quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

JRS com todos os tiques que um jornalista NÃO deve ter

3 comentários:

  1. Como é que um pulha destes ainda não foi despedido?
    Em nome de que causa, de que embuste, de que associação criminosa, é que este canalha ainda tem tempo de antena para envenenar os tele-espectadores?

    ResponderEliminar
  2. O Pinguim Mor
    De algum tempo a esta parte, temos assistido a um cada vez maior número de “jornalistas” de opinião, ou seja, em vez de relatarem as noticias, os ditos jornalistas não só distorcem a realidade como tudo fazem para opinar sobre as mesmas, não de uma forma honesta e isenta, mas sim tendenciosa e toda ela virada para a sua própria ideologia.
    É o caso deste pinguim falante, que distorce a realidade e desinforma em vez de informar. Com uma agravante, este senhor também é ou pelo menos foi professor de comunicação social na Universidade de Évora, será que é isto que ele ensina/ensinou, se sim, pior, pois não está a seguir os princípios de um bom profissional. Acho mesmo, que JRS, até é um bom escritor, porém um péssimo jornalista. Ele não informa, ele desinforma, ele não é isento, ele é tendencioso, ele não é honesto, ele falseia a realidade.
    JRS tal como muitos dos “nossos jornalistas”, não o são na verdadeira assunção da realidade, eles são abutres que se alimentam da desgraça alheia e tem como missão não a de informar, a realidade mas o de enformar a opinião pública. São eles um dos grandes podres da nossa sociedade.
    No caso concreto, gostaria de saber o que tem o senhor abaixador da Grécia sobre este assunto, é que parece.me, posso estar errado, que JRS está a entrar numa área muito sensível que é a democracia, ou seja neste caso está a ser antidemocrático, pois em democracia temos de aceitar a opinião dos outros e não as contestar, para isso, estão lá os partidos da oposição, e o jornalista compete-lhe dizer a verdade e dar uma visão muito negativa sobre o povo grego, só faltou dizer que todos os gregos são vigaristas.
    Parecer: Vomite-se
    MdM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele não é isento.
      Além de desinformar o tele espectador, ele desinforma a favor das forças retrógradas, e anti democráticas.
      Ele vende-se ao poder por mais selvagem que seja.
      É um mercenário que faz campanha pelos poderosos.
      É parte da 5ª coluna, inimigo interno que combate contra Portugal, dentro das nossas fronteiras, dentro das nossas casas.

      Talvez seja "um bom escritor" porque domina a técnica da escrita, ou vende muitos livros.
      Mas um canalha como este não pode ser "um bom escritor".
      Não se ofendam os escritores íntegros, que não vendem a sua escrita, os seus valores, a sua humanidade, o seu patriotismo, a quem mais lhe pagar.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.