terça-feira, 23 de setembro de 2014

Évora: 8ªs Conferências do Cenáculo abrem amanhã com a presença do Arquiteto Siza Vieira



Começa amanhã (dia 24), na Biblioteca Pública de Évora (BPE), pelas 18h30, a 8.ª edição das Conferências do Cenáculo. Uma conversa sobre a “Memória da Malagueira”, com a presença de Álvaro Siza Vieira – autor do projeto – e um dos arquitetos mais reconhecidos a nível mundial, marca o arranque deste ciclo de 8 conferências que se prolonga até 6 de Novembro. O Bairro da Malagueira, em Évora, é considerado um dos projetos mais emblemáticos de Siza Vieira, sendo apontado como um projeto sociopolítico pioneiro no Portugal Democrático. Durante a conferência – apresentada por Abílio Fernandes, ex-presidente da autarquia eborense, vai ser apresentado o livro “Malagueira – Álvaro Siza in Évora”, de Brigitte Fleck e Gunter Pfeifer. 
As Conferências do Cenáculo realizam-se desde 2004 e, como pano de fundo, têm o objetivo de homenagear “Frei Manuel do Cenáculo”, fundador da BPE. No ano em que passam 200 anos da morte de Cenáculo, a organização pretende dar um novo impulso às conferências, através da abordagem de temáticas diversas e abrangentes. Para o efeito foram convidados especialistas em áreas tão diversas como a arquitetura e o urbanismo, arqueologia, património e história, paisagem, imagem e fotografia, bibliotecas, entre outros. Vitor S. Gonçalves, Maria da Conceição Lopes, Raúl Rosado Fernandes, José Manuel Rodrigues, Jorge Calado, Aurora Carapinha e Francisco Contente Domingues, são algumas das personalidades convidadas.

Programa aqui

3 comentários:

  1. Cuidado com os diagnósticos feitos no Banco de Urgência de Évora feitos por jovens internistas inexperientes da várias especialidades.
    A Lista vai desde Meningites a uma panóplia de cancros sem o mínimo de elementos de analise que permitam aferir o palpite.Todavia são peremptório a fazer diagnóstico aterrador
    Falamos da vida de pessoas, que pode virar um caos, inclusive pode levar ao suicídio, sem saber muitas vezes da doença que o paciente sofre. Já basta a fragilidade de sentir doente meio abandonado só resta mesmo aterra-lo para o cenário ser dantesco

    ResponderEliminar
  2. O homem tem a coragem de visitar um projecto que o mesmo afirmou de trucidado?um concelho não o levem a zona rua 2 arvores,o homem acaba por fugir de vez,familias acampadas debaixo de plasticos outros de rabo o leu a fazer wc na via publica outros a comprar a dosse e claro o pano de fundo das moradias emparedadas totalmente destruidas etc...e uma imagem de terceiro mundo que demonstra bem o estado em que se encontra autarquia.

    ResponderEliminar
  3. Ontem na Conferencia na Biblioteca Publica de Évora, estiveram duas personalidades que marcarão indelevelmente o século passado e o principio deste século. Numa sala repleta entre os presentes muita juventude, Siza Vieira e Abilio Fernandes deram uma aula de humildade e de saber que devia fazer corar de vergonha algumas das pessoas que hoje se sentam nas cadeiras da Praça do Sertório. São exemplos destes que nos enchem de orgulho e que devemos aproveitar ao máximo em detrimento de ambições desmedidas de alguns. Parabens aos conferencistas e aos organizadores da iniciativa.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.