quarta-feira, 1 de julho de 2015

Há 20 anos, aquele era o último ano em que a Feira de São João se realizava no Rossio de São Brás...


Em Julho de 1995 a revista "Imenso Sul" anunciava que a feira de São João, em Évora, desse ano poderia ser a última a realizar-se no Rossio de São Brás. Baseada em declarações do vereador Jorge Pinto, a jornalista Conceição Rego escrevia que havia duas possibilidades para a nova localização da Feira: junto ao nó da Lagril (entre as instalações da SOMEFE e o espaço dedicado ao MARÉ) ou no Parque Industrial, junto ao Pavilhão do Nere. 20 anos depois, por alguns comentários colocados aqui no acincotons a propósito da Feira de São João, parece que este é um assunto que ainda não perdeu actualidade....


clique na imagem para ler

"Será que ainda não perceberam os problemas e os constrangimentos de uma feira feita no Rossio?
Será que ainda não perceberam que ali não há maneira de arranjar lugar para todos os carros particulares?
E, se se falar em mudança, também não querem, porque mata a feira.
Será que esta gente toda quer SOL na eira e chuva no NABAL?
Com gente desta como é que a cidade e o país há-de evoluir e desenvolver-se."
Anónimo
01 julho, 2015 14:40

"A Feira esta morta, agora é uma festa de comes e bebes!
Se quiserem uma feira a sério tem que mudar de local e criar condições com preços mais baixos para os vendedores."
Anónimo
01 julho, 2015 16:59

5 comentários:

  1. O terreno junto ao NERE, com cerca de 16 hectares (3 vezes a Feira de S. João), até foi comprado no final da década de 90.
    O problema foi o terramoto que afectou a cidade mais ou menos por essa altura.

    ResponderEliminar
  2. Roubo e esfaqueamento em pleno dia 18.30 no bairro Da Malagueira.
    Cada vez as zonas periféricas da nossa cidade estão a ficar verdadeiras favelas, assaltam.se e ferem-se gravemente pessoas para roubar, neste caso a vítima tinha 7 euros na carteira, o álcool a droga a falta de valores e de perspectivas de vida . Que sociedade doente estamos a construir?

    Os nossos desgovernantes estão a conseguir levar por diante o seu programa de empobrecimento e miséria colectiva, não esqueçamos que Passos Coelho abraçou o programa da troika como o seu programa de governo

    ResponderEliminar
  3. Partido comunista...lololol

    ResponderEliminar
  4. o terreno dos 16 h nunca foi destinado a feira, deixem de aldrabices! para aldrabice ja chega a do ex- vereador da CDU , Jorge pinto, à 20 anos atras, alias igualzinho aos de agora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 40 hectares comprados em 2000. 24 para expansão do Parque Industrial e 16 hectares para a feira.
      Não tenho culpa é do terramoto que cá tivemos durante 12 anos e que quase tudo destruiu... Nem o terreno para a Feira escapou.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.