sexta-feira, 30 de maio de 2014

A vereação CDU na Câmara de Beja em traje da época

21 comentários:

  1. Les enfants s'amuse...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Les enfants s'amusent, non?

      Eliminar
    2. e se fosses escrever frances para o ...........?

      Eliminar
    3. Cárrálhô? Será?????

      Eliminar
    4. nao sei....tu é que sabes do que mais gostas....

      Eliminar
  2. O Pinto Sá e seus "compagnons de route" também não ficavam nada mal nestes preparos. A vereadora dava uma bela matrona, segurando pela mão o lucianus III.

    ResponderEliminar
  3. A menina dança?

    ResponderEliminar
  4. E assim se sustenta a saloice deste Alentejo.Não se faz nada de jeito, mas se acontece qualquer coisa, eis que os promotores se aprestam a dizer:-Fui eu...Fui eu!!!....mesmo que, fazendo uma triste e ridícula figura. E eu pergunto: Que evento pretendem estas aves raras anunciar?

    ResponderEliminar
  5. Realmente depois de rotundas repuxos festas agora vestem a roupa dos diabretes para animar a malta,o poder local esta a cair de podre.

    ResponderEliminar
  6. trajes da burguesia!! Ainda por cima os opressores Romanos.

    A escumalha, andava esfarrapada e tinha lepra...

    assim se vê a força do PC...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Além de ridiculos,os comunas sao incultos.

      Eliminar
  7. o João Rocha ficava bem de....
    Imperador

    ResponderEliminar
  8. Porra, que a AZIA não há meio de passar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AZIA IRAO VOCES TER UM DIA....quando os poucos que ainda acreditam nas vossas mentiras,abrirem os olhos,e deixarem de votar num partido de mentiras ao povo.

      Eliminar
  9. Para mim PCP é o pior partido de todos.
    Mentem muito,e querem a miséria para o povo. Porque de outro modo não o conseguem enganar,prometendo igualdade,paz,pão,habitação,educação,saúde,etc....enfim...todas essas promessas falsas como todos nós já sabemos.
    Quando na realidade apenas pretendem instaurar uma ditadura!
    Democracia nem a podem ver.
    Votações,só de braço no ar.
    Maioria só aceitam,se for a deles.
    Perseguem e destroiem quem não alinhar em tudo o que querem
    Quando estão na clandestinidade,tornam-se em organização criminosa,por esse motivo,os Estados Unidos não os ilegalizam,para os manter debaixo de olho.
    São tão perigosos,como era Hitler,ou Pinochet,ou Staline,ou outro qualquer ditador!
    Conhecem algum partido pior em Portugal? Eu não !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este imbecil fascistóide julga os outros por aquilo que ele é. Ainda não percebeu, o triste, que o nazismo foi derrotado e o fascismo salazarento acabou há 40 anos, graças à luta do povos pela liberdade, igualdade e democracia.


      Eliminar
    2. voces comunas tambem ja foram derrotados,mas o PCP nao quer aceitar.
      querem continuar a marrarem com os cornos contra a parede.
      mas voces sao uma ditadura o seculo passado. e já nao convencem ninguem.

      Eliminar
    3. PCP liberdade ? igualdade ? democracia ?

      AH AH AH AH AH AH

      Eliminar
  10. «(...)
    Aprendeu o PS com a derrota e a maldição pública de Sócrates? Não.
    Aprendeu o PSD com as duas catastróficas derrotas eleitorais da actual direcção política de Passos? Não.
    Aprenderam o PS e o PSD o que significavam os sucessos das listas independentes nas últimas autárquicas? Não.
    Aprenderam o PS e o PSD com o aumento de votos brancos e nulos e as abstenções por protesto, desinteresse ou revolta contra a “oferta” política que é dada ao eleitor? Não.
    Aprenderam o PS e o PSD com a quebra cada vez mais acentuada dos votos do chamado “arco governativo” em relação ao conjunto dos votos expressos? Não.
    Aprenderam o PS, o PSD e o CDS com o divórcio já profundo entre eleitores e eleitos, entre os portugueses e a sua representação política? Não.
    Aprenderam o PSD e o PS o que significam resultados como os de Marinho e Pinto? Aprenderam o PSD e o PS com a cada vez maior dúvida sobre o mérito da democracia para resolver os problemas dos portugueses? Não.
    (...)
    O mesmo se passa, por razões ainda maiores, logo mais graves, a nível da Europa.
    Aprenderam os governos da União Europeia o que significou a derrota da Constituição Europeia na Holanda e França? Não.
    Aprenderam os governos com o facto de que cada vez que há um referendo as propostas do mainstream europeu chumbam ou passam por um fio? Não.
    Aprenderam os governos o desastre das políticas das troikas dos últimos anos? Não.
    Aprenderam os governos e os partidos europeístas com a enorme abstenção que há muito atinge a legitimidade do Parlamento Europeu? Não.
    Aprenderam os governos e os partidos centristas e de esquerda com o ascenso da extrema-direita xenófoba por toda a Europa? Não.
    Aprenderam os governos nacionais e os partidos europeístas com o crescimento de forças anti-União Europeia ou apenas eurocépticas por toda a Europa? Não.
    (...)
    Aprenderam alguma coisa? Não, não aprenderam nada.»

    José Pacheco Pereira

    ResponderEliminar
  11. “Tribunal Constitucional "insiste" em "arrastar o país para o passado"— diz Marco António.

    De facto, se quer dizer que o Tribunal Constitucional quer obrigar este Governo a orientar-se pelo carris da Constituição, coisa que acontecia nos anteriores governos, o “arrastar para o passado”, está bem passado.
    Se quer dizer que o Governo quer ser a vontade de indivíduos (ainda por cima incompetentes) e não o respeito pela lei, pela Constituição, não tem razão! Já procede reincidentemente como nos tempos salazarentos e, por isso, não precisa de ser arrastado. Já lá está!!!!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.