quinta-feira, 9 de abril de 2015

Évora: Adriano Correia de Oliveira homenageado no dia do seu nascimento (Porto, 9 de abril de 1942 — Avintes, 16 de outubro de 1982)


3 comentários:

  1. Acho que as pessoas devem ser recordadas, muito embora não saibamos se elas o queriam para além da obra que as imortalizou.
    Todos os anos há homenagens realizadas por pessoas próximas do PCP ou BE, do Zeca Afonso ao Adriano Correia de Oliveira.
    Dá a impressão que esgotaram os temas da Liberdade e tem que voltar ao mesmo; todos os anos e sempre que se aproxima Abril, lá vem o Zeca, o Adriano, o Ary Dos Santos (este menos porque o PCP é um partido homofóbico), etc.


    Mas pergunto, qual a reação da Esquerda elitista e intelectual de sofá e escritório, se uns "amigos" de Santa Comba quisessem homenagear o Botas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente o PCP tem este defeito ( se fosse só este...),que é furar em tudo quanto é sitío para se fazerem notar. Só é de lamentar que muitas vezes as pessoas nem sequer tinham ligação com o PCP. Esta falta de vergonha para não lhe chamar outra coisa qualquer, é tipico do PCP. Apoderam-se das ideias, das canções, das musicas, dos poemas, dos textos, enfim para eles tudo é comunista e tudo são camaradas, mesmo que não o sejam. Como é o caso do Papa Francisco, que jà ouvi comunistas dizer que o homem é comunista. Este aproveitamento é desonesto. Assim um dia destes para aí morre o Cavaco Silva, e eles và de o homenagearem também.

      Eliminar
    2. Pela calada, antes de se irem embora, o PSD está a avançar em força com a privatização das águas.
      Aqui no interior, onde há água, com qualidade, e o consumo é menor, vamos pagar o mesmo que no litoral, onde a água é escassa, muito tratada e onde mais se consome.

      Mais uma vez, é o interior pobre a subsidiar o litoral rico.
      Mais uma vez, em vez de regionalizar a gestão dos recursos, centralizam o assalto aos recursos nacionais.
      Mais uma vez, entregam um recurso vital aos monopólios e ao lucro privado.

      Que raio de justiça é esta?
      Que assalto é este?
      Que guerra é esta?

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.