terça-feira, 30 de junho de 2015

INDIGNAÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! - FEIRA DE SÃO JOÃO ÉVORA

Ontem, Sábado 28 de Junho fui á feira de São João em Évora com a minha filha Lia de 4 anos.
Como já se devem ter dado conta - os que aqui residem e os que para aqui se deslocam para desfrutar do evento - o estacionamento automóvel durante os dias de feira é caótico e desordenado, pois a mesma está localizada em pleno centro da cidade.
Ora não tendo como estacionar, das duas uma: ou pura e simplesmente não se vai (a alternativa dos transportes públicos nem se coloca...) ou então indo de automóvel acaba por se encontrar um lugar (mesmo assim quando se encontra) que infringe o código da estrada. É ver então centenas de carros estacionados em cima de passeios, em 2ª e 3ªs filas, no meio de largos, em cima de passadeiras, etc, etc.
É mau, claro. Para além do desrespeito pelas regras, coloca problemas de mobilidade e outros que escuso estar aqui a enumerar. Mas é assim. A autarquia ao optar por fazer a feira mesmo no centro da cidade é inteiramente responsável por este tipo de situação e sabe que invariavelmente isto acontece todos os anos.
Deveria então haver (e sei que há) TOLERÂNCIA para com os automobilistas que não têm outra solução que estacionar nestas condições. A alternativa (desatar a passar multas), faria com que milhares de pessoas deixassem de vir. E isso a autarquia não estará certamente interessada em fazê-lo.
Ora, foi dentro deste contexto que eu, para dar uma alegria à minha pequena Lia e a levar uma noite aos carroceis, estacionei como os demais - em infração - deixando a minha viatura com as rodas da frente a pisar uma passadeira junto ao Mercado Municipal.
Olhando à volta, o meu veículo até nem era dos piores estacionados, pois ficou no corredor para estacionamento, enquanto que á minha volta havia uma boa dezena de carros completamente em cima do passeio e mais à frente outros que ocupavam praticamente a faixa de rodagem, deixando apenas um pequeno espaço para se passar.
E lá fui eu para a feira com a menina toda contente.
Quando voltamos, cerca de uma hora depois, eis que para meu espanto tinha o carro ....Bloqueado!!!! Tentando fazer avançar esta história (que dará um bom argumento), liguei para o numero que estava no autocolante (sim porque depois o teu carro fica cheio de fitas amarelas, outras fitas às riscas, com uma coisa gigante amarela numa das rodas, autocolantes nos vidros - as pessoas passam e olham-te como se fosses um criminoso, tal a atenção que aquilo provoca).
Lá veio então o polícia numa motorizada e talvez por a narrativa seguinte ser praticamente cinematográfica vou passar o resto da história com diálogo que mantive com o senhor agente. Foi mais ou menos isto (juro que não vou inventar muito, apenas não consigo reproduzir tudo, mas vai o essencial)
- Boa noite, é o senhor o proprietário da viatura?
- Sim, sou eu...
- O seu veículo foi bloqueado pois está a cobrir uma parte da passadeira e a infringir o código.
- O meu? E os outros que aqui estão mal estacionados, aqueles ali da frente por exemplo, vai multá-los, não?
- (subiu o tom): Você não me manda multar quem quer que seja...
- Então mas nesta altura da feira em que há milhares de carros por todo o lado, os senhores apenas atuam para os que estão em cima das passadeiras?
- O senhor é que arranjou o problema, não esteja a dizer isso
- (eu tb subi o tom...) Mas qual é o critério de bloquearem o meu carro e em relação aos outros nem sequer são multados? 
Se quiser pode multar-me à vontade, aliás já o fez - mas agora deveria então passar ali aos outros todos, porque não vai multá-los então?
Já lhe disse que você não me manda multar ninguém e acabou a conversa...
O texto já vai longo, por isso fico-me por aqui. O diálogo entre mim e o "Sr Agente" terminou ali. Teria que pagar em dinheiro ou cheque qualquer coisa como 60 e tal euros para me desbloquearem o carro. Não o fiz. Nem sequer tinha já dinheiro. A minha conta (e a de muitos portugueses) já tinha à data um saldo negativo...
Gostaria que divulgassem esta história e saber se alguém tem resposta para o seguinte:
1-Qual o critério para se aplicarem as multas de trânsito durante os dias da Feira de São de João em Évora? Os que estacionam em cima de passadeira são bloqueados mas todos os outros nem sequer levam multa? Existem outras situações?
2 - Se existem esses critérios porque não foram comunicados à população?
3 - E a Câmara Municipal o que tem a dizer sobre isto?
Obrigado pelo vosso tempo, mas para além da indignação que aqui deixo, é um aviso a todos os cidadãos que vêm à feira de São João.
Vitor Moreira - aqui

18 comentários:

  1. Estacionou em cima duma passadeira (ou de um passeio) e o carro foi bloqueado. Não percebo a indignação.
    Só foi pena que o mesmo não fizessem aos outros, pois quem deixa o carro longe e depois se desloca a pé, parece que está a passar por campos de obstáculos tal a confusão que vai por cima dos passeios.

    Cá por mim, a julgar pelo tom da indignação, acho que o indignado devia ser obrigado a fazer um novo exame de código.
    Quanto à Feira, acho que já devia ter mudado de sítio... Até já teve terreno para isso.

    ResponderEliminar
  2. O vitor moreira foi multado e bem.
    O fiscal cumpriu a sua obrigação.

    A fotografia mostra uma bela imagem do palácio de D.Manuel.
    Parabéns ao artista.

