quarta-feira, 28 de maio de 2014

Há muros e muros



Há dias foi inaugurado o, justamente festejado, “Mural Evocativo dos 40 anos do 25 de Abril”, nos muros do edifício anexo ao Chafariz das Bravas, na freguesia da Malagueira (agora Malagueira e Horta das Figueiras). Foi um esforço colectivo de uma quinzena de artistas plásticos da cidade e de alguns técnicos e trabalhadores da autarquia que - apesar da controvérsia natural que qualquer proposta artística sempre suscita – nunca é demais louvar.
Dá-se, no entanto, o caso de eu todos os dias passar por um outro muro completamente degradado, tal como o espaço que delimita, situado a pouco menos de 100 metros do mural agora inaugurado. É verdade que não fica junto a uma via principal, nem é entrada na cidade de Évora, mas fica ali ao pé, um pouco recuado, já na zona limite entre o Bairro da Malagueira e a Cruz da Picada.
Já foi um Parque Infantil onde os miúdos brincavam e está fechado há cerca de dois anos. Na altura foi fechado pela ASAE, mas desde aí a degradação tem sido contínua. Fechado a cadeado, muros esverdeados, equipamento partido, erva por todo o lado, como as fotos demonstram. Segundo consta o terreno do Parque será da Cooperativa de Habitação, o equipamento resultou do apoio da Junta de Freguesia e da Câmara.
Agora é o território de ninguém num bairro ainda habitado por largas dezenas de miúdos, das mais diversas idades, que não têm onde brincar – nem sequer nas ruas, estreitas, sem passeios e com carros a passarem frequentemente.
Não sei a quem pertence o Parque, mas julgo que não será difícil as entidades locais (Junta de Freguesia a tomar a iniciativa) porem-se de acordo e recuperarem este espaço (um pouco como fizeram com o “lavar de cara” da Praça do Giraldo, que não foi apenas no espaço público, mas também privado, ou no muro junto ao Chafariz das Bravas).
Mais, sugeria, que se tivesse sobrado alguma tinta da pintura colectiva do Chafariz das Bravas ela fosse usada na recuperação dos muros do Parque Infantil (seria ousadia pedir a algum dos artistas que, se ali quisesse deixar também algum sinal da sua capacidade artística, o fizesse) e talvez a Câmara pudesse disponibilizar um carpinteiro ou outros funcionários especializados para recuperarem os equipamentos.
Talvez que a recuperação deste espaço não tivesse a visibilidade que o “Mural das Bravas”, de facto, tem, em plena entrada da cidade, mas não tenho dúvidas que para as crianças desta zona de Évora seria uma verdadeira “prenda”, também, e certamente, evocativa dos “40 anos do 25 de Abril”, de que não se iriam esquecer tão cedo.

17 comentários:

  1. Ultima Hora:

    Jorge Lacão Demite-se do secretariado do PS

    Branco Filipe Abandona PS.

    ResponderEliminar
  2. João Soares aconselha Costa a resolver os problemas de Lisboa..........................

    ResponderEliminar
  3. Camarada Passos vens a Èvora?

    O nogueira Alves continua a dirigir os serviços............................

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Nogueira Alves, matou-se ????

      Eliminar
  4. Espera sentado,noutro mandato os comunistas faziam e funcionava tudo,hoje é só promessas e obras de cosmética e pouco mais,eu duvido que Pinto de Sá chegue o fim do mandato,com Eduardos Lucianos e outros parecidos que lhe estão queimando a mudança na nossa cidade.

    ResponderEliminar
  5. A CRISE do PS resolve-se,com dois PSs o de Seguro e o de Costa........................a Pluralidade do PS...................................

    ResponderEliminar
  6. Branco Filipe DEMITE-SE do PS/ÉVORA.

