segunda-feira, 8 de junho de 2015

Começa esta terça-feira o FIKE 2015


Após exibição nas cidades do Porto e Lisboa e muito recentemente no importante Festival de Cannes, o documentário biográfico inédito "Visita ou memórias e confissões", rodado em 1982 para ser mostrado apenas a título póstumo, será o filme de abertura do FIKE - Festival Internacional de Curtas Metragens.
A sessão está agendada para o dia 9 de Junho pelas 21h30, no Auditório da Universidade de Évora. 
Manoel de Oliveira fez este documentário quando estava nos preparativos de “Non ou a vã glória de mandar”. Depois, ainda fez mais de vinte filmes, entre os quais “A divina Comédia”, “Vale Abraão” e “O convento”. 
Na película, Oliveira fala sobre os seus antepassados, aborda a relação com a morte e com o sofrimento, revela pormenores relativos ao seu fascínio pelas mulheres e recorda ainda os dias que passou na prisão depois de ter sido detido e interrogado pela PIDE, nos anos 60.
Manoel de Oliveira morreu a 02 de abril, no Porto, aos 106 anos e é desta forma homenageado pelo FIKE, sendo o primeiro festival de cinema português e o segundo no mundo a exibir o filme.
Recorde-se que Manoel de Oliveira foi já homenageado na edição do FIKE de 2008, por altura do seu centenário, tendo na ocasião recebido também a Medalha de Ouro da Cidade, atribuído pela Câmara Municipal de Évora. 
O FIKE 2015 decorre de 9 a 13 de junho nas cidades de Évora, Beja e Portalegre. (ver programa)

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.