domingo, 23 de fevereiro de 2014

Zeca Afonso morreu num dia assim há 27 anos


José Afonso (Aveiro, 2 de Agosto de 1929 — Setúbal, 23 de Fevereiro de 1987)

Alguém que pensava pela sua própria cabeça. E era solidário, para além dos partidos e dos aparelhos de poder. Um indignado, avant la lettre.

2 comentários:

  1. Sim, mas acima de tudo um homem que sabia reconhecer a esquerda a sério, que comprendia muito bem a importância e a indispensabilidade dos partidos revolucionários e operários e que nunca alinharia em anti-comunismos primários à la Carlos Júlio. Isso dava-lhe vómitos.

    ResponderEliminar
  2. ò rui, não sei de onde lhe vem esse conhecimento de mim, mas acho que está muito enganado. Também não sei de onde lhe vem o conhecimento sàcerda daquilo que o Zeca pensaria ou não,, mas você lá sabe. Eu conheci o Zeca, relacionei-me com ele e estive ligado a ele nalguns projectos. E nunca me pareceu que as ideias que eu defendia lhe fossem muito estranhas. E, já agora, deixe-me que lhe diga que se, pelo facto de não ser do PCP e por achar que há mais vida para além dos partidos, você me classifica como "anti-comunista", não sei como classifica o Zeca Afonso que também nunca foi do PCP e que defendia outras formas de organização que não passavam apenas pelos partidos políticos. Aliás, ele sempre defendeu que cada um deveria ser o seu próprio comité central. E vómitos, de facto, a mim dá-me sobretudo gente que não respeita a verdade e, em nome da sua verdadezinha pessoal, tenta atingir os outros. Como se os fins pudessem justificar todos os meios. Por isso, retibuo-lhe o vómito.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.