domingo, 30 de agosto de 2015

A comunicação social não está interessada no esclarecimento das pessoas


A situação actual na comunicação social (CS), começa a dar ares de algo surreal, controlada toda ou pelo menos a grande maioria por pessoas ligadas às instâncias do poder instituído, tudo fazem para que as eleições legislativas se tornem em algo sem qualquer interesse. Para eles, CS, o esclarecimento das pessoas não tem qualquer interesse, antes pelo contrário, interessa que tudo continue na mesma, e que as pessoas continuem adormecidas, para esta CS o que interessa são as eleições presidenciais, ele é a candidatura da Maria de Belém, ele é candidatura do Marcelo, ou mesmo a não candidatura de Santana Lopes (como se isso tivesse algum interesse para o país), que só à sua custa já deu mais tempo de antena que a dada ao PS, para não dizer mais do dobro do PCP ou do BE.
Porquê este desinteresse? Certamente porque o que interessa não é relembrar as politicas que nos foram impostas pelos dois partidos que se encontram no governo hà quatro anos e que todos os dias nos vêm dizer que afinal estamos muito melhor do que há quatro anos, quando todos nós sabemos que tal não corresponde à verdade.
(Até tem o descaramento de nos vir dizer o aumento da cobrança de impostos não tem a ver com o aumento dos mesmos, como se não tivessem aumentado o IVA, o IRS, para além de terem criado uma sobretaxa, coisa nunca vista nos 40 anos de democracia). 
O que eu gostaria é a que CS desse a palavra aos portugueses e deixasse de nos hipnotizar com fait divers, das presidenciais e outras questões como sejam o (in)rigor da justiça, dessem menos noticias sobre as “universidades” dos futuros boys em que cada orador é pior do que outro, ou seja numa universidade a sério deve-se ser objectivo e não demagógico.
Basta de tanto desinformar, vamos lá a ver se no próximo mês que falta para a realização das eleições começam, a ser mais sérios e a preocupar-se menos com as presidências e mais com aquilo que nos interessa, e que passa por se saber quais são ideias que cada um dos candidatos a primeiro-ministro tem para os próximos quatro anos de governação, como seja por exemplo quais as suas politicas de impostos, de saúde, de emprego, que pretendem para o nosso país em termos de investimento, de divida pública, de crescimento etc, etc.
Até porque para as presidenciais ainda vamos ter muito tempo para discutir as mesmas. Sejam sérios e objectivos e deixem de apoiar determinadas tendências ideológicas, pois para isso já existem os respectivos meios de propaganda politica que cada uma das forças concorrentes tem a sua disposição.

15 comentários:

  1. ESte governo teve que governar com os credores troika com Portugal falido,ignorar isso e distorcer todo o resto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está a esquecer que este governo ganhou as eleições com promessas de que com el no poder tudo seria um mar de rosas. E o Zé povinho acreditou, mais, não me venham com essa de que não sabiam como estava a situação no nosso país, pois foram eles, mais o PS, que negociaram com a Troika.
      Mais, você diz que o país estava falido, e hoje?, se deve mais 80 milhões do que devia já não está falido???
      Há uma coisa que se estão a esquecer, foi o preço do petróleo que baixou para valores impensáveis, coisa que não aconteceu com os combustíveis em geral (gasóleo e gasolina), logo foi mais uma forma deste desgoverno arrecadar milhões em impostos....
      MdM

      Eliminar
    2. Na verdade, este governo governou com os credores da Troika, e com muito gosto, porque foi para
      1
      Transferir a divida da banca e das grandes empresas falidas, para o estado
      2
      Continuar a privatizar toda a riqueza do estado
      3
      Dar cabo de todos os serviços públicos e contratar serviço de merda aos privados
      4
      Arruinar o estado com PPPs ruinosas
      5
      obrigar os portugueses, trabalhadores, desempregados e pensionistas, a pagar as dividas criadas pelos gatunos que mandam no governo

      Ignorar isto é cegueira de quem não está interessado em ver, porque está satisfeito com o roubo.

      Eliminar
  2. De entre as muitas faltas que esta pequena análise nos dá, há no entanto de destacar o tempo que os Televisões ditas de informação dedicarem ao futebol, é ao domingo, é à segunda, terça, quarta, quinta, sexta e sábado. Com a agravante de na maioria dos dias estarem praticamente a darem o mesmo assunto. É confrangedor, liga-se para o canal A, está o JJ ou o Mourinho a falar, liga-se para os canais B,C e D e eles lá estão. É uma praga.
    Du Campo

    ResponderEliminar
  3. Neste momento tudo corre ao sabor da coligação ... interessam factos positivos e quanto menos levanterem os negativos , melhor ; Nem que para isso tenha-se de prender pessoas ... vamos ver se o PS tem depois coragem de prender o Portas e Companhias LDA´s !


