quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Adiós Manitas de Plata!



Adiós, Manitas!

Morreu Manitas de Plata, um dos mais talentosos guitarristas de todos os tempos. Cigano nasceu, em 1921, na roulotte dos seus pais. Morreu aos 93 anos, sem arredar pé da sua rebeldia. "La musique et les femmes" foram as suas grandes paixões: nada com uma que não acompanhasse a outra..Cigano genial, alma do Flamenco, escondia o dinheiro (muito) que ganhava (80 milhões de discos vendidos, concertos no mundo inteiro) debaixo do colchão por não confiar nos bancos. Testemunho que viajava num velho Mercedes com um pistolão bem à vista a seu lado. Distribuiu o dinheiro por amigos, parentes, amigos de parentes. Diz-se que mais de 60 pessoas viviam da sua generosidade. Vivia, ele, dia após dia, sem planos que não fossem conquistar aquela mulher, ler e ouvir poesia, tocar onde quer que fosse. Por isso nunca teve "impresario", porque não aceitava peias. Foi amigo do Picasso, do Dali e de dezenas de artistas (pintores, fotógrafos, músicos). Uma força da natureza, que revelava a verdadeira natureza da verdadeira força: Eros, a criação indomada, a partilha com os outros, a vontade de ser livre. Manitas era um homem livre. E agora morre: Olé, Hombre! Toca!
No te olvidamos!

José Rodrigues Dos Santos (aqui)

2 comentários:

  1. Gracias por recordar a este artista único.

    http://laantorchadekraus.blogspot.com.es/2014/11/la-vieja-cultura-de-manitas-de-plata.html

    Salud siempre.

    ResponderEliminar
  2. MANITAS DE PLATA
    CORAÇÃO D´ORO
    ALMA DI-AMANTE

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.