terça-feira, 10 de junho de 2014

Uma imagem que é o símbolo do estado do país


Desmaio de Cavaco Silva no 10 de Junho, na Guarda. 

42 comentários:

  1. O PCP apostou numa Margarida Machado que veio de Montemor,acabar com os Sindicatos em Évora. E já o conseguiu ! A mulher nem para dona de casa servia,quanto mais para sindicalista. Mas a estupidez do PCP,ainda não se ficou por aí...Também de Montemor,pela mão da Margarida Machado veio outra NULIDADE, Celeste Lerias.
    Ou seja: O PCP vai buscar gente de fora de Évora,que detestam a cidade,para tomarem conta,( destruirem ) do Movimento Sindical.
    Resultado disto tudo: Fizeram o que a direita NUNCA conseguiu fazer...DESTRUIR OS SINDICATOS !
    OBRIGADO PCP !

    ResponderEliminar
  2. FEZ-ME LEMBRAR O BOTAS, QUANDO CAIU DA CADEIRA!

    ResponderEliminar
  3. Pelos vistos de Montemor,só vem merda. Uma cidade como Évora nas mãos de gente que nem sequer são de cá, e que não gostam de Évora nem dos Eborenses. Estamos bem fodidos. Vamos mas é correr com esta canalha toda da NOSSA CIDADE.
    Mas como é possivel isto?
    Não é só Momtemor,é Arraiolos também!
    O PCP tem prejudicado muito o Alentejo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 12:54 Tem toda a razão. Só um cego não vê o abandono a todos os nivéis a que Évora foi sujeita !
      Mas o pcp goza com esta merda toda,porque sabe que ninguém o impede.
      Évora nas mãos dos comunistas com a quarta classe das aldeias circundantes,está condenada ao eterno atraso.

      Eliminar
  4. Porra, que a AZIA nunca mais passa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 12:57 tu ó porco da azia,já metes nojo . és de certeza ou de montemor ou de arraiolos ou vendedor de meloes de alpiarça !
      TODOS DA QUARTA CLASSE QUE NUNCA TRABALHARAM VIDA INTEIRA!
      COMUNAS DESONESTOS,ENGANADORES DO POVO!

      Eliminar
    2. Azia e cretinice juntas, dão um efeito explosivo.
      A este cretino aziado, que anda a vomitar pelas caixas de comentários, ainda lhe dá um badagaio pior que o de Cavaco ou o de Salazar...

      Eliminar
    3. 17:05 a ti comuna é que te vai dar um badagaio quando o miseravel pcp desaparecer tal como o bloco e seres obrigado a trabalhares para comeres.
      vai trabalhar parasita.

      Eliminar
    4. o troll do PC... profissionais da intox

      Eliminar
  5. Só falta alguns de hoje andarem de fraldas e algalias ...

    Jorge

    (ciclista)

    ResponderEliminar
  6. O País está todo assim quase a entrar em coma.
    O Presidente velho e decrépito, o País exangue e o velho sabe que tens muitas culpas, a consciência está-lhe a pesar e então desmaia.
    É realmente o fardo enorme que faz desmaiar qualquer um, saber que arranjou um corja de mafiosos como amigos ainda se fossem familiares esses a gente não escolhe, que levaram 10 milhões de portugueses para aos poucos à mais completa miséria
    Cavaco ao panteão Nacional

    ResponderEliminar
  7. O País está todo assim quase a entrar em coma.
    O Presidente velho e decrépito, o País exangue e o velho sabe que tem muitas culpas, a consciência está-lhe a pesar e então desmaia.
    É realmente o fardo enorme que faz desmaiar qualquer um, saber que arranjou um corja de mafiosos como amigos ainda se fossem familiares esses a gente não escolhe, que levaram 10 milhões de portugueses para aos poucos à mais completa miséria
    Cavaco ao panteão Nacional

    ResponderEliminar
  8. JORGE ARAÙJO reformado,auferindo uma pensão de 5200 euros,teve direito a carro e motorista pago pela Universidade..................................................rica vida de um XUXIALISTA.

    ResponderEliminar
  9. CAVACO SILVA não tem condições para continuar no cargo.................igual oun pior que o Américo Tomaz,por favor digam ao senhor para abdicar,BASTA..............

