quinta-feira, 2 de abril de 2015

Évora: cães abandonados “viram” modelos fotográficos


37 retratos mostram o amor  incondicional do  Cão pelo Homem. Exposição é inaugurada esta quinta-feira.

“Fiel Para a Vida…adote com o Coração” é o nome de uma exposição de fotografia que vai estar patente ao público do Palácio D. Manuel, entre os dias 2 e 18 de Abril, em que um conjunto de cães abandonados, entretanto recolhidos pelo Canil Municipal, no âmbito do Projeto Fiel, são promovidos a modelos fotográficos com o intuito de promover a sua adoção.
As fotografias, da responsabilidade de Carlos Neves, são o resultado prático da presença do fotógrafo nas instalações do Canil Municipal e do “estúdio ali improvisado”, em que cães abandonados assumem o papel principal na relação com os humanos, funcionários desta unidade orgânica da Câmara Municipal de Évora ou voluntários do Projeto Fiel.
“O trabalho acabou por ser muito gratificante, já que os ‘amiguinhos’ de quatro patas colaboraram de uma forma exemplar, quase como se percebessem que poderá estar ali o seu passaporte para um novo lar”, refere o fotógrafo.
Segundo o autor da exposição, que tem o cantor Mikkel Solnado como “padrinho”, já que este artista adotou uma cadela no Canil Municipal de Évora, “Fiel Para a Vida…Adote com o Coração” procura sensibilizar para a felicidade que a presença de uma animal pode trazer para um lar. “As fotografias procuram enfatizar o binómio cão-homem, e o amor incondicional que os animais têm disponível”. 
Patente ao público na sala do rés-do-chão do Palácio D. Manuel, esta mostra, inteiramente organizada pelos serviços da Câmara Municipal de Évora, é um conjunto de 37 retratos a preto e branco.

Flagelo do abandono
O Projeto Fiel, do Serviço Veterinário Municipal da Câmara Municipal de Évora, pretende alterar comportamentos e mentalidades relativamente aos animais de companhia, e em especial ao cão e gato. Por outro lado, visa ainda “resolver, a longo prazo, as problemáticas crescentes como o abandono, a circulação em permanência de animais nas ruas, o problema dos dejetos, saúde e bem-estar animal, para uma melhoria no enquadramento do animal de companhia na sociedade”, esclarece a veterinária municipal. 
“Promove ainda a adoção dos animais do canil municipal de forma informada e responsável, como chave para a minimização do problema da sobrepopulação de animais, quebrando o ciclo de adoção irresponsável, ou seja o abandono”, diz ainda Ana Margarida Câmara.

Neste momento o Canil Municipal tem 43 cães para adoção. (nota de imprensa)

4 comentários:

  1. Por falar no assunto...para quando a recolha e abate dos cáes vadios que vagueiam pela cidade? Estao à espera de alguma morte de um idoso ou criança?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje vi uma turista a limpar a poia de um burro, com certeza de ciganos.
      Pessoalmente nunca vi a cidade de Évora tão porca, onde os ciganos não respeitam qualquer regra.

      Há uma solução: disponibilizar a comida para animais abandonados nas ruas e a estadia dos ciganos, junto à casa do presidente da Câmara em Montemor

      Eliminar
    2. E o que se devia a fazer a racistas empedernidos como tu?
      Lançá-los no mar alto, onde houver tubarões esfomeados,não?

      Eliminar
    3. 22.56
      Ora aì està uma exelente ideia.
      Nunca o povo de Évora devia ter eleito um presidente de camara que nao fosse natural da cidade. Porque assim nao lhe tem amor. Para o pinto de sa estar em Évora ou na conchixina é- lhe absolutamente indiferente. O que lhe interessa é o tacho e os interesses do PCP, que é o patrao dele. E ainda para mais foram buscar um de montemor, que para quem nao sabe, nao gostam nem nunca gostaram de Évora, por se acharem rivais de Évora . Ahaha montemor ao pé de Évora è e sempre foi uma vilita, nada mais. Mas um bom presidente além de outras qualidades, tem de ser Eborense de gema. E nunca do PCP que isso significa retrocesso e miseria para toda a regiao de Évora, aliàs como jà se vem a verificar.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.