segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Évora, um ano de mandato: se não puder dançar, não é a minha revolução (emma goldman)




No Baile de Gala, na Arena (antes uma obra maldita), faltou um.

27 comentários:

  1. Quando estão na oposição criticam o que farão quando estiverem no poleiro. E não coram de vergonha!!!

    ResponderEliminar
  2. Que estilo. O vereador das ervas já para presidente.E o namoradeiro que é feito dele?

    ResponderEliminar
  3. Quando o D. João II vinha a cortes a Évora era assim também.Só que por vezes ele enganava os convidados e em vez de festança, havia matança e transformavam a matança em festança.

    Que o diga o duque de bragança coitado que vinha para a boda e acabou degolado na praça grande.

    Judeus e mouros foram convocados para a cerimónia, panos pretos e olhares sombrios cobriam o acontecimento enquanto o algoz desferia certeiro sobre a cabeça do duque a lâmina de origem francesa, porque era moda nesse tempo por lá.Que como cá, se queria ser, exemplar cumpridor das determinações do rei.

    Os homens bons eram os regentes concelhios de tais determinações, por El-Rei, pela justiça, pela dívida e pelo dever de obedecer.

    Ei-los que depois da debandada do cortejo fúnebre, todos se reuniam em cada um dos seus lugares e de libação em libação, de bailarico em bailarico de vivas a El-rei se contentava a populaça pela fé e pelo determinismo do reino.

    Assim, sem que a história se repita, a espiral dos acontecimentos enfeudados no superior interesse mantêm-se par que El-Rei fique para todo o sempre imortalizado,enquanto o povo agonia...

    triste figura a vossa quando 1 ano é passado sem sonhar...

    Emanuel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bolas oh meu!
      leste isso tudo no reader's digest de certeza. É que não tem o cu a ver com as calças.
      ao menos tenta falar do que sabes.
      em Évora houve a coroação (a 2ª) do Rei, pela primeira vez houve um monarca que se afirmou contra os senhores feudais e se pós ao lado do povo (judeus incluídos) e vens tu agora lançar postas de pescada vá-se lá saber porquê. incomoda-te que incompetência além da tua ignorância?

      Eliminar
  4. Afinal a Arena de Évora não foi um maus investimento para a autarquia. É vê-los todos sorridentes nas sua dança, como que a dizer, o tacho já cá mora, o resto que se lixe.
    Gostaria de saber qual a opinião dos comunistas que neste blog tem destilado veneno sobre este projecto, devem ser eles os aziados e não os outros como eles gostam de dizer. Se tivessem um pingo de vergonha, agora criticavam os seus camaradas por esta "orgia" aniversariante. Tenham vergonha.
    MdM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Praça de Touros foi um péssimo "investimento" para a autarquia, mas um óptimo negócio para a família proprietária.
      Mas, depois de gastos os 10 milhões de euros do erário público, que sugeres que se faça?

      Eliminar
    2. Claro, como os Comunistas estão no poder há que aproveitar aquilo que os "capitalistas" andaram a desbaratar. Tenham vergonha na cara... Ou então retractem-se e peçam desculpa pelas asneiras que aqui escreveram contra aquele investimento (era melhor deixar cair aquilo não verdade?, pois assim sempre podiam dizer que quer os donos quer a autarquia nada fizeram para o evitar).
      MdM

      Eliminar
  5. ahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahhahahaahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahhahahahahahhahahahahahahahhhahahhahahahahahahahhhahahah.
    já que muito a serio só me dá vontade de chorar.

    ResponderEliminar
  6. E que sugere o Cinco Tons que se faça na privada Praça de Touros, que custou ao erário público 10 milhões de euros?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. touradas talvez...
      mas das outras...

      Eliminar
    2. touradas senhores, mas as touradas custa cada uma ao herário público por pagamento da câmara cerca de 7500 euros que além do maisnão imagino como é que o senhor doutor chefe engana os responsaveis do PAEL é dinheiro que sai da câmara, gostava que alguem investigasse isso e muito mais esta câmara é só falcatruas investiguem.

      Eliminar
    3. 10 milhões de euros retirados ao erário público para pagar touradas "das outras" não será excessivo?
      Os responsáveis por esta absurda decisão e, pelo visto, pela debacle em a autarquia se encontra, não deveriam ser responsabilizados?
      Iremos continuar a pagar TAXAS e IMPOSTOS no máximo, durante 20 anos, sem ao menos tentarmos abanar e enxotar as moscas?