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 16:51 deixa estar que o velho jeronimo gágá está melhor...ahahah

      Eliminar
  10. 10 de Junho na Guarda ou noutro sitio qualquer: a falar de Camões muitos ficaram ricos, enquanto o poeta morreu na miséria.

    E, por isso, ficam sem resposta as perguntas que Brecht colocou num Operário letrado:

    Quem construiu Tebas, a das sete portas?
    Nos livros vem o nome dos reis,
    Mas foram os reis que transportaram as pedras?
    Babilónia, tantas vezes destruída,
    Quem outras tantas a reconstruiu? Em que casas
    Da Lima Dourada moravam seus obreiros?
    No dia em que ficou pronta a Muralha da China para onde
    Foram os seus pedreiros? A grande Roma
    Está cheia de arcos de triunfo. Quem os ergueu? Sobre quem
    Triunfaram os Césares? A tão cantada Bizâncio
    Só tinha palácios
    Para os seus habitantes? Até a legendária Atlântida
    Na noite em que o mar a engoliu
    Viu afogados gritar por seus escravos.

    O jovem Alexandre conquistou as Índias
    Sozinho?
    César venceu os gauleses.
    Nem sequer tinha um cozinheiro ao seu serviço?
    Quando a sua armada se afundou Filipe de Espanha
    Chorou. E ninguém mais?
    Frederico II ganhou a guerra dos sete anos
    Quem mais a ganhou?

    Em cada página uma vitória.
    Quem cozinhava os festins?
    Em cada década um grande homem.
    Quem pagava as despesas?

    Tantas histórias
    Quantas perguntas

    ResponderEliminar
  11. Fartar vilanagem.......vários carros ,motoritas ,a rapaziada da reitoria foi viajar até há cidade da Guarda para assistir o Jorginho a receber a medalha..........PAGOU a Universidade.

    ResponderEliminar
  12. Vergonha em Évora
    Este energúrmeno 12 anos á frente da UE, deixou a casa na ruina e ainda leva uma condecoração.
    Devia estar preso o incompetente e despesista


    Jorge Araújo,reformado,auferindo uma pensão de 5200 Euros mensais,deslocou-se a cidade da Guarda para ser condecocorado num carro da Universidade com direito a motorista,assim é gasto o nosso dinheiro.

    ResponderEliminar
  13. Publico aqui porque no blogue do mais évora,apagam tudo,que é um blogue feito no 97 da rua de Aviz,e Manoelinho é apenas para enganar os tótós.

    12:00 Dou-lhe toda a razao amigo. As pessoas ainda não perceberam o que é o PCP. Veja o que eles fizeram nos sindicatos.Contra a lei expulsaram os verdadeiros sindicalistas e ocuparam os sindicatos para lhes sacarem os euros para a canalha comunista viver á grande. E os trabalhadores pensam que descontam para um sindicato,mas na pratica vai para os bolsos dos comunistas que usam e abusam dos carros sindicais e almoços e passeios,e todo o tipo de despesas pessoais. É preciso um novo 25 de Abril,sim...mas para correr com o PCP do nosso país!
    Já basta de mentiras !!! FORA PCP ! RUA !!!!

    ResponderEliminar
  14. 13:22,os carros que ontem foram para a cidade da Guarda com motoristas da Universidade,foram com rapaziada do PSD e PS,para um reformado ir receber uma medalha,essa rapaziada leva os carros ao fim de semana..........desses não falas ao parvalhão ?

    ResponderEliminar
  15. 13:22,nem da canalha ligada ao Cavaco que ROUBOU o BPN,PBB e PPP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Óh parvalhao mas esses nunca disseram que eram amigos dos trabalhadores nem dos povo. Esses nunca enganaram ninguém. Vocés comuna é que teem enganado desde o 25 de Abril toda a gente. Vocés é que causam repulsa e revolta. Ao fim de contas ainda sao piores que os PSDs e PSs e CDSs todos juntos. Sao voces que enganam o povo pobre ! TENHAM VERGONHA E DEMITAM-SE ! FORAM DESCOBERTOS !