    ResponderEliminar
  3. devia ter pedido a identificação do agente,e dar conhecimento ao ministério da administração interna, a policia mim tb me indigna

    ResponderEliminar
  4. Esta autarquia comunista é gerida por loucos,cedem o estacionamento para um Hotel os outros dois foram para parques dormitórios de feirantes restou passeios passadeiras e tudo o resto.
    A feira actual é um negocio de álcool sem as mínimas condições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me que aqui o louco/tonto és tu.
      Em primeiro lugar porque nem sabes as parvoíces que escreveste.
      Em segundo porque estás claramente desfasado do tempo e desorientado com os tempos das coisas...
      Enfim, tontos a armar ao pingarelho.

      Eliminar
  5. Pois também verifiquei isso. Os agentes só multavam quem estava com alguma roda sobre a passadeira, em relação aos restantes não vi perseguição, nem que seja sobre a bota do agente, se há fechar de olhos é para todos realmente é arbitrário.Também o atual comissário é um miúdo de 20 e poucos anos da academia, ainda há pouco deixou de jogar ao berlinde.
    É o País que temos.IRRESPONSABILIDADE

    ResponderEliminar
  6. Quem estaciona em cima de passadeiras não precisa de explicações nem de respostas a perguntas, precisa de voltar a estudar o código da estrada e habituar-se a respeitar as regras.
    Évora está cheia de selvagens com cartas de condução, que não respeitam o código da estrada nem os outros cidadãos. E não é só durante a Feira. É durante todos os dias do ano.

    ResponderEliminar
  7. Esta situação só acontece porque todos nós não passamos de bananas. Sim bananas, pois se assim não fosse, a feira em vez de ter três ou quatro mil pessoas, teria quanto muito umas quinhentas. Isto porque das duas uma, ou deixamos a carro mal estacionado, ou não estacionamos. Pois a verdade é que praticamente 80% a 90% das pessoas nestes dias se quer ir à feira tem obrigatoriamente de deixar o carro em infracção, pois não existem lugares para o estacionamento dos mesmos. Só admira é que a policia, sabendo como sabe desta situação, haja como se os automobilistas fossem uns criminosos. Simplesmente lamentável
    Du Campo.

    ResponderEliminar
  8. Os chuis aproveitam-se da incompetência das autarquias para depois aplicarem os euros para os seus bolsos em multas !

    Criam esses estercos de comes e bebes sem condições mínimas de funcionamento ou melhor ; Se fosse eu a organizar um evento , por exemplo um concerto no rossio com os Pink Floyd , a CME não autorizava por falta de condições e no entanto deixam essas porcarias travestidas de feiras engodadas e regadas com milhões de litros de álcool e entremeadas a funcionar dias e dias sem as mínimas condições , pó por todo o lado onde se come , falta de wc´s , água para beber e zonas frescas , arrumem as botas e demitam-se , incompetentes de 5 estrelas !


    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  9. Estacionou mal? Foi multado! Muito bem! Os outros não foram e foi apontar o dedo ao policia que eles também estão mal? Mesquinho, ate a rosar o pidesco, o que tinha com o estacionamento alheio? Nada! Ainda bem que o policia não os multou, se calhar estavam mal mas não atrapalhavam os peões ou o transito. Esta coisa de fazermos as coisas mal e apontarmos para o lado como desculpa é pequenino!

    ResponderEliminar
  10. Quando se organiza um evento é básico dar a conhecer os locais de estacionamento por parte do organizador, em Évora isso não sucedeu porque são uns amadores!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a gente sabe que a feira naquele sítio não tem espaço para estacionamento.
      Mas quando se fala em mudar para outro sítio, ai jesus... que acabam com a Feira.

      Vejam lá se se organizam e deixam de querer tudo e o seu contrário.

      Eliminar
  11. As chefias da PSP em Évora são Mediocres,objectivo MULTAR..............escapam-se os amigos.

    ResponderEliminar
  12. PSP em Évora serve apenas para MULTAR,actos de vandalismo como,sinais arrancados,papeleiras destruidas,contentores tombados,não tem tempo.


    Multar é o lema das chefias.

    ResponderEliminar
  13. SR. Presidente da CME para quando uma Assembleia Municipal Extraordinária para tratar o assunto da TOS?
    Os clientes de gás natural pagam mais de 30% do valor da factura de gás em TOS(taxa de ocupação de Subsolos), isto não é menos importante do que deixar de haver animais nos circos( de 4 patas suponho)
    A Galp não faturou aos clientes inúmeros anos de TOS que pagou à CME , depois de ter muitos clientes e em conluio com a erse(entidade que está ao serviço de quem supostamente devia regular) aplicou-lhe a taxa máxima ás vitimas.(os clientes)
    LADRÕES e vigaristas e conluio com o governo de insignificantes e gatunos

    ResponderEliminar
  14. Será que ainda não perceberam os problemas e os constrangimentos de uma feira feita no Rossio?
    Será que ainda não perceberam que ali não há maneira de arranjar lugar para todos os carros particulares?

    E, se se falar em mudança, também não querem, porque mata a feira.
    Será que esta gente toda quer SOL na eira e chuva no NABAL?

    Com gente desta como é que a cidade e o país há-de evoluir e desenvolver-se

    ResponderEliminar
  15. A Feira esta morta, agora é uma festa de comes e bebes!
    Se quiserem uma feira a sério tem que mudar de local e criar condições com preços mais baixos para os vendedores.

    ResponderEliminar
  16. há gente que é mesmo burra e provinciana. se saissem da aldeia veriam que a qualquer sitio que vão (eventos com muito publico) têm que deixar sempre o carro longe. parecem velhos do restelo. quanto às regras da passadeira, pois não sei que diga já que quem ja teve filhos e tem pais/ avós sabe a parvoice que é um energumeno estacionar em cima de uma passadeira. não sei que diga...

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.