segunda-feira, 5 de maio de 2014

Hoje reunião sobre isenção do IMI nos Centros Históricos na Associação Comercial de Évora


ENCONTRO/DEBATE: ISENÇÃO DO IMI
CENTROS HISTÓRICOS CLASSIFICADOS PATRIMÓNIO MUNDIAL
5 de Maio, Segunda-feira, pelas 21h30, na Sede da Associação Comercial do Distrito de Évora, Praça do Giraldo 65. Entrada livre.

Vai ter lugar no próximo dia 5 de Maio, Segunda-feira, pelas 21h30, na Sede da Associação Comercial do Distrito de Évora, na Praça do Giraldo n.º65, o Encontro/Debate promovido pelo MDCH sobre o tema: Isenção do IMI nos Centros Históricos Classificados Património Mundial.
Trata-se de uma reunião preparatória do grande Encontro Nacional de proprietários, moradores e associações de defesa do património, que terá lugar no Porto no dia 10 de Maio.
Debates locais sobre este tema foram também organizados em outras cidades, nomeadamente no Porto, no passado dia 23 de Abril, e em Sintra, no presente dia 30 de Abril.
Compete-nos também em Évora iniciar desde já a mobilização de todos os interessados, em primeiro lugar para a participação na reunião preparatória em que se discutirão as posições a tomar e as propostas a defender no Encontro, para atingir o objectivo de defender a isenção do IMI nos centros históricos classificados. Importará também constituir uma forte delegação para participar no Encontro do Porto.
Este pode ser o momento decisivo. Junte-se a nós no dia 5 de Maio. Contamos com todos!
VISITE-NOS NO FACEBOOK EM:

7 comentários:

  1. TROIKA até 2038,chamam a isto saida limpa?

    ResponderEliminar
  2. Querias um memorando ou um segundo resgate?É normal sempre foi assim os paises que passam por assitencia da troika ficam debaixo de vigilancia apertada.
    Eu também não quero pagar imi vivo fora do CH,não limpam o lixo e as ervas o pavimento esta cheio de buracos e sou obrigado a ter pessoas acampadas a frente da porta no espaço publico.

    ResponderEliminar
  3. Sabem quantas casas no centro histórico estão alugadas sem conhecimento da Autoridade Tributária a estudantes e afins ?

    Querem mamar e não pagar impostos , os que vivem em Évora fora das muralhas que paguem por vocês ?


    Paguem o devido se tiverem rendimentos suficientes e estiverem a mamar rendas !!!



    Jorge


    ( ciclista )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então agora as casas alugadas que fogem à declaração de impostos, através do IRS, devem pagar IMI, para repor a justiça?

      Mas que puta de "justiça" a tua.

      Então e, na tua justiça saloia, os Fundos Imobiliários que não pagam IMI, deviam pagar que imposto?

      Eliminar
  4. Dr.BRANCO FILIPE abandonou o PS?

    ResponderEliminar
  5. GRANDE PERDA para o PS/Évora,a saída do Dr.BRANCO FILIPE.

    ResponderEliminar
  6. A direção da tyco portou-se á altura
    ao colocar no DS a homenagem os funcionários falecidos no acidente de aviação.
    Será que vai proceder sempre assim por falecer um jovem operário que também é com o seu trabalho que a tyco dá enormes lucros.
    Óbvio que os jovens mereciam, mas não estou a ver a direção da Tyco a proceder de igual modo pela morte de um jovem operário de linha de acidente a caminho da Fábrica.
    A discriminação que se faz ás pessoas até na morte é muito triste

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.