      Eliminar
  16. Porra, tanta AZIA que jorra por aqui até enjoa.
    Isto está a transformar-se num blogue de cretinos fascistóides.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o Troll do PCP, outra vez

      Eliminar
  17. Ja nos habituamos que este blogue vá dando guarida a todos os que vomitam odio contra o PCP. É lamentavel que trabalhadores que diáriamente vendem a sua força de trabalho venham usar um blogue para ajudarem os capitalistas na linguagem mais rancorosa contra os trabalhadores e seus dirigentes. Podemos discordar, podemos ter opiniões diferentes e até pensarmos que somos melhores que outros companheiros, mas faze-lo desta forma reflictam se isto não será uma ajuda a quem tudo quer destruir. Por isso eu enquanto trabalhador, amante desta cidade linda que é Évora vos aconselho a ter alguma ponderação, vejam bem a quem servem com essa linguagem.
    Quanto ao Jorge Araujo, tres reparos nos dias de hoje todo o que teve compartamento contra o PCP antes ou depois do 25 de Abril receberá alguma condecoração; mas Jorge Araujo foi Reitor da Universidade que mais mal tratou a UNiversidade e a colocou de costas voltas para o Alentejo quando li algumas passagens da razão da condecoração fiquei perplexo mas sao os dias que vivemos. Agora só espero que os que aqui escreveram sobre o Jorge Araujo não sejam os mesmo que em breve na Assembleia MUnicipal numa atitude cinica lhe vão dar os parabens e nalguma moção que venha a ser apresentada para enaltecer a honra para aqele orgãos de ter alguem que tanto mal fez á cidade viu o seu trabalho de vilão ser reconhecido pela direita mais retrogada que hoje governa Portugal. Sim já vi o BE e o PS de braço dado por muito menos. Então vamos ter elevação e vamos mostrar como somos- INTEGROS e nada mais-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 19:24 Sim,sim...cantas bem mas não me alegras. Os comunistas deram cabo da vida ao meu pai. E o meu pai era um simples operário que nunca fez mal a ninguém. Mas pensava pela sua cabeça. Os comunistas fizeram a minha familia passar fome e muita miséria. Tudo o que li neste blogue acerca desses "senhores" é mais que verdade. Vão a merda comunas,e todos os que os defendem.

      Eliminar
    2. O teu pai não era aquele "operário" que foi informador da PIDE? E ainda tens a lata de vires para aqui queixar-te?

      Eliminar
    3. 12 Junho, 2014 10:14

      Devias ter vergonha não fosses tu um comuna,quem sabe dos que lixaram a vida do meu pai...pelos vistos lembras-te...mas deixa estar que pode ser que um dia se faça justiça....
      O meu pai era informador da pide??? O meu pai era vosso camarada,mas como não vos obedecia cegamente,lixaram-lhe até o trabalho. Vocés são realmente loucos e doentios,porque basta que uma pessoa não concorde com vocés,para o apelidarem de todo o tipo de adjectivos,sendo o mais usado " fascista", seguido de outros,como: "inimigo do partido" "inimigo do povo" "capitalista" latifundiário" "informador da pide" "reformador" e ultimamente aqui neste blogue: "cretino" energurmeno" "imbecil" " imbecil fascistóide" etc...etc...
      E se vocés pudessem....davam-nos um tiro e depois diziam que tinha sido a pide a matar um camarada querido e um grande homem..blá...blá...
      Mas agora já não teem pide para limpar o cebo aos traidores...chatice para vocés,terem de nos suportar,não é?
      Vocés são REALMENTE MUITO PERIGOSOS!
      São iguais á serpentes venenosas....

      Eliminar
    4. 12.12
      Lá em casa não tens espelhos?
      Aconselho-te a olhar-te ao espelho e reflectires sobre a triste figura que vês.
      Os vómitos que aqui deixas diariamente, mostram um sujeito amargurado e de mal com a vida. Um indivíduo dominado pelos fantasmas (que te fazem ver comunas em tudo o que mexe…), um ser ressabiado pelas dificuldades da vida, e, pior, sem nenhuma perspectiva positiva nem nenhum objectivo de vida.
      Sai, espairece e tenta construir algo de positivo. Senão, morres afogado na tua própria peçonha.

