segunda-feira, 13 de abril de 2015

No próximo sábado: visita guiada e gratuita ao Paço de São Miguel (Évora)


No dia 18 de abril, às 11h00, a Fundação Eugénio de Almeida assinala o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com uma visita guiada ao Paço de São Miguel.
Do seu valor patrimonial e artístico é testemunho o singular conjunto de pintura 'a fresco' do século XVI que reveste os tetos de algumas das suas salas nobres.
A visita é gratuita, mediante inscrição até ao dia 17 de abril, através do e-mail servicoeducativo@fea.pt ou do telefone 266 748 300.

5 comentários:

  1. E SRª Condessa que é feito dela, doar as coisas em vida depois leva-se o respectivo pontapé no dito, não há bicho pior mais ingrato que o "humano", quase sempre morde a mão que lhe dá de comer e cospe no prato onde comeu, nem o leão animal selvagem é tão ingrato e tão selvagem( é o único que mata pelo prazer de matar), mas pronto a religião dizem que estes seres terrìveis têm alma, só se for alma penada

    ResponderEliminar
  2. Estes, para "fazer" cultura, não precisam de subsídios nem se engalfinham em picos de pés com bandeirinhas a fazer escarcéu e alarido à porta das instituições para mendigar dinheiro público para alimentar as suas "elites".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai não precisam do dinheiro público?
      Então para que receberam 10 milhões de euros, do programa Acrópole XXI, ou lá como se chamava aquilo.
      Sem falar no resto...

      Eliminar
    2. CULTURAAA!!
      Não precisam do dinheiro publico pra coisa nenhuma.

      Obras?
      havia dinheiro disponível...concorreram...ganharam. Não choramingaram nada

      Nunca vi a FA a choramingar subsídios de porta a porta, como fazem os do teatro aqui em Évora. Até parece que não acreditam no sucesso económico-cultural das obras que recriam.

      Eliminar
    3. Eles não choramingam, eles exigem, porque mandam nos lacaios do governo.
      Eles são "fundações" que não pagam impostos e ainda recebem dinheiro do Estado.
      Ninguém lhes toca, a começar pela do Soares.
      Eles são considerados pela gatunagem que são de "interesse publico", e por isso vivem à nossa custa, à custa dos nossos impostos.
      A FEA é uma casa de gatunos, que nos rouba, ninguém lá devia entrar.
      A educação, a saúde, a justiça, tudo o que era do "interesse publico" deixou de o ser, e foi doado ao "interesse privado", para poderem ser explorados à custa do publico, para benefício do privado.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.