      Eliminar
  7. Comunas sao uns mentirosos

    ResponderEliminar
  8. Porque neste blog não colocam as coisas que a CME faz de bem. Ainda hoje estiveram a ver a Ecopista, coisa muito criticada neste blog. Porque fica isso silenciado? É censura jornalistica do jornalista que se arma em democrata? E acham os escribas desta casa que o executivo mudava e ia mandar a baixo a praça de touros ou fecha-la? É que santa língua que tanto mal dizes do pai.

    ResponderEliminar
  9. Ó senhor (a): mas não foi para isso que a Câmara foi eleita? Para tratar da ecopista ou das arcadas ou do centro histórico ou dos buracos e da erva nas ruas? Se trata do que é público está apenas a fazer a sua função. Foi para isto que a Câmara foi eleita não para andar a levar gente em autocarro para as manifestações em Lisboa nem para nos atazanarem com discursos ideológicos. Se tratou, fez bem, é o seu trabalho. Ou queriam estar lá só a fazer discursos? Para esse peditório o pessoal já deu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi para isso que foi eleita e está a cumprir a sua missão. Ao contrário que outros que arruinaram a autarquia e atiraram os custos para cima dos eborenses, obrigados a pagar taxas e impostos municipais no máximo, durante os próximos 20 anos

      Infelizmente nunca vi neste blogue a mesma energia e veemência para atacar os responsáveis do desastre.
      Não sei porquê (ou talvez saiba!) mas sempre que se trata do PS há uma certa complacência e permissividade que não se nota com outros.

      Eliminar
    2. estes comunas miseraveis nao teem vergonha nenhuma na cara. afinal crtiticam tudo o que é dos outros,mas o que eles querem mesmo é apoderar-se dos bens alheios sem esforço.
      comuna para mim, é sinónimo de salteador,ladrao,gatuno...etc...
      só uma pergunta??? porque ainda nao se lembraram de julgar os roubos que os comunistas teem feito impunemente ás organizaçoes.e propriedades privadas? nao entendo como se pode roubar e destruir e nao se ser preso e julgado por isso...

      Eliminar
  10. Bom dia a todos os demais a quem este comentário possa chegar
    Para que todos os municipes e não só tenham conhecimento vou aqui relatar mais um acontecimento de como é gasto o dinheiro do herário público. Passo a descrever: o senhor Jorge Rebocho que é o contino que tem a missão de destribuir o expediente pelos diversos edificios da câmara foi apanhado em horas de serviço a conduzir com alcool (segundo se diz)do qual resultou a apreensão do titulo de habilitação de condução e a câmara não lhe instaura um processo disciplinar e lhe coloca um motorista que durante dois meses irá andar com esse senhor a fazer o trabalho que lhes compete só a ele fazer. Meus senhores vejam a forma como se gasta o nosso dinheiro e ninguem faz nada. Muito bom senhor Presidente isto é o que temos.

    ResponderEliminar
  11. @ 02;07

    Madruga vossa mercê para vir dizer aqui que D. João II se colocava ao lado do povo ...

    Pois e para que fiqueis sabendo, tal monarca, apenas se pretendia ver livre de nobres que o apoquentavam.

    Feudalismo por cá não houve e é pena, pois teríamos sabido reconhecer quem nos ameaçava a liberdade.

    Depois teríamos sido protestantes e homens a pensar pela nossa cabeça, libertos do dogma feudal.

    Da merdice senhorial que pelo sul reinava, falavam os judeus e os mouros ainda no final da Idade das Trevas e indígenas que por cá sobreviviam em grutas sem esgotos, amuralhadas.

    Depois veio a Santa Inquisição.

    Depois veio a Ilustre Ditadura.

    Depois veio o Glorioso 25 de Abril que alguém ainda tenta transformar em bailaricos de aldeia à moda feudal,com mouros e judeus ou o que deles resta.

    Vós sois um aprendiz de feiticeiro que me fez responder a tal afronta, quando me propõe acreditar na verdade discursiva de um rei que segundo vós, se diz amigo do povo...

    Morra o Principe Perfeito

    Morram os duques



    Emanuel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mal estamos quando falamos do que não sabemos e tentamos escrever de um modo que nos é vedado pelos parcos conhecimentos da língua.
      D. João II foi o monarca do povo, aquele cujo reinado marcou a transição para o renascimento, protegeu os judeus e com isso ganhamos todos. Não só porque eles emprestavam à coroa o dinheiro necessário para que se empreendessem os descobrimentos, mas também porque possuiam a massa crítica necessária para que o empreendimento avançasse.
      D. João II perseguiu os interesses da alta nobreza terra-tenente e analfabeta. Por isso pagou com a vida. Deixe-se de lérias e cultive-se. De início custa um bocado, mas depois é compensador.