      Eliminar
    5. 12 Junho, 2014 12:31
      Sim sim abelha ! Disfarça a mandar abaixo para tentares branquear o PCP. Não te esforçes muito que aqui não é o mais évora onde tudo é apagado por ordem do PCP. Aqui as pessoas teem oportunidade de ficar saber o que voces foram e ainda são.
      E o PCP tenta através de lacaios como tu, estas denuncias dos vossos crimes e patifarias.
      Vé-te tu ao espelho e pensa em quantas pessoas já prejudicaste fazendos-te passar por CAMARADA !

      Eliminar
  18. PC despede 200 trabalhadores em greve
    Publicação: 25 Março 14 09:33 | Sino
    Segundo o PC, é proibido decidir uma greve que «paralise um serviço fundamental para a vida de um País» ou que «volte os trabalhadores contra o governo».

    Pois é, esta foi a grande lição do eterno líder do PC, Álvaro Cunhal, enquanto ministro de um governo comunista.

    Quem havia de dizer, não é?

    Já vimos, com os casos das greves dos CTT e do Jornal do Comércio, quais os meios admissíveis e a que níveis pode chegar a repressão dos comunistas contra trabalhadores grevistas; hoje, vamos recordar a greve da TAP.

    Os trabalhadores dos CTT foram objecto de brutal repressão porque queriam «paralisar um serviço fundamental» e os do Jornal do Comércio porque, ao fazer greve, «estavam a fazer o jogo da reacção»; os trabalhadores da TAP foram militarizados e despedidos porque estavam a «prejudicar o processo de descolonização da Guiné-Bissau».

    É, assim, o PC quando está no governo, como em 1974 e 1975.

    O Primeiro Ministro desse tempo era o comunista de má memória, Vasco Gonçalves; Álvaro Cunhal, líder do PC, era ministro sem pasta; o ministro do Trabalho era o comunista Costa Martins, o tal que pôs os portugueses a trabalhar de borla não se sabendo ainda hoje para onde ou para quem é que terá ido o dinheiro desse dia de trabalho de borla; o secretário de Estado do Trabalho era o comunista Carlos Carvalhas, o tal que, sucessor de Álvaro Cunhal, chegou a secretário-geral, isto é, ao mais alto cargo no PC.

    Um dia de 1974, trabalhadores da TAP paralisaram o trabalho e, em plenário, elegeram um secretariado com competência para agir em situação de emergência.

    A reacção do governo comunista e do PC foi imediata e fatal:

    Começaram imediatamente as pressões no sentido de demover os trabalhadores da greve;

    O ministro de Trabalho, Costa Martins (PC) visitou, no mesmo dia em que começou a paralisação, as instalações da TAP no aeroporto da Portela;

    ResponderEliminar
  19. Entre outros, acompanhavam o ministro do Trabalho o sindicalista comunista Daniel Cabrita, da Intersindical, hoje a CGTP de Arménio Carlos, e o futuro sucessor de Álvaro Cunhal no mais alto cargo da direcção do PC, Carlos Carvalhas;

    Publicamente, o ministro Costa Martins ameaçou os trabalhadores em greve avisando-os contra «as consequências políticas da greve, na situação particular em que o país vive», e chamando-lhes a atenção para o «carácter extra-sindical da greve».

    Na comunicação social, toda controlada pelo PC, espalha-se o boato de que a ligação Lisboa-Bissau não estaria a funcionar, pondo em dificuldade o processo de descolonização.

    Este boato seria desmentido liminarmente pelos grevistas em futuros comunicados;

    Na madrugada do dia seguinte à visita do ministro comunista, tropas do COPCON ocuparam o aeroporto de Lisboa;

    Um comunicado informou, publica e profusamente os trabalhadores grevistas, que esta «força de choque do COPCON, completamente armada em moldes de entrar em combate imediato, era composta por uma companhia completa de comandos; uma companhia completa de paraquedistas equipados de camuflado, cada militar com quatro cartucheiras, faca de mato, e armados de metralhadoras G-3 e G-3 calibre 7.62 de coronha retráctil; cinco carros de combate chaimites com os ninhos de metralhadoras virados para os trabalhadores e cães polícia.

    Dois dias após o início da greve, o ministro do Trabalho e o comandante do COPCON, Otelo Saraiva de Carvalho, anunciaram aos trabalhadores grevistas que o pessoal da TAP era enquadrado militarmente, ficando sujeito ao Regulamento de Disciplina Militar.

