quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Os municípios com a corda na garganta

6 comentários:

  1. Sim ! 0u ?

    Quando me explicarem com um desenho de cada vez o que fazem a cada receita que entra na CME , por exemplo ... vou acreditar !


    É taxas ... impostos ... lucro de rendas ... e mais do oculto profano ... custa a acreditar que as dívidas foram criadas em benefício dos EBORENSES !

    Não se vê nada palpável em frente dos olhos e mãos em Évora que justifique tamanha dívida ...

    ... expliquem onde enfiam os euros dos Eborenses !!!

    Sabem o dito ... " papeis há muitos " !

    Acredito que fazem uma composição em A4 toda bonita de receitas e despesas e depois como ninguém vai ao terreno averiguar ... nada bate certo !

    Até parece a administrações dos condomínios ... a funcionar !





    Jorge


    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  2. Mapas muito interessantes para a cidadania.
    Quem vota em partidos convém saber quais são competentes e honestos, em quais se pode confiar para poderem gerir a coisa pública.

    Para cada município seria mais esclarecedor ter mais algumas informações
    - qual o partido político que levou o município à falência;
    - qual o valor da dívida e não só a percentagem;
    - que património publico foi alienado para pagar a má gestão;
    - em cada município qual a causa que levou ao descalabro.

    Braga não consta do PAEL. Qual o valor da dívida do Mesquita Machado?

    ResponderEliminar
  3. entre a corda
    e a faca venha o diabo e escolha

    ResponderEliminar
  4. «Não se vê nada palpável em frente dos olhos e mãos em Évora que justifique tamanha dívida ...

    ... expliquem onde enfiam os euros dos Eborenses !!!»

    Essa é a grande questão. Para onde foi o dinheiro?

    10 milhões para Praça de Touros privada, 15 milhões para a EMBRAER, 10 milhões em obras inúteis nos Leões, 3 milhões em alugueres de edifícios para instalar serviços, vários milhões em Projectos inúteis. Mas mesmo assim ainda falta muito...
    E o pior é que ninguém foi preso ou acusado. E alguns deviam estar engavetados e a descontar as despesas nas reformas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Évora tem este nível de endividamento à 20 anos. A CDU acrecentou muito mais à divida do que o socialistas, basta consultar os documentos.

      Eliminar
    2. Porque é que esses documentos, tantas vezes alardeados pelo mentiroso Ernesto, nunca apareceram?
      Simplesmente porque NÃO EXISTEM.
      O que existe é uma gigantesca mentira forjada pelo mentiroso Ernesto e sus muchachos, que foi desmascarada há muito com os Documentos que realmente existem.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.