    A justiça está hoje tão corrupta como se apresentava a máfia Italiana nos anos 60 .

    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  4. O que aqui destilam foi o caminho Grego,não acordam parece que vamos ter a quarta quinta troika e por ai fora até já não conseguirmos sobreviver como pais.
    Percebo que certa esquerda defenda quanto pior melhor para serem governo mas da outra esquerda não percebo a ideia de politica de terra queimada.

    ResponderEliminar
  5. Passos conseguiu tirar a troika do pais por isso tem o meu voto!

    ResponderEliminar
  6. Com o Passos Coelho no Governo o país adiou a bancarrota, mas com o António Costa a mandar é que vai ser criar empregos. Prá Fernanda Ramos, pró Capoulas, prá prima do Capoulas, e por aí fora. Vai haver empregos por todo o lado. Pode ser que eu também me safe.

    ResponderEliminar
  7. MdM é Movimento democrático das Mulheres.
    Grandes mulheres são as comunistas!

    ResponderEliminar
  8. O facto é que não ha alternativa. Ou estás num regime capitalista assumido e sujeitas te às consequências boas e más ou optas por uma espécie de Syriza ou socialismo Venezuelano sem comidas nas prateleiras dos supermercados

    ResponderEliminar
  9. Portagens para financiar a segurança social, as mesmas nem conseguem pagar as ppps, este Costa é um louco perigoso!

    ResponderEliminar
  10. Chegam notícias da Síria, que os selvagens do "estado islâmico" continuam a assassinar as populações civis que recusem a sua religião e, não satisfeitos, a derrubar gratuitamente o património histórico da humanidade, nomeadamente as ruínas da cidade histórica de Palmira.
    O que as notícias não nos esclarecem é que o "estado islâmico" é mais uma criação do "mundo civilizado", da NATO (EUA e UE), para
    1
    a curto prazo, desestabilizar os países do médio oriente, enfraquecê-los, invadi-los, tomar posse dos recursos naturais (petróleo e gás natural) de que carecem para sustentar o seu insustentável "way of life"
    2
    e a médio prazo, a abrir caminho, para continuarem a expandir-se para oriente (Irão e republicas russas), conquistar mais recursos naturais, bem como mais consumidores para alimentarem a economia ocidental.

    O que as notícias não nos esclarecem é, quais são os obectivos e as consequências desta estratégia da NATO
    1
    Que esta estratégia é a causa principal das sucessivas vagas de refugiados que se vêm obrigados a fugir de suas casas e países alvo da ganância dos países ricos e "civilizados".
    2
    Que esta estratégia destruiu os governos do Norte de África e Médio Oriente, países que antes "defendiam" a Europa dos refugiados provenientes dos países mais a Sul.
    3
    Que a destruição desses países, em vez de lhes trazer a liberdade e a democracia como era proclamado e prometido, os transformou em infernos de onde as pessoas estão a fugir, mesmo com o risco de morrerem afogadas no meio do Mediterráneo.
    4
    Que este método e modelo (usando o fanatismo religioso para criar hordas de selvagens (armados e alimentados pelo ocidente, que servem de pretexto para mais uma guerra e mais uma invasão), já foram antes aplicados ao Afeganistão, com os resultados que se conhecem, com mais uma guerra interminável, com os consequentes crimes contra a humanidade, mais refugiados, mais um país destruído e totalmente dependente do imperialismo e colonialismo americano.
    5
    O que as notícias não nos dizem é que, a destruição do património, a esmo e sem qualquer vantagem, num acto verdadeiramente demente, é na verdade o que os nossos heróis americanos, Indiana Jones, Lara Croft, etc., fazem no cinema, há anos, para gáudio dos nossos filhos, numa antecipação (calculada?) ao que os talibans já fizeram no Afeganistão, e ao que o "estado islâmico" está agora a fazer na Síria, em Palmira.
    Na verdade, é a selvajaria dos ricos que serve de modelo e incentivo para os pobres.

    ResponderEliminar
  11. "Amigo,
    Imagina que eras tu com o teu filho nos braços que tinhas de deixar o teu país, escondido, a fugir da guerra e da fome, desesperado por encontrar um sítio no mundo onde pudesses recomeçar e dar ao teu filho tudo aquilo a que ele tem direito.
    Agora que imaginaste, vê a realidade do que se está a passar na Europa.
    As crianças que fogem da guerra também são nossas crianças, também elas têm direito de ter um futuro e construir um mundo melhor.
    Não podemos ficar indiferentes a este problema, está nas nossas mãos impedir isto"
    Ricardo Quaresma, 29/8/2015

    ResponderEliminar
  12. o que se está a passar na tyco em Évora?

    ResponderEliminar

  13. Como vai a Europa descalçar esta bota?

    http://manoelino.blogspot.pt/2015/09/como-vai-europa-esta-bota-lembram-se-da.html

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.