quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Morreu Manuel Bento, o grande tocador e responsável pela continuidade da viola campaniça


O MESTRE MANUEL BENTO

Deixou-nos hoje.
Perdemos um amigo e a cultura alentejana perdeu o ultimo grande mestre da velha geração de tocadores de viola campaniça.
Mas enquanto memória houver, lembraremos o primeiro momento em que o ouvimos tocar e o ultimo abraço que demos.
Aos familiares apresentamos os nossos sentidos pêsames e logo que estejam definidos, daremos informação sobre o local e a hora do funeral.

José Francisco Colaço Guerreiro (aqui)

Actualização: O funeral realiza-se esta quinta-feira, pelas 15 H , no cemitério de Garvão 

5 comentários:

  1. COISA LINDA

    perdemos todos com a morte do MESTRE

    ResponderEliminar
  2. Um dia triste para todos os alentejanos. Morreu um Mestre do Cante. Para quem o conheceu é alguém impossível de esquecer . Maria José Barriga

    ResponderEliminar
  3. Os imortais "Mestres" da cultura nunca morrem se soubermos preservar o valioso património que nos deixaram. Hoje os portugueses de Malaca, património da humanidade publicitam ao mundo os valores culturais de origem portugueses. Filhos de Afonso de Albuquerque assim são conhecidos, cantam e dançam o folclore português. Deixamos o desafio de nos unirmos para levar até lá esta cultura alentejana, como forma de homenagear a inestimável cultura que tanto nos orgulha e honra.
    Esperando resposta, deixo um abraço fraterno em nome da comunidade "povos cruzados" que nos ligamos pelos afetos seculares.
    Luisa Timóteo-Presidente da Associação Cultural Coração em Malaca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amigos.

      Não os vamos perder de vista.
      Até breve
      Korsang di Melaka

      Eliminar
  4. Congratula-se a Korsang di Melaka, com o blogue "A Cinco Tons" uma escolha feliz para a promoção do Alentejo, onde se canta e dá vontade de viver.
    Com vista para o mundo, alcançou um lugar na humanidade. Hoje pertença de todos os povos tal como Malaca nomeada também património da humanidade, pela diversidade multicultural.
    Bem hajam!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.