    A célula do PC na TAP emite um comunicado em que denuncia a actividade na greve da TAP de «esquerdistas e aventureiros que estão objectivamente a fazer o jogo das forças mais reacionárias».

    O Partido Comunista também emite um comunicado em que convoca «ao fim da greve, ao repúdio de novas aventuras e tentativas de provocação, e à rápida normalização da situação na TAP».

    Em Setembro uma assembleia de trabalhadores decide uma paralisação total a partir das zero horas de 24 «se não for dada resposta ao caderno reivindicativo e retiradas as forças militares do aeroporto».

    A repressão amplia-se:

    O destacamento militar que guarda o aeroporto é reforçado em resposta à ameaça de greve;

    Sete trabalhadores são chamados a depôr para averiguações pelas autoridades militares;

    São despedidos 200 trabalhadores, todos das oficinas mecânicas, ao abrigo do Regimento de Disciplina Militar;

    Onde é que andava Arménio Carlos?

    ResponderEliminar
  20. o cretino fascistóide ainda continua com azia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O PC paga este troll para inundar os comentários, mas ele só sabe "azia"...

      Eliminar
  21. E ainda votam nestes gajos ? Que povo atrasado e com má memória.

    ResponderEliminar
  22. Este estado do país é a herança do PS e do PSD

    ResponderEliminar

  23. Os comunistas «estão-se a passar»!
    Publicação: 22 Janeiro 12 09:19 | Sino
    … E eles lá continuam, excitados como crianças que recebem uma prenda que não fazem a mais pequena ideia de como funciona!

    Os comunistas não páram, coitados.

    Ouvem falar em concertação social … mas que «bizarria» é essa … que eles nunca ouviram falar disso!?

    Veem gente a dizer tudo o que lhe vem à cabeça … mas que «coisa» estranha é essa que o partido nunca os mandou fazer!?

    Toda a gente muda de casa quando lhe dá na gana, troca de trabalho como quem veste umas meias, entra e sai onde lhe apetece, casa e descasa e estão-se todos nas tintas para ser tudo homem ou tudo mulher na mesma cama, o povo anda de um lado para o outro, vai de terra em terra, até sai para o estrangeiro quando lhe apetece … mas o que é isto!?

    E o que se vê e ouve nas TV’s e nas Rádios? Mais do que uma!? … Chamam ladrão ao Presidente, gatunos aos ministros, aldrabões aos camaradas deputados, ninguém liga nada aos partidos … !? E vejam lá, como é que a produção pode andar bem, a que propósito é que há tantos partidos … e todos a querer mandar!? Não chegava só um, como mandam as regras? … mas onde é que isto vai parar!? Onde é que estão os camaradas do controle!? Então agora já é tudo capitalista e imperialista!? É tudo à «americana», já nem censura há!?

    Mas que regabofe é este a que chamam liberdade!?

    Coitados dos comunistas: é tudo ao contrário do que aprenderam e … não há meio de entender todas estas modernices!

    É por isto tudo que eu compreendo os comunistas: uns passeiam-se perplexos por esse País fora, com bandeiras e tudo … e os outros juntam-se todos nas avenidas das cidades, cheios de indignação contra esta nova ordem das coisas … que lhes parece uma completa ausência de ordem!

    Coitados.

    Eles «estão-se a passar» com tanta e tão «esquisita» democracia, com tantas novidades, todos os dias, com todas estas coisas inadmissíveis como Liberdade, Diálogo, Concertação Social!

    … E ainda por cima, não se vê o povo «todo direitinho» e bem fardado como na Coreia do Norte, na antiga União Soviética ou na Albânia dos velhos tempos de glória!?

    … E até ouviram dizer que não há por aqui campos de reeducação com trabalhos forçados, nem «hospícios» … então, não é que aqui os «hospitais de malucos» são só para doentes mentais!?

    Mas, então, o que é que fazem a quem «diz mal» do partido ou dos veneráveis dirigentes … ?!

    Onde é que põem os dissidentes?!

    ResponderEliminar
  24. Ah! Como era bom voltar a 1975!
    Publicação: 16 Fevereiro 12 09:14 | Sino
    Os comunistas andam desesperados.

    Eles querem transformar Portugal na Grécia.

    E não perdem oportunidade nem discurso para mostrar como tudo é igual neste processo de austeridade/troica/ indigência geral.

