sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Governo retém verbas à Câmara de Évora por violação das regras do OE


Em reunião pública de 27 de agosto, o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, deu conhecimento da retenção pelo Governo, prevista para setembro, da verba de 146 mil euros, a primeira de uma retenção que ascenderá ao valor global de 575 mil euros no final do ano. Esta retenção é justificada pelo incumprimento, em 2012 e 2013, das regras do Orçamento de Estado que impunham uma redução da dívida em atraso da Câmara em 10%.
O atual Executivo contestou junto dos órgãos competentes, uma vez que tal retenção ainda irá agravar mais os problemas de tesouraria existentes, mas apesar do processo global ter sido reavaliado pelo Governo, manteve-se a penalização. 
O Presidente informou ainda os resultados da reunião que manteve com o Ministro do Ambiente para tratar das questões referentes ao sistema de abastecimento de água e saneamento. Uma reunião que considerou positiva, pois o ministro manifestou a abertura em relação às propostas apresentadas pelo Presidente da Câmara de Évora, que irá agora analisar.
A Vice-Presidente Elia Mira apresentou a proposta de entrada gratuita nas Piscinas Municipais durante a semana em que se comemora o 50º Aniversário da criação deste equipamento (que decorrerá de 1 a 6 de setembro) e alteração de horário de funcionamento de tanques de natação no dia 5 de setembro. A proposta obteve aprovação unânime. 
Deste modo, no dia 5, o funcionamento dos tanques de natação será das 9 às 22 horas e não das 9 às 20 como é habitual e o acesso às Piscinas será gratuito para toda a população a partir das 15 horas. Nos restantes dias, haverá acesso gratuito consoante o tema diário (avós e netos (até 12 anos); estudantes; atletas federados; pais e filhos (até 12 anos); nascidos em 1964 e antigos trabalhadores das piscinas. A partir das 15 horas é grátis para todos. 
Foi também aprovada por unanimidade a submissão à Assembleia Municipal da proposta para autorização prévia destinada à assunção de compromisso plurianual referente a concurso público para fornecimento de energia. 
Cerca de duas dezenas de Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo com agentes locais, relativos ao ano de 2014 (apoios logísticos), foram igualmente aprovados por unanimidade. (Nota de Imprensa da CME)

14 comentários:

  1. Excelente a ideia da entrada gratuita nas piscinas a partir das 15 horas. Ora aqui está uma boa forma de comemorar o cinquentenário. Vou aproveitar! Parabéns à Câmara!

    ResponderEliminar
  2. Já por contraste, as sequelas da péssima gestão PS vão continuar a assombrar o concelho por muitos e muitos anos. Rais partam a "excelência" que nos andaram a impingir durante mais de uma década.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida. Raios partam a "excelência".

      Eliminar
  3. Boa...e eu que trabalho que nem um cão para o orçamento do estado que paga à câmara como posso usufruir?

    ResponderEliminar
  4. E quem paga as contas? e onde estão as politicas de fomentação do trabalho? Comunas e orçamentos de Estado...quem produz afinal neste país?

    ResponderEliminar
  5. Não há dinheiro... As contas... diz-se que o cenas a sul custou 180.000 euros: foi mesmo? E já estavam pagos os compromissos atrasados aos agentes culturais? E como foram escolhidos os "beneficiários" dos 180.000? Houve concurso, ou candidaturas, ou o quê? Para os amigalhaços?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Cenas ao Sul custou ZERO à câmara de Évora!
      Nem podia ser de outra maneira, graças aos calotes deixados em herança e aos compromissos/obrigações do PAEL.

      Eliminar
    2. Quem deixou a dívida de 74 milhões foi o Abilio em 2001, o Ernesto deixou exatamente a mesma dívida em Setembro de 2013, vai ver as contas aprovadas na Assembleia Municipal de Abril de este ano e lê a acta da reunião.

      Eliminar
    3. Uma MENTIRA mil vezes repetida não se transforma em verdade.
      74 milhões de dívida em 2001, só nas contas falsas e trapalhonas do Ernesto e sus muchachos. Sem esquecer o valor do património deixado em 2001 e vendido ao desbarato nos anos seguintes.

      Felizmente que os eborenses perceberam a dimensão da MENTIRA e lhes deram a resposta que mereciam.

      Eliminar
  6. A Assembleia Municipal de Loures aprovou a moção de repúdio acerca da retenção das verbas dos municípios inscritas no orçamento para 2014 (votos a favor da CDU, BE e PS). Em Évora a CDU em vez de repudiar a medida governamental, responsabiliza o PS. Não há qualquer dúvida de que, no Alentejo, o inimigo principal da CDU é o PS. A comprová-lo estão as crónicas no Diário do Sul de Diamantino Dias, dirigente do PCP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. inimigo da CDU? mas que coiso é esse, a cdu? isso existe? O PC pinta-se de verde, mas só a ponta do... nariz é que é vermelha

      Eliminar
    2. Pior ainda são aqueles que usam a palavra "socialismo" no nome apesar da sua prática resultar em tudo menos em socialismo.
      Pior ainda são aqueles que usaram, e usam, a palavra socialismo para vender gato por lebre. E o resultado está bem à vista de todos!...

      Eliminar
  7. Penso que o Sr. Presidente da Câmara pessoa séria e muito cuidadosa nas suas decisões ainda não percebeu por falta de informação certamente do embuste que é o Cenas ao Sul. O sr. Luciano e o seu tutor haverão de explicar à cidade a dimensão deste embuste.
    Já agora fala-se que quem participou nas Cenas ao Sul vai ter como premio a gestão da Praça de Touros será verdade? E já agora Évora cidade de cultura e de patrimonio o vereador este sector não terá mais nada para tratar que não seja tirar fotografias aos amigos, à familia e alimentar o fac de ambos? Vamos mas é trabalhar a sério para que Évora volte a ser a cidade da região a cidade de referencia nacional nem só com dinheiro se fazem coisas mas tambem com mais trabalho e seriedade.

    ResponderEliminar
  8. Tanto se fala em deitar abaixo o Evora Forum.
    Quanto vai custar essa operação á entidade que o fizer????

    Forum... o nome já lá está.

    Quanto esta o Estado, ou o erário público, a pagar pelo aluguer do edificio da Horta das Tâmaras, propriedade da preta de Angola?

    Ao que se sabe são 60.000 euros mensais. Ao fim de 20 anos o Estado gastou ali 14 milhões de euros num edificio que nunca vai ser seu.

    Porque não obter o Forum e colocar lá TODOS os serviços da cidade???

    Câmara, Correios, EDP, Finanças, Registo Civil e todos os serviços que estão na Horta da Tâmara!

    Cabem lá todos e Évora seria detentora de um serviço UNICO no País.

    Ficamos sem Evora Forum, mas ficamos com um Forum digno da cidade, onde o cidadão poderá tratar de TUDO sem se deslocar de um lado para o outro da cidade.

    Sei que quem está a comer da gamela não lhe interessa que isto aconteça, mas seria a solução ideal para èvora não ser ridicularizada pela destruição do Evora Forum

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.