sábado, 14 de junho de 2014

Este sábado na "é neste país"




14 de Junho de 2014, pelas 11.30h

Com quantos pontos se conta um conto?


Trulé

Apareçam! É neste país!

13 comentários:

  1. Seguro vai apresentar um projeto de lei que REDUZ o Parlamento a dois partidos,PS/PSD.....a ser Aprovado as outras forças politicas desaparecem do parlamento ou ficam com representação residual............DEMOCRACIA há PS.

    ResponderEliminar
  2. Todas as forças politicas e movimentos DEVEM de criar uma Plataforma Para Lutar contra este Projeto de Lei Pró-Fascista.

    ResponderEliminar
  3. ACHO MUITO BEM.
    O QUE ANDA LÁ O PCP A FAZER ? GRANDE SEGURO !

    ResponderEliminar
  4. já é tempo de correr com os parasitas

    ResponderEliminar
  5. APELO

    A TODOS os Democratas que Lutaram pela Liberdade e Democracia.

    O Partido Socialista quer REDUZIR o Parlamento a DOIS partidos,40 Anos depois de Abril este é o MAIOR ATENTADO a DEMOCRACIA PLURALISTA e PARTICIPADA.


    A TODAS as FORÇAS partidárias o Apelo de se UNIREM contra este Projecto FASCISTA.

    ResponderEliminar
  6. ANGEL MERKL exigiu uma lei que AFASTASSE os partidos de Esquerda do Parlamento,coube ao PS fazer o trabalho SUJO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E qual é o drama ? Não achas que esses partidos estão a mais ? E são de esquerda,onde ? Só se for em Cuba ou Coreia do norte. Acho muito bem mesmo. Nunca ganham eleiçoes,não teem a confiança do povo e andam a gastar milhões ao País. Além disso o PCP quer levar Portugal á miséria para poder chegar ao poder e instaurar a ditadura comunista. Força Seguro ! AVANÇA COM TODA A CONFIANÇA !

      Eliminar
  7. No passado dia 6 de Junho, os Coordenadores do Bloco de Esquerda, Catarina Martins e João Semedo, publicaram no seu jornal Esquerda.net uma Carta às Esquerdas, sublinhando “a necessidade de um diálogo aberto entre partidos e forças que lutam contra a austeridade, que saiba juntar energias e envolver cidadãos independentes, activistas e movimentos sociais, indispensáveis ao esforço para a construção de uma alternativa alargada”.

    Hoje parece claro para toda a esquerda – até, ao que parece, para o BE – que a saída do Euro é condição indispensável para retomar o desenvolvimento sustentado da economia portuguesa e encarar, sob uma nova perspectiva, a problemática da dívida pública, surgida da necessidade de solucionar problemas impostos pela crise bancária e financeira nacional e internacional, e não por pretensos gastos populares acima das suas possibilidades.

    ResponderEliminar
  8. 17:22,Grande "democrata"............os Bandidos que ROUBARAM Portugal(BPN,BPP,PPP),TODOS do PSD com esses não te importas que estejam no Parlamento?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 19:37
      ATÉ AGORA NA MINHA VIDA TODA,OS UNICOS QUE ME FIZERAM MAL FOI O PCP !
      Voces que dizem "amigos" dos trabalhadores são os que fazem mal a quem trabalha.
      Por isso podem desaparecer que o povo AGRADECE !
      Assinado: Um trabalhador quem vocés foderam a vida. VÃO A MERDA !!!

      Eliminar
  9. Com esta lei o parlamento será constiutuido por Grandes grupos de escritórios de advogados................será ROUBAR até Fartar..........Viva a Lei de seguros.......Berram as Mafias instaladas.

    ResponderEliminar
  10. O projeto lei do PS será Legalizar o ROUBO,o partido Único(PPD/PS).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 19:41 Desde que o PCP desapareça da Assembleia da Républica,já vale a pena.

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.