sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Capa do DA desta semana


7 comentários:

  1. À atenção dos serviços da EDP.
    Residente de etnia cigana, passa foi para ir buscar electricidade , pondo em risco a vida alheia e defraudando a EDP e sobretudo os outros clientes.
    Esta situação escandalosa passa-se nas barbas da policia, que vigia o pingo Doce, no bairro da Senhora da Glória, mas também que abrir os olhos a esta situação. Depois somos acusados de racismo, mas situações como estas são recorrentes, mas urge por cobro, eles não podem viver no meio da comunidade que além de direitos também cumpre as suas obrigações . Eles só reconhecem ter direitos para eles não há obrigações

    ResponderEliminar
  2. Churrasco feito este sábado no largo do pingo doce, nas barbas do policia de serviço na vigilância ao mesmo.
    Propunha à comunidade cigana um sitio mais aconchegado para fazer os ditos petiscos, especialmente agora que se aproxima o Outuno . O Sr Comissário da policia de Évora não ia levantar obstáculo a que fizessem os petiscos dentro da própria esquadra no largo espaçoso que existe na mesma

    ResponderEliminar
  3. Não é só a carne assada,o consumo de álcool e de estupefaciente e venda no espaço publico o lado de um agente de autoridade da que pensar,o presidente esta a dormir alguém tem que falar com o comissário responsável por o comando PSP!

    ResponderEliminar
  4. Évora está este ano a atrair mais turistas. A câmara municipal aponta para um crescimento de 20% do número de visitantes.

    Segundo o presidente da Câmara de Évora, a subida de 20% no número de dormidas segue-se ao “melhor ano turístico de sempre”, registado em 2014 pelo município.

    ResponderEliminar
  5. O governo emite projeto de resolução para proteção de idosos.
    È óbvio que é campanha eleitoral, mas não deixa de ser louvável.
    Temos filhos tão mal formados que se apropriam indevidamente dos haveres dos pais ainda em vida, e que estes com medo de perder o seu convívio, não denunciam a situação. Convívio que filhos Abutres é preferível não falarem sequer aos velhotes. E se algum dos filhos tem a coragem de denunciar essa situação vergonhosa, ainda são apelidados de parvos. Ainda bem que neste projeto que faça isso perde o direito á herança, canalha há em todas as famílias, são seres abomináveis, projeto desumano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @14:19
      A lei é mais uma aldrabice desta gente da extrema direita que nos rouba e desgoverna.
      Na discussão da protecção dos idosos, é obrigatório ter em consideração que, este governo de gatunos é o maior verdugo dos velhos deste país
      1
      com o encerramento de serviços públicos, sobretudo no interior
      2
      com o roubo de direitos, e imposição de impostos e deveres insustentáveis
      3
      com o roubo das reformas que os idosos amealharam ao longo da vida
      4
      com o exemplo que os governantes dão ao país, a roubar os bens públicos à descarada, para se enriquecerem a eles próprios, e enriquecerem ainda mais os que já são ricos.

      De facto há filhos que maltratam e roubam os pais.
      Não tiveram educação, não adquiriram princípios éticos e morais, não têm emprego, vivem inseguros, só respeitam a violência, vivem de tráficos e práticas marginais e ilegais.
      São o fruto deste país, governado por três organizações de gatunos, PS/PSD/CDS.

      Eliminar
  6. Anónimo das 17.44
    A maioria das vezes não são os sem emprego, os inseguros, que têm essas praticas abomináveis e marginais. As vezes são "senhores" que estão muito bem na vida, todavia desprezam quem os pôs no mundo, não olham a meios para atingir os fins. São crápulas, sem ética, sem valores nem princípios, são FDP carregam violência autoritarismo, desprezo por quem não é como eles, têm uma pedra de gelo no sítio do coração. Pagam o bem com o mal, cospem no prato onde comem e mordem a mão que lhes dá de comer, a nossa cidade embora pequena está cheia de hienas

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.