sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Beja: constituição da Associação de Mediadores Ciganos de Portugal



O Projeto-Piloto de Mediadores Municipais nasceu em 2009 com o objetivo de contribuir para melhorar a comunicação entre as comunidades ciganas e a comunidade envolvente e visou colocar mediadores nos serviços das câmaras municipais, no âmbito de um programa de formação em contexto de trabalho. O Município de Beja foi um dos concelhos piloto seleccionados e, ao abrigo deste projeto, teve oportunidade de colocar a trabalhar no Gabinete de Ação Social um mediador municipal, que exerceu as suas funções ao abrigo do Projeto-Piloto até Setembro de 2013 e, neste momento, continua a trabalhar no Município.
O trabalho desenvolvido pelos mediadores ciganos de Portugal ao longo do seu percurso formativo, enquadrado pelo anterior Alto Comissariado para a Imigração e o Diálogo Intercultural (ACIDI), atual Alto Comissariado para as Migrações (ACM), deu origem a diagnósticos e necessidades manifestadas em diferentes encontros e reuniões, promovidas no território nacional e europeu por diferentes entidades como o Conselho da Europa, a EAPN, o ACM ou os Municípios envolvidos e que apontaram para a importância de constituição duma Associação dos Mediadores Ciganos de Portugal (AMEC) com vários objetivos, entre eles:
- Representar os mediadores ciganos portugueses;
- Promover a ação de mediadores nas áreas da educação, habitação, saúde, formação, emprego e gestão de conflitos;
- Estabelecer parcerias com organizações nas suas respetivas áreas de atuação, ao nível local, nacional e internacional, nomeadamente através da celebração de protocolos e elaboração de pedidos de financiamento;
- Promover a formação de novos mediadores;
- Facultar apoio jurídico.
Em ato eleitoral realizado no ACM, foi eleito Presidente da AMEC o Mediador Municipal de Beja, Prudêncio Canhoto. O Município de Beja, associa-se à continuidade deste importante trabalho, não só mantendo a colaboração profissional deste Mediador ao nível dos seus serviços internos, mas também através de um Protocolo de cedência de instalações para a implantação da sede nacional desta Associação.
A partir da constituição formal da AMEC, ocorrida ontem em Beja, o funcionamento desta Associação irá ocorrer na sede, situada na Rua D. Afonso Henriques s/n Mercado Municipal de Beja Loja 14, 7800 Beja.

3 comentários:

  1. Ciganos??? Que falta fazem â sociedade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O criminoso Hitler dizia mais ou menos a mesma coisa!

      Eliminar
  2. A sociedade é que tem que se adptar aos Ciganos e não o contrário...este posto de trabalho criado "mediador de ciganos" é uma coisa surreal.
    E sou eu, que trabalho que nem um boi no privado que ando a pagar estra merda toda.

    Quando derreterem todo o dinheiro da Europa neste estado pseudo-social, e a dívida publica continuar a disparar está-se mesmo a ver quem paga as favas.

    Afinal quem produz alguma coisa nesta merda de país eim???


    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.