sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Universidade de Évora atribui título Doutor Honoris Causa a Siza Vieira e a José Cutileiro



A Universidade de Évora (UE) decidiu atribuir o grau de Doutor Honoris Causa ao Arquiteto Álvaro Siza Vieira e ao Embaixador José Cutileiro. A cerimónia vai decorrer na Sala de Atos da Academia na próxima sexta-feira, dia 16 de outubro, a partir das 15h00.
No caso do Arquiteto Siza Vieira, a outorga do título é justificada “pelo seu mérito artístico e cultural, no contexto da arquitetura nacional e internacional, no momento em que a UE reequaciona e reforça a sua implantação no domínio das Artes, e Évora, como cidade, se encontra num processo de robustecimento do seu estatuto de Património Mundial”. Acrescenta-se ainda que “a relevância do Arquiteto Siza Vieira na construção do sentido urbano de uma cidade é mais do que reconhecida e dela é exemplo a sua obra construída em Évora”.
Quanto ao Doutor José Cutileiro, com esta outorga pretende-se “prestigiar o Antropólogo, Diplomata, Embaixador, Alentejano, nascido em Évora e uma das figuras maiores da intelectualidade da segunda metade do século XX português. Com uma carreira internacional de prestígio e importantes serviços prestados ao país na área da política externa e ao Alentejo em particular, sobretudo no domínio das ciências sociais, o seu trabalho magistral ficará para sempre como uma obra de referência nos estudos da Antropologia social do século XX.”
Os nomes de Álvaro Siza Vieira e de José Cutileiro vão passar a figurar, a partir do dia 16 de outubro, entre os nomes inscritos na já longa lista de Doutores Honoris Causa pela UE (Consulta em http://www.uevora.pt/univercidade/honoris_causa), um título atribuído a “individualidades que tenham contribuído de forma excecional para o progresso da ciência, da técnica, da arte ou ainda para o bem-estar social e cultural dos povos.” (nota de imprensa)

8 comentários:

  1. Eh pessoal.
    Reparem bem nas posições que assumem os 2 maiores protagonistas da política actual:
    - O Passos Coelho segue na mesma onda; quer governar Portugal, isto é, a política dele é trabalhar para que Portugal melhore em emprego e crescimento e tudo o que isso traz de bom.
    - O António Costa segue na onda dele; quer ser 1º Ministro. O problema dele não é o país. O problema dele é saber se é melhor deixar passar o Governo dos que ganharam as eleições e na 1ª oportunidade derrubá-lo para se instalar, ou se aproveita já a ganância do PCP e da Catarina Martins e se monta já no poleiro que ele tanto deseja, para queimar em pouco tempo, o pouco que o Passos Coelho pode fazer por Portugal.

    ResponderEliminar
  2. "a Câmara Municipal de Évora, reuniu esta terça-feira, dia 14 de abril, com a Associação Comercial do Distrito de Évora, com os comerciantes e os empresários locais a fim de os auscultar sobre a intenção de instalar um empreendimento comercial, junto às Portas de Avis."
    Ponto da situação.

    ResponderEliminar
  3. O saneamento financeiro tem como objetivo básico ajustar suas finanças para salvá-la do colapso e permitir um funcionamento normal, o ponto que chegou a nossa autarquia de Évora, foi pela mão cabeça e corpo da esquerda,o povo gosta e tolera!

    ResponderEliminar
  4. O grande e poderoso bloco de esquerda disse acabou o governo de Passos vem ai uma chuvada de euros,este bloco nem uma autarquia conseguiu gerir,imagine-se o governo de um paisna mão de miudas do teatro ,de loucos!

    ResponderEliminar
  5. O saneamento financeiro junto com o Pael sem medidas reformistas e o fim da cá ara de Évora. Este presidente e economista ou fala com eles? Parece me que nem fala!

    ResponderEliminar
  6. Os acontecimentos de 27 de fevereiro na Universidade (um trabalhador morto,outro em estado vegetativo) continua por apurar.

    País Sem justiça e Sem Vergonha.

    ResponderEliminar
  7. A e copista está uma vergonha :- pavimento péssimo, estrume de cavalo por todo o lado, Marcos com indicação dos kms danificados e sem informação árvores perdidas, ervas com fartura, e pior que tudo são os semáforos com os fios soltos e o botão para acionar o sinal de peões destruido- um perigo! Não digam que a culpa
    é Ernesto, a mim parece me que é daquela arquiteta incompetente e fundamentalista, uma tal margarida que parece que é também abominável, maiso vereador petis quero, outro incompetente. Tenham vergonha e demitam se

    ResponderEliminar
  8. A falta de CIVISMO de alguns cidadãos,o deboche das praxes,permitem a selvajaria contra o espaço publico........a CME e a policia ,não actuam ?

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.