequentar hoje a escola. E porquê?
    Gosto · Responder · 4 · 10/11 às 23:16 · Editado

    Jose Manuel Então, não há resposta á minha pergunta ou andam todos mal informados?
    Gosto · Responder · 3 · 10/11 às 23:22

    Paulo Canas Cito o que já disse anteriormente "Caros amigos...não vou tecer mais nenhum comentário ou resposta..."
    Gosto · Responder · 1 · 10/11 às 23:26
    Jose Manuel talvez seja melhor, principalmente quando estamos mal informados.
    Gosto · Responder · 1 · 10/11 às 23:27

    Alvito José Manuel Cinzas Posso informar? o único problema que ouve foi o facto dos motoristas da Câmara que fazem os transportes, e ao contrário de outras vezes, desta vez decidiram ir á dita manifestação, e eu até os compreendo porque receber 2 euros por hora extra se calhar ninguém quer..... com toda a responsabilidade que esse serviço requer. boa noite
    Gosto · Responder · 5 · Ontem às 0:04

    João Luís Nabo Todos temos direito à indignação e às manifestações que entendermos. No entanto, o bom senso manda que se devem garantir os serviços mínimos. Digo eu que passei por aqui apenas na qualidade de professor. E bom senso parece que não houve.
    Gosto · Responder · 11 · 10/11 às 23:24

    João Luís Nabo ... e de demagogias já eu estou farto.
    Gosto · Responder · 8 · 10/11 às 23:31

    Rui Silverio Zink So para referir que um desses ditos autocarros que foram para Lisboa faz aí uma voltinha a levar miúdos não só a hora de almoço que leva os miúdos da escola por trás da caixa agrícola para a cantina como a tarde vai a Maia é reguengo pelo menos levar crianças e que culpa tem elas da merda que outros andam a fazer
    Gosto · Responder · 1 · 23 h

    (continua)

    ResponderEliminar
  22. (continuação)

    Cláudio Filipe Dos Santos Correu tudo bem sim, não havia era transportes que foram desviados para fins partidários/pessoais. Toda a gente é livre de ir onde quer, não podem é levar veículos públicos para isso, muito menos tirar aos putos das escolas. Foi uma vergonha e ainda ninguém da câmara se dignou a explicar o que aconteceu ou a pedir desculpas, estou bastante curioso para saber o que vão dizer.
    Gosto · Responder · 1 · 22 h

    Cláudio Filipe Dos Santos Aliás,o silêncio do Sr Paulo Canas e do restante staff e da própria autarquia é isso mesmo, é saberem que abusaram no uso dos recursos públicos pagos por todos nós, todos sabemos que a situação não é nova, mas desta vez abusaram.
    Gosto · Responder · 1 · 21 h

    Gonçalo Neno Desculpe nao concordo consigo
    Gosto · Responder · 1 · 19 h

    Tozé Marques Que atire a primeira pedra quem ainda não andou nos carros da camara ou não teve ninguém da familia mais direta que nao tivesse la posto o rabinho...ehehehehe...assim tinha que acabar para todos...que faria então a camara a tanto dinheiro poupado????Já sei...Taxa de IMI em montemor é zero...ehehehehe.
    Gosto · Responder · 1 · 13 h

    João Pinto Afinal tanta conversa sobre os autocarros,mas mais vale ir ler o que o Município de Montemor o Novo publicou sobre o assunto. Acredito mais neste comunicado do que estas conversas sem fundamento.
    Gosto · Responder · 10 h

    Tania Barreiro Pinto Leiam o comunicado em vez de falar do que não sabem....
    Gosto · Responder · 10 h

    Cláudio Filipe Dos Santos o comunicado foi apenas tentar esconder o evidente. houve abuso.
    Gosto · Responder · 9 h

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.