sábado, 24 de maio de 2014

Évora: caminhada das ervas


10 comentários:

  1. O resto não sei, mas ervas é o que temos em abundância por todos os lados.

    ResponderEliminar
  2. Os comunistas chamam fascistas aos outros...mas eles é que destruiram e roubaram os SINDICATOS em Portugal.
    Os trabalhadores téem de ter medo é dos comunas,que são quem mais os tem prejudicado.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SÃO TODOS A MESMISSIMA MERDA !

      Eliminar
  4. Não acreditem no PCP .
    Eles só querem chegar ao poder.
    Quem não conhece pelo menos um vizinho ou conhecido que não seja comuna?
    E....são todos uns filhos da p.......
    Vão á merda comunas.

    ResponderEliminar
  5. Basta andarem pelas ruas de Évora e tem as Caminhadas das ERVAS todos os dias , metam as cabras de São Manços a pastar e numa semana resolve-se !

    E ,

    Amanhã não se esqueçam de ir votar em qualquer uma cambada de xulos parasitas filhos de Hitler , que tem a dignidade dos quantos e poucos recem nascidos em Portugal ( extrumeira da Europa ) , os mandar para a vida sem que tenham no nascimento aplicado a vacina da BCG , bem sabendo que o surto anda a aumentar em Portugal .

    ... votem !


    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  6. Para desopilar aí vai uma adivinha. Qual foi o o órgão de comunicação do Alentejo que foi alvo de forte reprimenda da Comissão Nacional de Eleições, aplicando-lhe um xeque-mate, por não ter respeitado em plena campanha o princípio da concessão da igual tratamento jornalístico aos partidos concorrentes, tendo sido obrigado a corrigir a situação já no último dia possível de o fazer?
    Pois é verdade. O partido que se sentiu lesado apresentou um protesto formal junto da direcção do periódico mas o seu editor respondeu-lhe que já havia sido dado destaque às suas actividades no mês de Abril pelo não havia razão para lho dar de novo agora em plena campanha. A referida formação política apresentou queixa à CNE que decidiu em seu favor argumentando que uma coisa nada tinha a ver com a outra, pois o contexto e o momento político eram diferentes e a atitude assumida violava o legalmente estabelecido em matéria eleitoral. Ou seja, como costuma dizer-se: o cu nada tinha a ver com as calças.
    O processo tem mais alguns condimentos mas limito-me a deixar ficar aqui a notícia sob a forma de adivinha. Viva a comunicação regional "independente"

    ResponderEliminar
  7. PERIGO! MANOBRA ELEITORAL EM CURSO

    É preciso ir votar. Não nos deixarmos enganar. Abster-se ou alear-se do acto eleitoral, mesmo que seja evidente que o sistema proporcional o tenha viciado, é conferir legitimidade aos que detêm o poder há 40 anos. Se não se for VOTAR CONTRA, e se por improbabilidade, 80% se abstivessem, a lei eleitoral em vigor permite que os 2 grandes partidos e seus respectivos apêndices façam as contas aos 20 por cento dos votos e ganhem com uma maioria de 100%.
    É preciso CRIAR UMA BARREIRA À CONTINUIDADE dominadora proto-fascista DOS 2 GRANDES PARTIDOS do Bloco Central, cujos aparelhos profissionalizados não permitem outra escolha. Onde militam incompetentes cuja obra é o desperdício, interesseiros desmazelados e incultos, parasitas, filhos da puta que navegam na corrupção endémica, ingénuos indiferentes para com os sectores mais desprotegidos da população que é vitima do actual assalto aos bens públicos.

    ResponderEliminar
  8. Os néscios estão a ver o seu Deus a bola.
    Futebol, futebol, mais nada interessa a este povo atrasado.
    Infelizmente nostros hermanos são pouco melhores do que os portugas.
    Vivem a final como se fosse a última coisa das suas vidas, ofendem-se porque a cor que não é a dele é uma mierda, acho que o humano é que é uma mierda.
    Vêm reis, 1ºs ministros, também não são uns sobredotados, mas sabem o povinho gosta daquilo e então aparecem

    ResponderEliminar
  9. Sr. Presidente da CME
    Há municipes de 1ªos que Têm contadores de água antigos, que lhes permite fazer toda a espécie de desperdicio e inclusivé regas e no fim do mês, têm contas ridiculas de 10 ou 11 euros.
    Há outros municipes de 2ª lhes foi impostos contadores novos que possivelmente desregulados agora a favor da CME, fazem poupanças até na higiene e saneamento e pagam o triplo dos tais municipes de 1ª categoria para o municipio.
    Urge pôr cobro as situações discriminatórias e portanto anti constituições.
    A Constitiução da República no seu artigo 266º. nº 2 que veicula o principio da igualdade e da não discriminação de cidadãos perante a lei.
    Neste comportamento há precisamente preceitos anticonstitucionais.
    Neste comportamento só pode ver má fé ou então perseguição politica

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.