quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Intervenção “O Museu que Há” é hoje inaugurada no Museu de Évora



Intervenção no Museu de Évora

Às comemorações do centenário do Museu de Évora juntam-se dois artistas - um escultor, Pedro Fazenda -, e uma artista plástica, Helena Calvet -, para uma Intervenção temporária que celebra o diálogo do presente com o passado e o futuro deste Museu, da sua colecção e das obras de arte que alberga ou temporariamente recebe. A Intervenção temporária “O Museu que Há” estará presente ao longo de grande parte do percurso museológico permanente do Museu de Évora, oferecendo novos percursos e deambulações, num espaço que, aparentemente, permanece inalterado. 

Com o intuito de lembrar que o museu que há é sempre um museu a ver, o convite lançado pelos artistas, com esta Intervenção, instiga a que o visitante renove o olhar sobre as obras expostas no Museu de Évora, a partir de um jogo de perspectivas e contrastes (nem sempre evidente) entre a linguagem contemporânea e as relações que as peças dos artistas Helena Calvet e Pedro Fazenda estabelecem com os materiais que constituem o acervo deste Museu centenário.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.