    Ah! Como eles gostavam de ver chamas, vidros partidos, fumo pelas avenidas, casas arrombadas, embaixadas invadidas e saqueadas, administrações de empresas sequestradas, ruas e estradas barricadas, cadeias a encher, pancadaria da grossa, cabeças abertas e punhos erguidos, sangue, paulada e tiros, agricultores esfaqueados, políticos sequestrados, deputados cercados ...

    E tudo ao toque mavioso daquela cantiga da «gaivota» que voava, voava ...

    em infindas formações de garbosos pioneiros e airosos operários, de luzentas bandeiras em punho, a entoar a épica heróica do «avante camarada, junta a tua à nossa voz» ... !

    E andam tão entusiasmados com o sonho de uma «reprise» da velha revolução que a nova vedeta leninista do comité central do PC e vanguarda da classe operária, Arménio Carlos, até mete 300 mil revolucionários onde não caberiam 70 mil inocentes e quietas criaturas ... !?

    Ah! As saudades que eles têm de 1975!

    Só têm um problema: é que os portugueses já os conhecem de ginjeira ... e já não vão em cantigas!

    ResponderEliminar
  25. As saudades das torturas comunistas
    Publicação: 31 Janeiro 14 05:10 | Sino
    Acabo de ouvir Arménio Carlos, o conhecido membro do comité central do PC e patrão dos sindicatos comunistas, dizer que, desde que anda no movimento sindical, considera que o melhor governo foi o governo chefiado por Vasco Gonçalves.

    Ficam-lhe bem estes sentimentos, de coerência e lealdade comunista.

    O governo de Vasco Gonçalves representa a experiência comunista em Portugal.

    Nesses amargos tempos de 1975, entre Setembro de 1974 e 25 de Novembro de 1975, os comunistas roubaram tudo quanto valia alguma coisa: empresas, bancos, seguros, casas, herdades, gado, tudo.

    E estabeleceram uma enorme teia de denúncias caluniosas e uma extensa rede para-policial de controlo dos cidadãos, através da criação de comités de bairro ou de empresa, criação de uma empresa de táxis dotada de modernos equipanentos de comunicação, ou mediante a instalação de «barricadas» onde controlavam a vida privada e a mobilidade das pessoas.

    Já divulgámos exaustivamente as consequências na vida nacional da acção daquele governo comunista; foi o completo desmantelamento da economia nacional, da indústria, agricultura e dos serviços.

    Hoje, apetece-me apenas dar uma ideia do «Estado de Direito» e da «Democracia», na concepção comunista do PC, que vivemos em 1975, no regime chamado «gonçalvismo».

    E vou relembrar a História, e socorrer-me de uma pequena parte do relato de um herói nacional que os comunistas prenderam, sequestraram e torturaram barbaramente num quartel militar:

    «(…) Apareceu depois das 24.00 horas um indivíduo alto, forte e de cabelo e barba compridos que, intitulando-se segundo comandante do RALIS – mas que depois vim a saber que se tratava de um militante do MRPP, conhecido por Ribeiro – me estendeu um papel para aí escrever tudo quanto sabia sobre o ELP (…)

    «(…) Uma vez que jamais tinha tido ligação com o ELP ou qualquer outra organização, respondi-lhes negativamente (…)

    «(…) Após isto fui agredido sete vezes com uma cadeira (…) agrediram-me com o cinturão por todo o corpo e eu, que já sentia dores na coluna, senti dores e caí novamente no chão (…)

    «(…) Então o capitão Quinhones ordenou ao tal Jorge, militante do MRPP, que pegasse num fio eléctrico e me torturasse, tendo-me este dado choques nos ouvidos, sexo e no nariz (…)

    «(…) Mais uma vez não aguentei (…)

    «(…) Entretanto, entrou no (cárcere) também uma senhora, que dizia ser mulher do Coelho da Silva, à qual o furriel Duarte apalpou as nádegas e os seios e outras partes do corpo, frente ao marido (…)».

    … E por aí fora!

    Era assim a «Democracia» e o «Estado de Direito» que os comunistas implantaram no nosso País quando foram governo entre Setembro de 1974 e 25 de Novembro de 1975 …

    Foram tempos de que Arménio Carlos e, com ele, a Intersindial-CGTP e o PC, tantas saudades têm e tanto continuam a apreciar e a querer reimplantar em Portugal!

