quarta-feira, 8 de abril de 2015

Évora: vem ai o Desafio Pela Saúde!


É já este fim-de-semana que irá ter lugar em Évora e Mérida, em simultâneo, a terceira edição do Desafio Pela Saúde uma iniciativa da Câmara Municipal de Évora em parceria com a Unidade de Cuidados na Comunidade do Centro de Saúde de Évora, a Administração Regional de Saúde do Alentejo, o Hospital do Espírito Santo de Évora, EPE, a Universidade de Évora, o Instituto Português do Desporto e Juventude, e a DGESTE, com o objetivo chamar a atenção de toda a comunidade para a importância da adoção de estilos de vida saudáveis.
A edição deste ano, que decorrerá ao longo de 72 horas, tem início previsto para as 12h00 do dia 10 de abril, terminando ao meio-dia de domingo, decorrendo em vários espaços indoor e outdoor da cidade, com especial enfoque na Praça do Giraldo, Arena d´Évora e Piscinas Municipais.
Uma vez mais, este evento envolve Évora e a sua congénere espanhola de Mérida, com a particularidade de proporcionar diversas atividades ao longo destes dias, constituindo também um desafio pela saúde para toda a população e instituições envolvidas. 
O tema desta terceira edição é a Dieta Mediterrânica, pretendendo-se informar e sensibilizar para a importância de uma alimentação equilibrada, integrada num estilo de vida saudável. 

Pagamento em géneros
Do vasto programa de atividades previstas para estas 72 horas “non stop” de atividade física, destaque para o Ritmus Urban Trail (Sábado das 11h00 às 12h30); para o Challenge (conjunto de provas de Sexta a domingo); para o Passeio BTT (Domingo 10h00 às 12h00) e para a Caminhada (Domingo 10h30 às 12h00), em que o pagamento das respetivas inscrições é em géneros alimentares que irão reverter a favor de uma instituição de solidariedade social.
Para o efeito, todo os interessados em participar nestas quatro iniciativas do Desafio Pela Saúde deverão fazer a respetiva inscrição na plataforma web criada para o efeito em: http://aplic.cm-evora.pt/desafiopelasaude/Inscricao_Formulario.aspx . O “pagamento”, ou seja a entrega de um bem não perecível, é feito no local da partida. Durante o fim de semana também será possível adquirir o menu Dieta Mediterrânica, por dois euros. Neste caso também deverá ser feita a inscrição na plataforma oficial do evento.
Paralelamente, no interior das instituições envolvidas na organização irão ser ministradas várias aulas-desafio em contexto laboral, com o intuito de corrigir posturas e outros maus-hábitos no dia-a-dia do trabalhador.
A vertente da saúde não poderia ser descurada, com uma especial incidência junto dos mais novos, destacando-se do vasto programa o rastreio de obesidade infantil ou o rastreio de aptidão para a prática da atividade Física, na ludoteca (Parque infantil) e na Praça de Giraldo, respetivamente.
Toda a programação do Desafio Pela Saúde deverá ser consultada em: www.cm-evora.pt. (Nota de imprensa da CME)

3 comentários:

  1. Mais uma iniciativa da pesada herança

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma oportunidade para os graxinhas e graxinhas aparecerem a exibir-se. Muito gostam de apatecerem nas fotos dos jornais e depois recortam as fotos e exibem-se meses e anos num placard qualquer... Que falta de modéstia. E o que muda? NADA. A não ser os vencimentos mensais com tanto curriculo. Lamentavel.

      Eliminar
  2. Estas tretas que são isso mesmo, tretas !
    Não passam de operações para se promoverem a eles próprios. Jà hà muito que os protagonistas por este tipo de eventos, perceberam que por esta via conseguem subir na carreira e aumentar os ordenados chorudos. É velos a pavonear-se, cheiis de vaidade nos corredores. Para quem està fora destes truques, até parece que estão muito interessados no bem estar e na saúde das pessoas...mas a unica coisa que para esta gente conta, é a sua promoção pessoal e a gatantia de uma boa vida desafogada. Faz lembrar os corta-fitas do tempo do fascismo. Agora fazem igual, e descaradamente. Querem é aparecer nos jornais. Querem fingir que são uma autoridade na matéria, mas limitam-se a decorar um texto sacado de um livro, e irem a um microfone brilhar. O nosso país não precisa disto. Precisa é de gente séria e verdadeiramente profissional. De embustes, apenas se governam ( e bem ) os seus protagonistas. Não há- de o país estar endividado, com tantos a rouba-lo!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.