quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Aviso à navegação: "É preciso não ser autista, abrir-se, conversar, ouvir, não ter medo das críticas"


No virar do milénio Évora foi assaltada, deixada exangue e moribunda, à beira da estrada.
Évora estava a morrer.
A câmara actual está a ressuscitar os serviços municipais, cuidadosamente.
É preciso uma terapia cuidadosa para não matar o doente com o tratamento.
É preciso restaurar metabolismos saudáveis sem pôr em causa o que resta de vitalidade.
Para já, foram afastados, exterminados e deitados no lixo os parasitas mais danosos (sitee, ordenamento, espaços verdes, serviços jurídicos, etc.).
Aos poucos, de forma cada vez mais firme, o doente há de ganhar forças, reerguer-se saudável, e cumprir o seu objectivo primordial:
- serviços municipais capazes de apoiar a câmara, desenvolvendo e promovendo as potencialidades de Évora, de forma sustentável;
- serviços municipais capazes de apoiar a câmara, e Évora, a enfrentar o mundo, preparada para o que der e vier;
- serviços municipais que voltem a contribuir para colocar Évora no topo da "qualidade de vida" e da "atractividade", para que Évora tem competência, deseja e merece.
É preciso que todas os sistemas municipais trabalhem em uníssono, num organismo saudável, eficiente, racional, e honesto.
É preciso que a câmara e as forças vivas concelhias trabalhem em conjunto.
Em 14 anos arruinaram as finanças e desmembraram os serviços municipais.
Agora é preciso recuperar o moribundo, e ao mesmo tempo suportar os encargos fixos que os gatunos cá deixaram.
Há muito trabalho pela frente. É impossível fazer tudo de um dia para o outro. É preciso não desistir, fazer das tripas coração, e ter muita paciência.
É preciso não fazer como os gatunos, que prometeram a excelência e que, com a maior sobranceria, criminosamente, fizeram precisamente o contrário. É preciso assumir as responsabilidades. É preciso não esquecer o que se prometeu. É preciso não ser autista, abrir-se, conversar, ouvir, não ter medo das críticas.

Anónimo

26 comentários:

  1. Ui ... quando começam a divagar em palavras bem escolhidas ... ainda ontem estive a falar com um vendedor de automóveis cá da terra , vendia uma marca de gama alta , faliu e fechou portas . Na altura , era a melhor marca do Mundo , agora que está numa marca de gama baixa ... é esta a melhor do Mundo .

    Os ventos viram conforme as tempestades ... trabalhar mais no terreno e falar menos , quantas datas de inauguração já teve o novo centro comercial de Évora ?

    ... vê-se o estado em que está , um novo Patrocinio .

    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  2. Ernesto e Dieb deixaram um armário cheio de esqueletos.
    Por onde quer que passem é sempre a mesma coisa.
    Instituições e organismos públicos, IPSSs, associações cívicas, clubes de futebol, nada lhes escapa.
    É esse o estado do país.
    Será que ainda há algo vivo por baixo dos ossos?

    ResponderEliminar
  3. O A cinco tons agora dá voz a um qualquer canalha que apelida de gatunos a torto e a direito que não prova o que diz, e que por essa razão não passa de um filho de puta de um canalha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não prova o que diz? Essa é boa. A prova de que os gatunos arrasaram a cidade está na própria cidade, no estado em que ficou.
      Já viu a cidade ou só vê aquilo que lhe dá jeito?

      Carvalho

      Eliminar
  4. Foi assaltada, deixada exangue... e continua ser. Pobre Évora.

    ResponderEliminar
  5. Anonimo das 17h 15:

    Não é muito difícil constar que assim é:
    Refira já a obra deixada pela Câmara anterior. É capaz?...Diga!...

    Não seja tonto(a) nem apelide os restantes cidadãos do mesmo.
    Nunca Évora tinha tido um ataque tão cerrado aos interesses dos munícipes.
    Esse senhor Ernesto, nem conseguiu ser um bom médico, pois colocou de lado a carreira médica, para optar pela tutela da Câmara, pois cheirava-lhe a um esbulho maior de dinheiro.
    Neste momento deu à sola e o mais interessante, é que se reformou com uma pipa de massa como médico a trabalhar no ativo nesse setor. Só neste país tal podia acontecer. Não é caso único, há milhares.
    Se estou a dizer uma não verdade corrijam-me. Só num país de gente pacóvia, tal como Portugal é hoje, é que o país chega ao estado de degradação moral, tal como o conhecemos.
    O dinheiro da riqueza do país, tal como os impostos dos contribuintes voaram para os mais variados cantos do mundo, onde estão a salvo, e onde os políticos, banqueiros, empresários entre outros, podem usufruir de tudo o que uma vida milionária oferece. Veja-se o último escândalo.
    Enquanto isto aparecem este tipo de comentários de gente pacóvia, sem qualquer informação, que ama, ama, ama o partido socialista anterior, pelo legado que deixou, que como à vista de todos os eborenses se pode constatar, foi de uma mediocridade confrangedora.
    Deve estar a receber bom dinheiro e possivelmente tem um bom lugar sem nada fazer, pois só assim pode tanto defender sem conseguir justificar com palavras e ações o que diferenciam as duas Câmara: a anterior e a presente.
    Não sou filiada em qualquer partido e serei a primeira a criticar esta Câmara, quando vir que o tempo que passou já foi mais que suficiente para apresentarem obra.
    Neste momento só consigo reconhecer, como munícipe desta cidade, que esta Câmara fez mais pela cidade em 6 meses, do que a anterior em 12 anos.