    ResponderEliminar
  7. À atenção de todos os municipes de Èvora.
    Devido á gestão vergonhosa de Zé Ernesto & Cª: pagamos o IMI à taxa máxima, àgua à taxa média de mais de um euro o m3 + 0.54 centimos de saneamento + 0.22 m3 de taxa de residuos sólidoso que dá sempre mais de 1.5 Euro por m3.
    Hoje a maioria são contadores velhos desafinados para favor do cliente, todavia com a substuição progressiva de todos por novos contadores vai ser uma hecatombe para os municipes.
    A CME vai mudando aos poucos os contadores para não haver reclamações generalizadas dos habitantes com o preço brutal por m3+taxa de saneamento+ taxa de residuos.
    Cada municipe por muito que poupe terá sempre uma fatura superior a 22 euros, o que já no depauperado orçamento das familias é calamidade.
    Nós cidadãos habitantes em Évora, não obrigamos o Dr. José Ernesto a fazer o negócio ruinoso da passagem das águas Centro Alentejo.
    A maioria dos municipios do distrito não fez este negócio que só prejudica os habitantes da cidade, Desde Arraiolos, Montemor-O-Novo, Redondo e muitos mais T~em preços que são metade dos que aqui pagamos. Tiveram a sorte de não ter um incompetente na gestão autarquica, Pinto de Sá agora vem dissimulado tentar pôr ordem na casa á nossa custa.
    Dr. Pinto de sá ponha ordem também nos trabalhores da CME(em casa), acha exagero trabalharem 40 horas semanais como todos os trabalhdores do setor privado. Dizia uma vez o famigerado Dr. Zé Ernesto que os trabalhores (operários) só estavam no local de trabalho 240 minutos por dia e nõa os 420 m como seria lógico, que acha dessa realidade Dr. Pinto de Sá.
    Sendo a maioria militantes do PCP, por maioria de razão deviam ser um exemplo de apego, de esforço porque mesmo um ordenado de 500 euros se fizer pouco até isso pode ser um exagero

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais de 1€ o m3??? Em que escalão? Escalão que apenas lá chega quem consome verdadeiramente muita água. Há quem pague o m3 a pouco mais de 30 cêntimos.

      Eliminar
  8. Isto é tudo culpa do Zé do Cano
    A Câmara CDU nada pode fazer apesar de ser EXCELENTE porque não tem dinheiro.
    CULPA DO ZÈ DO CANO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A câmara não tem dinheiro.
      A câmara (quase) não tem património.
      A câmara tem uma dívida de 90 milhões.

      Verdades insofismáveis.
      Tal como é verdade serem culpa de 12 anos de descalabro de desgovernação PS/Ernesto.

      Eliminar
  9. Então quer dizer que não podemos esperar nada da CME durante os próximos 4 anos.
    Toda a inactividade está justificada à partida pela dívida.
    Estou esclarecido!

    Então, só ainda não compreendi porque se candidataram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não só podemos esperar, como já está a acontecer.

      O empenho e a motivação dos trabalhadores da limpeza e higiene pública é notório e reconhecido até por alguns representantes da oposição, em declarações na Assembleia Muncipal.

      Nos trabalhos de limpeza e reparação da Arcada, alguns trabalhadores sentem-se tão motivados com o reconhecimento público do trabalho que estão a executar, que alguns até usam as suas próprias ferramentas.

      A reestruturação dos serviços está em curso e terminará antes do Verão. (Note-se a catástrofe da gestão PS não se esgotou na DÍVIDA mas também no desmantelamento dos serviços que, em muitos casos, estão complemente desmotivados e inoperacionais)

      Não há dinheiro para investimentos e, por vezes, até para arranjar e susbstituir máquinas, mas é possível fazer muito mais do que se fez nos últimos anos, com os meios que o muncípio dispõe
      .E é isso que está a ser feito. Só não vêem os cegos que não querem ver... Mas para esses não há remédio.

      Eliminar
  10. Este ultimo comentador deve mesmo precisar de oculos pois ele não enxerga mesmo nada?
    Não vejo qualquer mudança após 8 meses continua tudo na mesma ou talvez ainda pior pois os chefes são os mesmos e eles estão cheios de manhas e não há como tirar-lhas.

    ResponderEliminar
  11. Realmente,também eu não vejo nenhuma mudança. As ruas de Évora estão imundas.
    Faz-me lembrar uma cidade ao abandono.O pavimento tem lombas,buracos, que provocam graves avarias nos automóveis. Para quem falou e ainda fala tão mal da anterior câmara,deixam muito a desejar...Parece que a CDU,apenas estava interessada no poder. É bom que se lembrem e tenham presente,que o povo não é nem estúpido,e muito menos cego,e que por este andar,não devem renovar o mandato.
    Enfim...eu como votante da CDU,sinto-me enganado.

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  13. è assim 0.36 M+ 0.54 Saneamento+0,22= 1.12 m3 no primeiro esclão
    2ª escalão 0.36*0.54+022 = 1.19 m3
    5ª escalão + 15 m3 1.25+0.54.022 = 2.01 Euros o m3

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.