sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Évora: hoje e amanhã no "Cenas ao Sul"


Hoje, às 22 horas, adaptação teatral do "Sermão de Quarta-feira de cinzas" do Padre António Vieira.
Com Álvaro Velez e Álvaro Corte Real
Uma iniciativa da Sociedade Recreativa e Dramática Eborense
Org.: Câmara Municipal de Évora | União de Freguesias de Évora, União de Freguesias de Bacelo e Sra. da Saúde, União de Freguesias de Malagueira e Horta das Figueiras
Nota: Espetáculo integrado festival Cenas ao Sul.

1 comentário:

  1. A nossa sorte depende do BCE?
    Não, depende de cada um de nós e da nossa iniciativa cívica.
    Se o governo que resultar das eleições de Outubro fizer as "reformas estruturais" que lhe forem fixadas (pensões, mercado de trabalho, privatizações ...) e se comportar segundo as normas do Tratado Orçamental (austeridade permanente), com a tolerância que Bruxelas entenda conceder-lhe para que a situação social seja politicamente suportável, beneficiará dos juros baixos porque o BCE continuará a comprar a dívida que for necessária para que o juro implícito nas transacções do mercado se mantenha em valores aceitáveis.
    A Grécia portou-se mal e o BCE deixou de comprar dívida grega para que os seus juros subissem aos valores do início da crise. Mario Draghi pode invocar regras do BCE para justificar o que fizeram à Grécia, mas a verdade é que as regras foram feitas pelo próprio BCE para chantagear os países que recusem o ordoliberalismo germânico.
    Em Portugal só haverá luz ao fundo do túnel quando as sondagens indicarem que a maioria dos portugueses está disposta a romper com o euro porque já perdeu todas as ilusões quanto a uma reforma progressista da UE.
    Os movimentos sociais, partidos políticos e personalidades públicas que continuam a alimentar ilusões sobre o nosso futuro no euro são co-responsáveis pelo prolongamento da agonia e desesperança de tantos portugueses.
    Que cada um assuma as suas responsabilidades.
    Jorge Bateira

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.