      Eliminar
  12. Que deprimentes imagens !

    ResponderEliminar
  13. @20,51

    Que sabedoria livresca tendes que tão mal aplicada é....
    Falta-vos ironia e possibilidade de criar analogias, face à deprimente imagem que encabeça este post.
    O que se aprende com certos historiadores, morre quando se interpreta a Verdade histórica e nesta deveria caber aquilo que não vos move: a inteligência.

    À luz da História enquanto ciência e entendendo os seu objecto de estudo, percorrendo o estreito caminho da subjectividade que a lidera, nunca se poderá ser dogmático como sois.

    D. João II, o «monarca do povo»....que lindo...com judeus e tudo, expulsos desta pátria errante (para eles) por aqueles que estavam ao lado do povo...

    Ou fixamo-nos na historia de Portugal nos finais do séc XV? Pensei que a data padrão para os seus camaradas fosse o séc XIX, mas vocês são mesmo assim.

    Emanuel

    ResponderEliminar
  14. Economizo muito a minha ironia. Não é para todos, apenas para o que a conseguem entender...
    Quanto à inteligência é como a verdade histórica, carece de interpretação, alguns conseguem outros não, que é como quem diz, quem te manda a ti sapateiro, tocar rabecão...

    ResponderEliminar
  15. Agora entendo como surgem as guerras e ódios em certos países...
    Dá-me NOJO ver o pinto de sá ali na arena feito patego a armar-se em parvo.
    Como é possivél um comuna destes estar ali?
    Até quando temos de suportar esta gentalha de montemor???
    A NOSSA cidade invadida por pategagem de montemor,arraiolos e outra aldeias ou vilas onde os comunas ainda reinam porque o povo dessas terrinhas é tão atrasado que é muito fácil de enganar. Mas o problema é que muita dessa gente gente veio morar para a a Cidade de Évora e trouxeram a brutidade e os PCPs para cá.
    ATÉ QUANDO TEMOS DE GRAMAR ESTA GENTE NA NOSSA CIDADE???
    Não haverá alguém capaz de correr com esta gentalha parasita???

    ResponderEliminar
  16. @ 11:44
    Calma amigo
    Não é assim que os Camaradas Comunistas devem ser tratados, eles necessitam que os entendas que os apoiem, enfim que os tratem com muito jeitinho, pois os mesmos não tem capacidade de raciocinar, e como tal tem de ser apoiados e não estigmatizados. Tal como os deficientes motores, que merecem a nossa solidariedade e apoio, os comunistas como são de compreensão lenta, tem de ser desculpados, não os devemos tratar mal, pois eles não tem culpa de serem como são. Há que os desculpar e não corre com eles, caso contrário tornam-se mártires e é isso que eles querem, mas não o merecem, dada a sua burrice.
    MdM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu dava lhe a compreensao...todinhos na cadeia como antingamente.

      Eliminar
  17. Caros anónimos, mesmo sendo alentejana, não conheço nem estou interessada nas tricas e laricas da urbe, mas diz-se por aqui cada alarvidade que em nada dignifica o espirito alentejano, a saber:
    - vereador das ervas - teremos por aí alguém que fuma ganzas.
    - namoradeiro que é feito dele - Qual deles? Sempre houve tantos, aliás característica bem latina.
    - Quando o D. João II - Mesmo tendo tido a melhor nota do antigo 5º ano no Liceu da Urbe, a idade e saúde não me permitem reportar os factos de antanho para a atualidade.
    - A Praça de Touros foi um péssimo "investimento" para a autarquia - Não merece chorar sobre leite derramado, é utilizá-la da melhor forma em prol da cultura e dos interesses dos munícipes.
    - Agora entendo como surgem as guerras e ódios em certos países.. - Ao ler este fiquei com esperança de algo diferente, esperança vã, como é que alguém que tal escreve pode a seguir destilar tanto veneno; "A NOSSA cidade invadida por pategagem de Montemor, arraiolos e outra aldeias ou vilas onde os comunas ainda reinam porque o povo dessas terrinhas é tão atrasado que é muito fácil de enganar. Mas o problema é que muita dessa gente gente veio morar para a a Cidade de Évora e trouxeram a brutidade e os PCPs para cá."
    Como alguém comentou e com o qual estou totalmente de acordo: "Que deprimentes imagens !"

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.