segunda-feira, 21 de julho de 2014

The End



"O Banqueiro" poema de Craig-James Moncur, dito por Mike Daviot.

10 comentários:

  1. Votar Costa ou Seguro tanto faz..........................os mercados mandam...................

    ResponderEliminar
  2. PODEMOS Mudar isto ?

    ResponderEliminar
  3. BPN,BPP,BES,BCP,PPP,Sócrates,Durão,Passos,Portas,Cavaco.......................uma só familia...........

    ResponderEliminar
  4. Bloco........MAS........Livre.........Manifesto............


    vão todos a eleições ?

    Será a forma de impedir o Bloco Central ?

    ResponderEliminar
  5. Pensem no Video
    Não digam asneiras néscios, o poema está correto o pobre adora não pensar
    Come, bebe, faz sexo, discute bola, faz fofoca é incapaz de pensamentos que tenham a ver com a cidadania, em suma coisas que tenham a ver com a vida real.
    O portuga têm espirito de rebanho daí qualquer néscio como o corvo de boliqueime ( o acabado silva, ou o escroque do coelho) comandem as suas vidas miseráveis

    ResponderEliminar
  6. BPN,BPP,BES,BCP,PPP,Sócrates,Durão,Passos,Portas,Cavaco.......................uma só familia...........falta o Louça que escreve livros de bancos e que foi responsavél pela nacionalização criminosa do BPN!

    ResponderEliminar
  7. Já não há crónicas esta semana?

    ResponderEliminar
  8. O Presidente da República diz que os portugueses podem confiar no BES
    _ Claro que confiamos
    _ Aliás temos confiado sempre nas pessoas e nas instituições

    - Por algum motivo chegámos a esta situação, não é?

    ResponderEliminar
  9. Acabei de ler o livro “Dentro do Segredo - Uma viagem na Coreia do Norte” de José Luís Peixoto. Trata-se de uma obra que se lê com entusiasmo e que nos prende a atenção. Recomendo vivamente a sua leitura. A sua narrativa manifesta uma observação e vivência direta de um país isolado do mundo e com muitas limitações a visitantes estrangeiros. Visitar um país onde ter de deixar o passaporte e o telemóvel na fronteira convenhamos que não é um bom início de viagem. Abstenho-me de comentar politicamente a influência da dinastia dos Kim, no povo norte coreano. Apenas, da leitura das 230 páginas, me interrogo como é possível, em pleno séc. XXI, um povo de cerca de 25 Milhões de habitantes, estar submetido a tamanha ditadura e isolamento do mundo. Ficamos com a ideia de que o mundo parou e, na nossa perspetiva de vida ocidental não entendemos a motivação deste povo. Segundo o autor, o povo norte coreano está convencido que vive no melhor país do mundo, olhando para os estrangeiros com compaixão e distância a que o autor chamou de “nacionalismo xenófobo”. A Coreia do Norte é um mundo de surpresas. É um Mundo à parte. Leiam o livro e não se arrependerão.

    CM

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.