quinta-feira, 27 de agosto de 2015

UMA BOA NOTÍCIA para Évora!


Mais uma indústria que se instala na cidade.
«O fabricante francês Mecachrome assina hoje o contrato para instalação no parque de Industria Aeronáutica de Évora. 
Especializada na produção de peças de alta precisão para as indústrias aeronáutica, espacial e automóvel. Segundo a informação disponibilizada no site da empresa, esta será a segunda unidade europeia da Mecachrome, instalada fora de França.
O contrato para a construção das infra-estruturas vai ser assinado esta tarde, na Câmara de Évora com a presença do Vice Primeiro Ministro Paulo Portas e do presidente da autarquia, Carlos Pinto de Sá.»

Anónimo

11 comentários:

  1. Este projeto da Mecachrome Aeronáutica envolve 30 milhões de euros de investimento, prevendo criar 600 postos de trabalho.
    Se se vier a confirmar, um grande investimento.

    ResponderEliminar
  2. Bom trabalho Pinto de Sá ! Um bom exemplo de um autarca comunista que faz pela sua região ! E agora como ficam aqueles que diziam que com esta câmara o investimento ia fugir ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o trabalho foi só do Pinto de Sá o que vem cá fazer o Portas?

      Eliminar
    2. O Portas veio desempenhar o papel, antes foi feito pelo Sócrates...
      Vamos lá ver se daqui a uns meses, não vai ocupar o quarto 45, ao lado do dito cujo...

      Eliminar
  3. Pois é. Tudo isto agora quase dá vontade de rir. O Portas que tanto lutou para que a Embraer fosse para Alverca (onde estava o pólo aeronáutico, no dizer dele, das OGMA,) de braço dado com Pinto Sá, cujo partido nem se fez representar na inauguração da Embraer e de que o PCP eborense disse cobras e lagartos (só por ter sido feito no tempo do PS)....
    José Ernesto Oliveira, sempre tão caluniado e a quem se deve a vinda da Embraer para Évora (lembram-se dos terrenos comprados pela Câmara e postos à disposição da empresa, como último argumento para ela se fixar na cidade?...) terá pelo menos sido convidado para estar na apresentação deste novo investimento para a região ou só a coligação alargada PSD/CDS/PCP esteve representada?

    ResponderEliminar
  4. Este tipo de conversa de Pinto de Sá, blá,bla, etc até já chateia. Então a função de um autarca não é a defesa da sua cidade, não deve ser "obrigação" de um autarca zelar para que a sua cidade se desenvolva? Então qual é a duvida de ter agora conseguido que uma empresa da aeronáutica se instale em Évora. Pois ainda bem que assim seja, seja ele o Pinto de Sá seja ele o Zé Enesto ou mesmo o Zé dos Anzóis. É pena é que certa e determinada gentinha tudo faça e tudo critique para quando há alguém a zelar pela nossa cidade, foi assim no tempo do Zé Ernesto, e é agora no tempo do Pinto de Sá. Não se esqueçam que foi o própria Pinto de Sá e o seu partido que mais criticaram a instalação da Ambraer em Évora, e agora já consideram que foi um bom investimento, é pena que os nossos políticos passem o tempo com este tipo de gincana política. Penso que desde que se trate de algo que importante para a nossa cidade todos, mas mesmo todos devem dar o seu contributo e o seu apoio e não passar o tempo a desfazerem as obras de uns e outros.
    MdM

    ResponderEliminar
  5. Todo o trabalho foi feito por Ernesto,o partido comunista sempre foi contra o parque aeronáutico até o dia que Pinto de Sá se tornou presidente,a vergonha não é pouca até falam em Cluster filhos da put... de politicos estes!

    ResponderEliminar
  6. E as AZIAS, dois anos depois, continuam!
    As azias e as MENTIRAS COMPULSIVAS sobre a criação do Parque Aeronáutico. Felizmente os eborenses não são estúpidos e sabem que a mentira mil vezes repetida, não se transforma em verdade.

    ResponderEliminar
  7. já existe outra fabrica no Parque industrial Aeronáutico que é a AIR OLESA, SA, empresa portuguesa e que já esta a funcionar mas como se trata de um investidor nacional que comprou e desenvolveu projeto na presidência do Ernesto e construi e iniciou a produção no mandato do Pinto de Sá ninguém fala. Que hipocrisia!
    Mas por ser portuguesa não é menos importante , falem com os funcionários que la estão e que são do Alentejo. este empresário defende o emprego dos eborenses pois no recrutamento tem esse aspeto e consideração, mas coitado vem do tempo do Ernesto e o Pinto de Sá não liga a coisas menores que não lhe dão votos

    ResponderEliminar
  8. Azia? O que a estrutura Dorev pcp Guidinha parlavam da Embraer e do dito parque?Agora já é bom e já serve de bandeira de trabalho feito ! NÃO TEM A MÍNIMA VERGONHA,OS EBORENSES NÃO SÃO CEGOS NEM SURDOS!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou de acordo, não são cegos nem surdos. Por isso é que 'as excelências' que levaram a câmara à falência foram de carrinho...

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.