    ResponderEliminar
  6. À atenção dos serviços das Piscinas da CME

    Em muito concordo com o posto anónimo acima.
    Todavia queria deixar um reparo, em relação à piscina Municipal que faz 50 anos no dia 5 de Setembro.
    Era o seguinte os cuspidores da aprendizagem, dá ideia de não serem limpos regularmente a nível dos rebordos e não se vê nenhum funcionário pelo menos até ás 7.30 horas que sai a averiguar dos teores de Cloro e PH

    ResponderEliminar
  7. https://www.youtube.com/watch?v=wkfP8UpIoC4

    ResponderEliminar
  8. @17:15
    Não consta que os "filhos da puta" sejam inerentemente criminosos.
    Ao contrário do que diz a religião vigente:
    1
    Todos nascemos inocentes, tanto os "filhos da puta" como os filhos das "boas famílias".
    2
    Todos nascemos diferentes, em dois grupos:
    - A maioria de "filhos da puta" que são sempre culpados, e pagam pelos crimes dos "outros"; enquanto a minoria dos "outros", por mais crimes que cometam, nunca pagam pelos crimes, têm esse direito, e vão enriquecendo à custa dos "filhos da puta";
    - A maioria de "filhos da puta" que são os "trabalhadores", cheiram a suor, gostam de futebol e cerveja, vivem no bairro social; enquanto a minoria dos "outros" são "doutores", mesmo quando não são, gente inerentemente "culta", inerentemente classe "superior", inerentemente filhos de "boas famílias", bem falantes, perfumados, charmosos e que andam de cu tremido.

    Voltando ao assunto dos gatunos.
    Para onde foi o dinheiro?
    Porque se alienou a água e o património imobiliário, para nada que se veja, e se assumiram compromissos insustentáveis?
    Como é que se qualificam os políticos que, em 14 anos, conseguiram acumular uma longa lista de negócios, sem excepção, flagrantemente danosos para o município e que, apesar dos avisos da oposição, nunca se desviaram do desastre?
    Foram os "filhos da puta" que levaram a câmara à falência?
    Foi para isso que os "filhos da puta" votaram na "excelência"?
    Porque têm que ser os "filhos da puta" a pagar pelos crimes da "excelência", e a ficar 20 anos constrangimentos e sem hipótese de investimento?

    Por mim, estou do lado dos "filhos da puta", estou do lado das vítimas, dos que foram roubados e carregados com uma dívida absurda, dos que clamam por justiça, dos que carecem de defesa contra os fala barato, os charlatães, e os gatunos.

    ResponderEliminar
  9. Vamos a ver se esta equipa (??????) autárquica se aguenta 1 ano que seja. Asneira atrás de asneira. Os afilhados (que já se esqueceram das críticas que faziam a outros boys-afilhados...) a filarem a torto e a direito... Não há diálogo autêntico... Há repetição agravada de parvoíce e de prepotências! Estão a anos luz da ética do dr. Abílio Fernandes de outrora... é que nem lhe chegam aos calcanhares.... E 1 ano de exercício está praticamente passado... Vamos a ver...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há diálogo autêntico?
      Para quem teve, durante 12 anos, um executivo que praticava o "quero, posso e mando", é normal que não compreenda o que significa a participação da população e dos trabalhadores da autarquia.
      Para já tivemos um processo de reestruturação dos serviços que, ao contrário da reestruturações PS, foi feito com a máxima transparência e a PARTICIPAÇÃO de todos os trabalhadores. Hoje quem quis pode participar. ontem tudo se resolvia no segredo dos gabinetes e à escondida dos trabalhadores.
      E isto faz toda a diferença...

      Eliminar
    2. PARTICIPAÇÃO??!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!
      Areia para os olhos, foi o que foi! Não seja ingénuo e abra os olhinhos! A menos que tenha sido "reestruturado"!!! Será?!....

      Eliminar

  10. Era importante resolver um problema que se arrasta: as festas dos estudantes em pleno centro da cidade.
    Os estudantes têm todo o direito de comemorar, evidentemente.
    Recepção ao caloiro, queimas de fitas, toda a parvoíce que eles quiserem.
    Não têm é o direito de impedir de dormir as pessoas que residem na zona. E são muitas.
    Só numa cidade muito atrasada se permitem festas com aquele nível de ruído, até às tantas da madrugada, ao lado de residências.
    A Câmara deve oferecer uma alternativa que concilie os direitos das pessoas. Ou vamos continuar com a mesma bandalheira dos anos anteriores?

    Carvalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a câmara fosse governada pelo PSD fazia uma aldrabice igual ao que fizeram com o BES.
      Duas Festas de Estudantes:
      1 Uma nova festa a que chamaria "Festa Nova", que seria para os bons estudantes, os bem comportados, que têm boas notas, que não fazem barulho e não vomitam na rua;
      2 A velha festa continuaria a chamar-se "Festa dos Estudantes", e seria para os estudantes maus, que fazem barulho e vomitam à porta dos cidadãos.
      Ambas seriam financiadas pela câmara PSD, ou seja pela cidadãos.
      Vantagens?
      1 Passaria a haver duas festas e passaria a vender-se mais cerveja e mais droga.
      2 Os cidadãos seriam enganados, convencidos que a câmara estaria a fazer algo de bom por eles, quando na realidade estariam a ser roubados pela própria câmara.

      E, tal como no BES, tudo poderia continuar como antes:
      A minoria, a vender cerveja e droga, a conspurcar a cidade, a vomitar, a fazer barulho, a ocupar as urgências com comas alcoólicos, a enojar os eborenses e os visitantes, a roubar as horas de descanso a quem trabalha.
      E a maioria, a pagá-las.

      A Universidade, como sempre, nada teria a ver com o assunto.

      Eliminar
  11. Não façam uma revisão ás carreiras da Camara e depois digam que o tribunal de contas e não só, lhes vai ao pacote, quiseram arranjar com esta reestruturação tachos para os boys e que boys (só vira casacas) e quem está á anos na camara continua na merda (alguns), agora até o sindicato está comprado........Pois a antiga angariadora de novos sócios tambem ja tem cargo, ela e outros que subiram á conta da cor politica sem nunca terem estado em cargos de chefia, isto agora é que está mesmo bom...... continuem o bom trabalho.



    Jorge
    (biciclista)

    ResponderEliminar
  12. A divida e a incompetência do ernesto e da camarilha à moda do ignóbil brilhantina vai levar uma geração para se resolver.
    os comunistas não são milagreiros.

    ResponderEliminar
  13. Li na net esta notícia que passo a divulgar:
    O arquitecto Manuel Salgado vereador da CML com o pelouro do
    urbanismo, autorizou a demolição do quartel de bombeiros mais moderno de Lisboa que fica paredes meias com o Hospital da Luz (BES), pois este pretende expandir a sua área de construção.
    Agora aqui vai o melhor:
    1. O arquitecto Manuel Salgado é autor do projecto de expansão do
    Hospital da Luz
    2. O arquitecto Manuel Salgado é primo direito do Ricardo Espirito
    Santo Salgado.
    Este mundo é realmente uma aldeia não acham?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueceste de te informar sobre o mais importante:
      Que alternativa foi criada para os bombeiros?
      O serviço de bombeiros é descontinuado ou interrompido?
      As obras correm por conta de quem?
      No fim, os cidadãos ficam melhor ou pior servidos?

      Eliminar
    2. Este Mundo???

      Por muito menos íam todos presos na Alemanha.
      O Problçema são os Portugueses. Vígaristas e gatunos por natureza. Desde os descobrimentos. Até o mais pobre, assim que puder joga a mão...

      Eliminar
    3. são negócios á socrates e á antônio costa, o milagreiro dos xuxas mamoes

      Eliminar
  14. Arruinaram???

    e os 15 milhões do contos que o PCP deixou cá para pagar?
    Foram foi 40 anos de forrobodó a gastar aquilo que não podiam

    ResponderEliminar
  15. Pinto de Sá não consegue,já demitiu os chefes departamento e colocou os seus que conhecem bem a cidade e os seus graves problemas,e mesmo assim a inatividade dos serviços é total.
    Já não basta a divida e agora juntamos a falencia de serviços na autarquia,e temos acapamentos nas vias publicas e parques infantis lixo e ervas por todo o lado juntado carcaças de automoveis abandonados por parques de estacionamentos e bairros uma VERGONHA.
    É URGENTE INTERVIR OU CAIMOS DE VEZ NO PATANO!

    ResponderEliminar
  16. a culpa é do passareiro do avental que mergulhou a camera no pantano

    ResponderEliminar
  17. A coisa não vai lá com rennie... o melhor é mandarem 2 ou 3 omeprazol para ver se a azia não vira úlcera.

    ResponderEliminar
  18. Este gajos passam o tempo a dizer mal do presidente da Câmara de Évora, Deixem o homem, realmente Há por aí muita dor de cotovelo. Fod... é preciso ter descaramento. O homem esta-se bem lixando para os q dizem mal dele. N há duvida, são sempre os mesmos patudos.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.