    Eu já sabia que o sr. Arménio Carlos sempre teve um sonho: ser a réplica portuguesa de Beria … o polícia e o carrasco das cadeias de Estaline.

    ResponderEliminar
  26. Passos Coelho Acordou ... Finalmente!
    Publicação: 12 Outubro 12 08:19 | Sino
    Até que enfim!

    O Primeiro Ministro, finalmente, disse o que, há muito tempo, toda a gente andava a ver.

    O Partido Comunista só anda a fomentar e a instigar a violência, a intimidação, o medo.

    Mas mais do que isso: o Partido Comunista corre o País, com a sua meia dúzia de militantes profissionais e muito dinheiro proveniente das quotas sindicais dos trabalhadores, a provocar um clima de instabilidade política, de insegurança generalizada, falta de respeito pelas instituições e pelas pessoas, de medo.

    E tudo apenas para controlar as instituições, a comunicação social, as igrejas, as pessoas.

    Já vimos isso em 1974 e 1975: o PC nunca teve votos e jamais mereceu a confiança do povo – mas controlava tudo … pela intimidação, pelo medo!

    É a velha escola das «polícias secretas», do terrorismo!

    E foi preciso, só em 1979, aparecer como Primeiro Ministro um homem de coragem, o Professor Mota Pinto, para gritar bem alto: Portugal pode ser governado não apenas sem os comunistas mas contra os comunistas.

    Foi o «Grito do Ipiranga», ser anti-comunista deixou de ser pecado capital e tudo mudou a partir daí.

    Este é o momento: é urgente que o PSD mobilize os seus militantes e simpatizantes, que convoque todos os homens que «pertencem à raça de homens honestos, sérios e de coragem», e que mostre, em cada momento, em cada intervenção que, ou enfrentamos de vez a catástrofe deixada pelos socialistas, ou … nunca mais saímos da catástrofe.

    E já sabemos que os comunistas , agora como antes em 1974 e 1975, só existem em ambiente de miséria, fome, instabilidade e violência.

    ResponderEliminar
  27. A convergência totalitária
    Publicação: 26 Maio 14 07:11 | Sino
    Os comunistas continuam a lutar sistematicamente contra a democracia.

    O Governo teve até agora 909431 votos, 27,71 por cento do eleitorado;

    O PC teve 415030 votos (menos de metade dos votos do Governo) e 12,67 por cento do eleitorado (um terço da percentagem de votos no Governo).

    Conclusão do PC: a vontade de quase um milhão de pessoas que votaram a favor do Governo não conta para nada quando cerca de 400 mil pessoas (metade do total das pessoas que votaram apoio ao Governo) votaram no PC e contra o Governo.

    Isto sim, isto é democracia – o que conta é a vanguarda da classe operária (?).

    Qual maioria, qual carapuça – como diria o ícon comunista Álvaro Cunhal após as primeiras eleições livres no nosso País, em Portugal jamais teremos um sistema parlamentar porque os resultados eleitorais não contam para nada - o que conta é a legitimidade revolucionária.

    A extrema direita francesa, dirigida por Marine Le Pen, está a interpretar estas eleições europeias tal e qual o PC português, dirigido por Jerónimo de Sousa.

    É a velha convergência das forças totalitárias que, já nos tempos antigos, esteve na base do Pacto (como os comunistas gostam ainda hoje da palavra Pacto!) de não agressão assinado há cerca de 75 anos pelos nacionais socialistas de Adolf Hitler e os socialistas soviéticos de José Staline, ou seja, entre os nazis e os comunistas.

    ResponderEliminar
  28. A mim não me apanham nesta feira de certeza absoluta.
    O PCP antigamente ainda fazia tudo na sombra. Agora são tao descarados que perderam a vergonha toda.
    Roubam a feira aos eborenses,e transformam em pseudo festa do avante. UMA VERGONHA.
    Assaltaram e ocuparam os sindicatos.OUTRA VERGONHA.
    Na Camara enganaram quem votou neles.Nem a cidade manteem limpa.OUTRA VERGONHA.
    No PCP já não há gente honesta? OU SERÁ QUE NUNCA HOUVE?
    Este PCP corrupto não serve a ninguém,a não ser aos seus corruptos militantes!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.